12/03/2013

Conto do Leitor: O canal negro do suicida do You Tube


Olá meus caros amigos e amigas, hoje novamente contamos com a participação de um de nosso leitores atormentados, trata-se do Trevor Kalligan Sandyw. Trevor já teve outras participações aqui no Noite Sinistra, e hoje ele manda para a gente um novo conto, que poderá ser lido mais abaixo.

O Canal Negro do Suicida do You Tube

-Você já ouviu falar do C.N.S.Y.? - Pergunta a garota de aparência ingênua enquanto caminha ao lado de sua amiga,sobre a calçada, em meio de um monte de outros vivos carregando mochilas com suas costas ossudas.

-O Canal Negro do Suicida do Youtube? Eu já tentei encontrar,mas nunca consegui achar.Dizem os boatos que o dono do canal torturava e matava suas vítimas,filmava e postava em seu canal.Sua identidade era protegida por uma máscara branca de bochechas rosadas que continha um sorriso malicioso no rosto,roupas pretas e uma capa.Uns dias depois após essas gravações percorrerem a Internet,esse canal saiu misteriosamente do ar.Uns afirmam que,ao contrário de que muitos achavam,na verdade era uma garota quem estava por trás de tudo,usando o pseudônimo Rank,e que a polícia encontrou tal autora dessas atrocidades cinematográficas,mas ela se suicidou com remédios ao pedir licença para ir no banheiro durante a visita desses policiais.

-E também - conta sua amiga -,constam os boatos,que só suicidas podem encontrar esse canal hoje em dia.Ouvi falar que todos que assistiram aos vídeos ficaram loucos e tiveram que ser internados no novo instituto psiquiátrico de New Orleans,construído sobre as cinzas de um massacre,e os que não ficaram psicologicamente perturbados se tornaram assassinos em série e se suicidaram antes de irem para a cadeia,como no caso de Rank,o assassino do YouTube.

Foi isso que ouvi enquanto voltava para casa,após a escola.Nesse momento,eu ainda não sabia que esperava...Esperava parar morrer,para viver,por uma absolvição que jamais viria.

Por algum tempo,minha mãe me levou para o psicólogo.Eu não entendia qual era o problema que ela via em mim;fazia meu dever de casa,arrumava meu quarto,como todo adolescente deveria fazer.Sempre gostei de ficar sozinho.Ficava em meu quarto,trancado,e só saia a noite,mas também,essa é a melhor hora para se visitar um cemitério.Você nunca foi a um?Pois devia.Adorava cortar meus pulsos sobre a luz do luar e ver meu sangue escorrer até as extremidades de meus dedos e pingar sobre os túmulos.Eu podia descansar em paz,assim como todos que estavam ali,sob suas criptas.Todos temos segredos,não temos?Qual o seu maior segredo?Vamos lá,me conte.Lembra daquela garota na sua sala que você sempre desejou viola-la enquanto choramingava como uma menininha medrosa e sozinha?Ou então daquela dia em que você furtou pela primeira vez,ou quando você viu alguém agredir um animal indefeso e não fez nada,ou pior ainda,você era o agressor,ferindo um animal fraco e inocente enquanto ele grunhia de dor...Lembra da primeira vez que bateu em alguém só por que ele era mais fraco que você?Quando você quis se sentir forte à custas dos outros?Lembra?Você não sente vergonha de tudo o que você fez?Não se sente a pessoa viva mais desonrosa do mundo,mais indigna da vida e mais fracassada de todas?Se não,parabéns meu amigo,você já não é mais humano.Naquele dia,em que ouvi sobre C.N.S.Y.,passei o dia procurando sobre o canal que,para mim,seria um prato cheia,o paraíso na terra,a encarnação de meus sonhos mais psicóticos...E eu o encontrei,porém,havia uma mensagem de aviso na página que falava:

Olá,Doreine.Você encontrou meu segredo,agora,poderá se divertir...Mas,antes,nos fale qual o motivo que lhe influenciou a ter sentimentos suicidas,mas,por favor,não minta,ou isso custará sua vida:

Abuso Moral/Bullyng

Vítima de Crime Imoral

Perda de Ente Querido

Havia mais algumas outras,mas não me lembro...Quando vi a opção que estava procurando,não hesitei em clicar nela...Amor Platônico.

Sim...A garota que foi meu primeiro amor foi vítima de estupro coletivo e se suicidou após uma semana.Eu não pude nem sequer falar o quanto a amava e como queria que ela estivesse comigo e fazê-la esquecer de tudo aquilo que ela passou.Eu me odeio.Não mereço o amor dela.Ela morreu sem saber que eu a amava.Você sabe o quanto isso é doloroso?Vamos lá,pense na pessoa que você mais ama...Agora,a imagine sendo violentada sexualmente por 10 homens e espancada,sem poder reagir,como um daqueles animais inocentes e indefesos que você agrediu...Se pudesse,trocaria de lugar com ela...Você não?Graças a C.N.S.Y.,eu a vinguei,mas não posso mudar o tempo,nem a dor que ela sentiu...Me amaldiçôo todos as noites,desejando estar no lugar de todos aqueles,encarcerados em caixões,no escuro,em paz...Sem sentir dor.Mas,a verdade é que não consigo...Eu tenho medo.Só de pensar naquelas mãos sujas deslizando sobre a pele de minha amada Antonieta...As pancadas em sua face,em seu estômago,em seu corpo...Não pudi fazer nada.Preferia ter perdido minha alma,se pudesse evitar aquilo.Se Deus existe,por que uma garota como ela teve aquele fim?Ao escolher o meu motivo,meu quarto escureceu e mãos cinzas e gélidas com unhas cumpridas e afiadas me prenderam à cadeira pelas canelas,pulsos e pescoço.Era horrível...Meu coração doía a cada segundo vendo aquilo...Meus olhos não fechavam.O vídeo que via era de dez homens em um lugar úmido e mal iluminado.No recinto,havia uma garota,ela estava com os pés e mãos amarrados por cordas e a boca costurada..."Alguém,me mate!!",pensei,desesperado.Já não podia mais suportar...Minha face era inundada com lágrimas;eu não podia conter o choro...Era minha Antonieta.

Eles a usaram sádicamente,enquanto davam murros em sua boca e cortavam sua pele com canivetes que possuíam suas lâminas envoltas por arame enfarpado...Logo,enquanto a assediavam,pegaram de um canto mais arame enfarpado e enrolaram em seu pescoço;eu podia senti-la sufocar,com as pontas metálicas enferrujadas atravessando seu pescoço,tentando gritar,mas sua boca estava costurada e sangrava pela força ao tentar abrir,em busca de uma saída para seus gritos de desespero...Meu Deus,por que?Eu não estava mais vivo,eu me sentia morto,meu corpo doía.Então,um ser de máscara e roupas pretas,com capa,apareceu no vídeo e apontou sua mão para mim,e então,começou a caminhar para minha direção...Em meio aquelas cenas,me apavorei quando sua mão que trajava uma luva preta de caveiras pequenas nos nós dos dedos atravessou a tela e apontou para meu lado;quando virei minha cabeça,vi uma garota de cabelos negros e face extremamente pálida,acinzentada,de olhos negros como a escuridão em que meu quarto estava afundado e um sorriso de orelha a orelha...Por alguma razão,eu senti a paz que tanto queria,eu senti a vontade de...Sorrir.Ela vestia uma camisola branca,mas parecia estar flutuando no ar,suspensa,misturada a escuridão...Ela não tinha corpo,somente a cabeça e o tronco estavam borrados de branco e cinza pálido em meio as trevas.

Ela me fez uma oferta irrecusável;minha vida em troca de vingança.Não hesitei em sorrir,indicando minha assinatura na minha parte do acordo.

Mais que rapidamente,ela apontou com seus olhos para a tela.Vi sua mão voltando para dentro da tela e o ser de máscara arrancando os braços e pernas com força daqueles homens com força descomunal.O sangue jorrava na tela,e eu assistia aquilo tudo com um sorriso no rosto...Derrepente,a tela ficou borrada com sangue e eu ouvia os gritos de dor daqueles vermes miseráveis.Minha visão já se apagava...Não sentindo mais meu corpo,inclinei minha cabeça para cima,olhando para o teto...E vi,na escuridão,uma garota sendo esfaqueada pelo garoto que ela mais amava,após um passeio sob a luz do luar...Ela queria dizer que o amava,que queria viver com ele sua vida toda,ver seu sorriso para sempre todas as manhãs,o acordando com um beijo de amor verdadeiro e sussurando em sue ouvido..."Eu te amo."...Mas ela nunca pode,ela morreu ali,assassinada pelo garoto que ela mais amava.Tudo ficou claro na escuridão de meu quarto,era como se a luz de anjos estivesse ali,e vi minha doce Antonieta,de cabelos louros e olhos brilhantes como as estrelas,descendo com suas asas brancas de luz sobre mim...Eu sorri para ela com toda a pureza de meu coração;nesse instante,suas asas se tornaram negras,seus olhos já não eram mais tão brilhantes e,antes de tudo se apagar novamente,eu a ouvi dizer...

"Você me deixou para morrer,me abandonou quando mais precisei que me salvasse,mais precisei de carinho...Naquela última semana,relutei em me matar,pensei em você,em nós,nos filhos que queria ter com você...Mas você não apareceu.Durante todos aqueles dias eu te esperei,mas você não aparecia...Era cada vez mais doloroso,e eu chorava mais,era tanta solidão,tanta dor...Eu poderia suportar,sim,eu poderia,bastava você não ter me abandonado,me iluminado com seu sorriso que eu tanto amava.Mas você não me amava o suficiente para sorrir pra mim... "

Depois disso,tudo se apagou,e agora eu estou aqui,com você,do seu lado,basta olhar para o teto...Mas,se você olhar,será a sua vez de morrer.
Autor: Trevor Kalligan Sandyw

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr
4 Comentários
Comentários
4 comentários:
  1. Uii... vou procurar saber sobre esse canal, eu costumava torturar meu gato com um laser na parede...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses textos ai que as pessoas tem vidas misteriosas, vivem nas trevas, não se encaixam na sociedade tal boiolisse kkkkkkkkkk

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave