20/03/2013

As misteriosas pedras de Ica


Um dos grandes enigmas do planeta Terra gira em torno de uma coleção de aproximadamente 15 mil artefatos pré-colombianos, uma biblioteca de pedras antigas esculpidas com imagens nítidas conhecidas como Pedras de Ica. As pedras pertencem à família do Dr. Javier Cabrera Darquea, um professor aposentado que chefiava o Departamento de Medicina da Universidade de Lima em 1966.

Em seu aniversário de 42 anos, um velho amigo, o fotógrafo Felix Llosa Romero, presenteou o Dr. Cabrera com uma pedra de Ica. Ica fica numa área relativamente pequena, cerca de 300 quilômetros de Lima, no Peru.

Elas foram vendidas ao fotógrafo por um fazendeiro local que afirmou ter encontrado pilhas e pilhas de rochas em vários desfiladeiros e cavernas não muito longe das Linhas de Nazca, nas redondezas do túmulo do Reino de Chperu, em Chinchayunga,conhecidos como "Manco".

"Manco" acredita ser uma corruptela de "Malku" palavra Aymara, que significa "chefe" ou "Senhor dos vassalos."

Essas pedras curiosamente mostram pessoas interagindo com animais extintos, (segundo nossos cientistas), há mais de 60 milhões de anos atrás.

Cenas de homens caçando e domesticando uma variedade de dinossauros, em particular o brontossauros, tiranossauros rex, estegossauros e pterodáctilo.

Dr. Cabrera se tornou o principal cliente das pedras Ica e comprou todas que estavam disponíveis com o tal fazendeiro, mas o que o Dr, Cabrera não sabia é que o descobridor das pedras foi preso e torturado para que ocultasse a origem das pedras e sua formação.

Foi coagido a dizer ao publico comprador que era ele mesmo quem esculpia as tais imagens nas pedras, apesar do Dr. Cabrera não acreditar de maneira alguma nessa hipótese ridícula, concluindo que não havia maneira do fazendeiro ter tempo e habilidades, nem conhecimento de como criar as 11 mil pedras que ele havia comprado em poucos dias.

O que impressionou o médico foi uma cena descrita numa pedra de um ataque mortal a um dinossauro em que os caçadores parecem mostrar um conhecimento de anatomia do animal fazendo um corte no centro do nervo crítico da coluna que infligiria uma morte rápida sem agonia para o animal.

A “biblioteca” de pedras está organizada por temas. Há pedras que descrevem cirurgias avançadas de transplante de coração, fígado e rim, cesariana e funcionamento do cérebro. Conhecimentos de acupuntura e engenharia genética. Imagens de continentes perdidos, e o conhecimento de uma futura catástrofe global.

Nos anos de 1974 e 1975, baseado no conhecimento das pedras, o Dr.Cabrera anunciou que o hormônio contra a rejeição – vital em transplantes – deveria ser procurado nos fluidos da mulher grávida. Em 1980, uma equipe de médicos ingleses chega à mesma conclusão!

Quanto mais se estuda a biblioteca de pedras de Ica, mais se tem certeza de sua veracidade e da presença de civilizações extraterrestres no planeta Terra desde épocas remotas.

Laboratórios na Alemanha autenticaram as incisões que compõem as esculturas nas rochas vulcânicas, um mineral muito duro que seria difícil o manejo dos detalhes artísticos com ferramentas primitivas.

Geólogos interpretaram os mapas de várias pedras que mostram configurações estranha do nosso planeta e chegaram à conclusão (com projeções de computação atual) que alguns ângulos e massas de terra correspondem a geografia da Terra há 13.000.000 (milhões) de anos antes - idade pré-estabelecida das pedras Ica.

Representações curiosas feitas nas pedras:
- Transplantes de coração, rim e cérebro;
- Remoção de tumores;
- Descrição de uma cesárea;
- Utilização de agulhas de acupuntura como anestésicos;
- Homens observando o céu com telescópios;
- Vôos espaciais;
- Mapas da Terra mostrando continentes que hoje não existem: Lemúria e Atlântida;
- Desenhos de constelações, nebulosas e do Sistema Solar;
- O ciclo biológico do ágnato – peixe que viveu na era paleosóica (300 milhões de anos atrás);
- Pirâmides;
- Homens montados em animais de 4 patas em perseguição a dinossauros;
- Transfusão de sangue;
- Naves suspensas por uma força eletromagnética;
- Histórias detalhadas de uma grande evacuação de pessoas da Terra para outro planeta e vice versa.

Abaixo veremos algumas imagens de algumas misteriosas pedras:








Quando amanhecer, você já será um de nós...
1 Comentários
Comentários
Um comentário:
  1. Essas pedras são falsas, foram projetadas e fabricadas pelo artesão inescrupuloso Uchuya Basílio, em cumplicidade com sua família e outros artesãos locais. Em seguida, essas pedras falsas foram vendidas a Dr. Cabrera como autênticos tesouros arqueológicos..

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave