04/10/2012

Creepypasta - Pêndulo

Desde que eu era criança, me lembro de ouvir um som estranho na antiga fazenda da vovó. Minha mãe me colocava para dormir no quarto de cima, e ia dormir com o meu pai no quarto de baixo, deixando eu e meu irmão sozinhos.

Uma hora depois que havia sido levado para a cama, podia ouvir um barulho estranho vindo do sótão, toda noite, como se o chão estivesse sendo riscado. Ele era lento como um pêndulo, para frente e para trás, as vezes deslizando mais rápido antes de desaparecer e voltar para um arranhão lento. As primeiras vezes, foram assustadoras, mas depois aprendi a viver com aquilo e ele virou uma espécie de "som tranquilizante" e isso me ajudava a dormir. Bem, eu sou adulto agora. Minha avó faleceu há alguns anos. Eu e minha mãe fomos limpar a velha casa, estávamos no sótão removendo algumas caixas, lixos e objetos antigos quando olhei para o chão, e apesar da poeira de anos acumulada, ainda dava para se ver riscos.

Eu rindo comentei com a minha mãe sobre ouvir um ruido vindo do sótão quando eu costumava dormir no quarto de baixo. Ela ficou pálida, gentilmente me segurou nos ombros e me contou a história de como meu avô, na grande depressão perdeu o seu emprego e mal conseguia alimentar sua família. Ele chegou em casa uma noite e enforcou-se no sótão com uma corda.

Aparentemente, ele se arrependeu de sua decisão, porque ele se esforçou para alcançar o chão, o arranhando com suas botas pesadas.

Créditos: SweetBeeMine.

Fonte: Mrs. Unknown.

Quando amanhecer, você já será um de nós...

2 Comentários
Comentários
2 comentários:
  1. Bom, se puder colocar um "w" entre o S e o E, eu agradeço amigo. É SweetBeeMine, rsrs.

    Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blogueiro analfabeto é foda neah...rsrsrsr. Corrigido já...valeu

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave