21/03/2013

Sangue nas mãos


Um comentário recebido no dia 10 de Março, me motivou a realizar essa postagem. O comentário foi feito no texto que fala do Charles Manson, e critica o fato de eu ter relacionado esse Manson com a tag "Serial Killer". Abaixo vocês podem ler a crítica do leitor:

"Pessoas, façam um pouco de pesquisa antes de sair postando besteiras. Charles manson não é um SERIAL KILLER, pois oficialmente nunca matou ninguém. E no caso Tate-Labianca ele foi apenas o mentor intelectual da chacina."

Bem, por que esse comentário iria me motivar a escrever um outro texto? Eu explico: Inicialmente pensei em retrucar o leitor, focando principalmente a parte em que ele escreve: "E no caso Tate-Labianca ele foi apenas o mentor intelectual da chacina.". Eu tinha pensado em escrever algo do tipo: "Então, segundo a sua ideia, Hitler também não pode ser considerado um assassino, afinal ele foi apenas o mentor intelectual do holocausto."  Acabei desistindo da ideia de retrucar o comentário, mas continuei pensando no assunto, e no final das contas, acabei aceitando a ideia do leitor e dando razão, em partes, a sua lógica.


Eu continuo não aceitando a ideia de que, Charles Manson estaria livre de carregar o estigma de serial killer, por "ser apenas o mentor intelectual". Ele não matou ninguém com as próprias mãos, mas não fosse por ele muito provavelmente aquelas pessoas não teriam sido assassinadas, ou seja, Manson é sim um assassino. Ele não matou ninguém, mas suas mãos estão sim, sujas de sangue. Hitler é outro que matou milhões de pessoas, durante a segunda guerra mundial, sem nem dar um tiro sequer. Mesmo assim ele é assassino sim, afinal foi ele que idealizou e motivou pessoas a cometerem tais atos. Assim como Bin Laden, e tantos outros...

Mas por que esses sujeitos, que mencionei acima são considerados assassinos, e os líderes americanos que deram a ordem de atacar a população civil japonesa, com as bombas nucleares, quando a guerra já estava no seu final, o Japão era o último país do eixo a resistir, mas mesmo o Japão já estava a caminho da rendição, não são considerados assassinos? Para as pessoas que não concordam com a minha afirmação acima, que diz que os japoneses já estavam a beira da rendição, sugiro que vocês assistam o documentário do History Channel que fala de Hiroshima e Nagasaki, ou mesmo um documentário que fala das super armas da segunda guerra mundial, em especial de um "super submarino" japonês, vocês podem encontrar esses documentários no you tube. Nesses documentários eles explicam muito bem, que o Imperador japonês já ponderava a rendição, e que já havia grande pressão dentro do Japão para que isso acontecesse. Mas voltando ao assunto, esses líderes não foram acusados de nada por um motivo simples, eles eram os mocinhos da história, assim como os soviéticos eram considerados mocinhos ao final da segunda guerra mundial, e não foram acusados do massacre de Katyn, por exemplo, mas algum tempo depois do final da guerra, essa situação se inverte e os soviéticos passam a ser os vilões, até então seus atos eram "dignos".

Massacre de Katyn
No 11 de setembro, os ataques terroristas arquitetados pela turma do Bin Laden, mataram 2996 pessoas, segundo a Wikipédia. E quantos mortos será que tivemos em território afegão? Até 2011, segundo dados da ONU, morreram em torno de 11700 civis afegãos e 1801 soldados americanos. Por que Bush e sua cúpula estão limpos nessa? Alguns poderão dizer que é porque foram os terroristas que começaram essa estúpida disputa, portanto o EUA estava apenas se defendendo.

Posso até aceitar, essa hipótese, mas e o Vietnã? No inicio do Vietnã os EUA apenas "ajudaram" os vietnamitas do sul, com armas e apoio lógico, na guerra conta o vietnamitas do norte. Mas depois que os vietnamitas do norte atacaram o destróier Maddox, dos americanos, o congresso aprovou a entrada do EUA na guerra. Na guerra do Vietnã morreram mais de 1 milhão de vietnamitas, e cerca de 58193 soldados americanos, segundo dados da Folha online. Isso sem contar os danos causados por aquele tal de "agente laranja" que o exército de Tio Sam lançou sobre as florestas, e que até hoje causa câncer na população local. Estima-se que 10 milhões de hectares de terra foram inutilizados (fonte Folha online), pelos vários produtos químicos lançados pelos americanos. O desfecho dessa "briga" todos nós sabemos, americanos derrotados e um enormidade de filmes sobre o assunto (em todos os filmes vemos "grandes" soldados americanos resgatando prisioneiros de guerra das garras cruéis dos inumanos vietnamitas). Agora eu pergunto a vocês: Quantos criminosos de guerra do lado do Tio Sam foram julgados? Nenhum, afinal os americanos são sempre os bonzinhos, a propaganda americana nos faz pensar isso, seja através do seu estilo de vida, ou através dos filmes.

Todo esse trololó, foi para dizer o seguinte: Nós tememos, acusamos, condenamos quem é vilão, que é mau. Se algum criminoso consegue reverter a opinião das massas, passando a ideia de bonzinho, ou de ser uma vítima do sistema, ele não será visto como assassino, talvez ele seja visto como apenas mentor intelectual, o que daria a ele um status de inteligente, sem reverter a opinião das massas, ele seria considerado louco ao invés de inteligente. Tudo se resume a nossa definição de mau. E o quanto um cara mau pode nos afetar. Imaginem a seguinte situação, não será difícil eu prometo: Um politico desonesto, desvia dinheiro público (vocês já viram esse filme certo?), que deveria estar indo para a área da saúde. A falta desse dinheiro (geralmente na casa das centenas de milhares ou dos milhões), acaba sendo determinante na morte de muitos cidadãos, que não receberam atendimento, que não receberam medicamento ou que não tiveram nem ambulância para levá-los até o hospital. Esse político tem as mãos mais sujas de sangue, que o nosso amigo Charles Manson. Certo os atos do politico não visavam causar a morte de ninguém, ao contrário dos atos do Manson, que impôs a sua doutrina ao seu bando, e premeditou os ataques que levaram as mortes. Mas o politico tem consciência disso, assim como um sujeito que enche a cara e sai dirigindo, ele pode achar que nada vai acontecer, mas ele sabe que existe uma possibilidade um acidente acontecer. A questão é que vemos diariamente os danos causados por motoristas embriagados, assassinos, mentores intelectuais...etc. Quando vemos os danos, e nos sentimos vulneráveis, fica mais fácil encontrar o vilão, mas quando ele consegue se esconder atrás de um monte de poréns, a gente costuma ficar em dúvida certo? Isso tira da gente o desejo insano por justiça, fica difícil de apontar o dedo para o culpado de tantos males. E isso acontece com a justiça também, ela se perde sem ter um vilão bad boy maluco.

Vocês lembram da Suzane Von Richthofen? Aquela que planejou a morte dos próprios pais, com a ajuda do namorado e do irmão dele. Lembram da entrevista para o fantástico? Onde o advogado dela, que também era seu padrinho, instruiu ela a se fingir de coitadinha, e a maracutaia toda foi flagrada por um microfone da emissora carioca. Pois bem, essa era a tentativa do advogado em mudar a opinião do povo. Ele sabia que isso seria bom para ela no julgamento e tentou essa jogada. O plano deu errado, o Brasil continuou vendo ela como um monstro, no julgamento o mesmo advogado usou a estratégia de fazer dela uma vítima dos cruéis irmãos Cravinhos, mesmo com essa jogada ela foi presa. A justiça foi feita (em partes é claro).


O amigo do leitor, não viu em Charles Manson um perigo, afinal o americano quase se tornou ícone pop. Se você procurar pode até encontrar música do cara. Ele publicou livro e tudo mais. De tempos em tempos aparece uma reportagem, ou até uma entrevista com ele. Isso faz a gente pensar que ele talvez seja inofensivo. Ele é um cara que soube manipular a opinião das massas, usando frases e atitudes impactantes, e muitas vezes se fazendo passar por maluco. Assim como os políticos desonestos, que nunca são indiciados por homicídio culposo (quando não há a intensão de matar). É tudo uma questão de ser bom, ou de ser mau, aos olhos das grandes massas, ou vocês acham que os jurados não vão para o tribunal com algumas impressões sobre o réu, antes do julgamento? Principalmente em casos extremamente explorados pelas mídias.

Para finalizar: Tudo depende da imagem que a gente passa, seja na área que for. Infelizmente não conta apenas o que você é, mas sim o que você aparenta ser. Portanto sejam sempre bonzinhos meus caros atormentados e atormentadas, e se vocês não forem bonzinhos, aprendam a aparentar isso...rsrsrs.

Tirem um tempinho para os comentários...as vezes um comentário pode virar uma postagem!!!

Quando amanhecer, você já será um de nós...
13 Comentários
Comentários
13 comentários:
  1. E como eu digo Hitle não matou..mandava matar. Sendo ou não mentor ele é responsável pelo ato,pois todos temos inteligencia de mudar nossos atos.

    ResponderExcluir
  2. Caralho vei,ontem vi um documentário no ID sobre o C. Manson,fascinante as vítimas que eram da "seita" dele dando entrevista de como ele manipulava :) belo post.

    ResponderExcluir
  3. Gostei!, falou muito e Falou bonito, se você se esforçar mais um pouquinho, vira ditador kkkkk

    ResponderExcluir
  4. blogueiro aguenta cada uma kkkk

    não sei se vc se lembra de quando postei a foto da Phan Thị Kim Phúc ( não essa acima ,aquela com os braços abertos) anunciando uma postagem sobre o vietnã e fui chamado de BURRO , pois falaram" que aquela foto não era do vietnã , era de hiroshima na bomba nuclear" kkkkkkkk tambem me rendeu um otimo post kkkk

    post nota dez , só num gosto dessas imagens fortes , credo

    ResponderExcluir
  5. ah e sobre o episódio do agente laranja , eles sofrem até hoje , quem quiser ver : http://o-mundoreal.blogspot.com.br/2013/01/vitimas-do-agente-laranja.html

    ResponderExcluir
  6. Serial Killer não seria um assassino que mata sequencialmente obedecendo uma mesma metodologia?

    ResponderExcluir
  7. Sobre os EUA não concordo em nada sobre o que você disse, dou graças a Deus que os EUA se meteu na segunda guerra e na guerra fria onde não se ploriferou o socialismo e o comunismo, infelizmente foi preciso muitas mortes para isso ser possivel mas hoje estamos aqui, vivendo em um mundo mais ou menos livre, se a união soviética houvesse vencido não sei o que seria do mundo de hoje, ainda bem que aconteceu desse jeito, não vejo os EUA como vilão ou herói porque em uma guerra sempre há dois lados e ambos se acham certos e há quem ache também, e nem sei porque você entrou nesse assunto citando como exemplo, no mais concordo com vc em todo o resto... abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se engana se vc pensa que somos livres...nossa sociedade de um ponto de vista geral é sedimentada na base do consumismo...cada vez mais queremos um celular moderno, um carro imponente, roupas de marca...etc. Isso nos torna escravos do nosso consumismo, logo a escravidão dos dias atuais não possui grilhões como antigamente.

      Claro que individualmente todos temos condições de nos rebelar contra esse sistema, podemos claramente nos recusar a viver dessa forma, mas do ponto de vista das massas...vivemos em um novo tipo de escravidão...

      Vc fala do socialismo...o socialismo não é algo ruim, só que ele é impraticável e utópico, ou seja, NUNCA existirá um país que consiga implementar as ideias do socialismo da forma com que foram concebidas...O comunismo foi um regime governamental adotado na União Soviética, esse regime era baseado no Socialismo, mas usou de muita violência para "convencer" as pessoas a aderir...

      Excluir
  8. Exatamente, vc só entrou mais a fundo no que eu disse, o sicialismo nada mais é que um sonho, nunca vai haver um país que tenha esse ideal que siga ao pé da letra, a China por ex, onde reina o socialismo e o comunismo existe ditadura da mais severa, onde andar na rua é um problema, igualdade social não é um bem, vejamos cuba onde temos arquitetos, médicos vendendo balas nas ruas para sobreviver, isso é liberdade? Onde você sonha em dar um futuro melhor para o seu filho mas não pode porque o governo nãi deixa? Então prefiro viver em um mundo capitalista, mesmo consumista, pelo menos tenho a liberdade particular de viver, tranalhar no que quero, estudar, dar vida melhor para o meu futuro filho, hora se tenho capacidade para isso por que não? Sou egoista por isso? Não acho, se uma pessoa quer também trabalhe, lute e consiga, mas mudar a forma de governo de um país para promover a " igualdade social" onde eu tenho que virar um vendedor ambulante para ser igual, sendo que estudei para ter um futuro melhor? Lutei para ter uma profissão? Não posso sair na rua, não posso nem sorrir.... isso acontece na coreia do norte, não se pode sorrir em fotos. Odeio o comunismo e o socialismo porque sei que jamais será como no papel. E sim agradeço aos EUA por não viver em um mundo comunista.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrevi rápido e houve erros de digitação, desculpe.

      Mas só para terminar, na China onde é socialista nem na net os civis podem entrar, lá o google, coca-cola, e várias outras marcas são proibidas... Você acha que vivemos em um mundo sem liberdade? Vai para China, mas saiba que o noite sinistra vc não vai ter mais a não ser que entre na deep web pelo tor que os chineses criaram por estarem cansados de ser vigiados por o governo do país. Se vc tem esse blog é pq vivemos em um mundo capitalista e com liberdade de opinião amigo e sem ditadura...

      Abraço.

      Excluir
  9. Não entendo como o tema dessa postagem levou a esse assunto, mas tudo bem...rsrsrsr.

    Não apoio o socialismo, mas não me iludo com o capitalismo...ele não é nenhuma dádiva divina. Todos podemos ir e vir, todos podemos optar pelo nosso trabalho, desde que tenhamos condições de pagar pelo nosso estudo. Uma pessoa que nasceu na miséria tem um pensamento diferente com respeito a poder escolher em que trabalhar...hj sem dinheiro uma pessoa não pode fazer um cursinho pré vestibular, logo não consegue uma vaga em uma faculdade pública. Sem dinheiro essa pessoa não consegue pagar uma faculdade particular. Logo não restam muitas opções a essa pessoa. Liberdade é algo muito ligado ao dinheiro...eu os leitores aqui do blog somos todos livres, até certo ponto. Sorte a nossa...A vida sempre foi e sempre será assim...não podemos mudar as coisas, mas aceitar elas e pintar o mundo de uma maneira maravilhosa são coisas diferentes.

    Outra coisa...vc fala de liberdade de opinião...e menciona o fato de eu ter um blog...faça o seguinte, monte vc um blog na plataforma do google e comece a falar de política, terrorismo, aborto, violência...etc. Se vc abordar temas polêmicos com opiniões polêmicas vc corre um sério risco de ter seu blog derrubado pela plataforma (basta ver o caso do blog O Mundo Real que já caiu 3 vezes por causa disso, ou o blog Ah Duvido, que já caiu 5 vezes). O direito de se expressar existe, mas até um determinado ponto...

    Bom não vou me estender no assunto, até porque estou de saco cheio de falar de política, ainda mais quando tanta gente aqui no Brasil está pedindo a volta do regime militar...estou de saco cheio desse assunto em redes sociais, e por isso mesmo me afastei do twitter e facebook nas últimas semanas.

    Abraços e obrigado pela participação...

    ResponderExcluir
  10. Levou pq vc citou a guerra fria, falando dos EUA... também não entendi o pq d vc ter citado os EUA nessa postagem, enfim, não concordo sobre o que vc falou mas como disse no meu primeiro comment: Concordo sobre o que vc disse sobre todo o resto, menos em relação aos EUA nas guerras que dou graças a Deus por ter acontecido como aconteceu se não estariamos lascados, as pessoas teimam em ver os EUA como vilão mas vejo diferente por tudo q disse acima. No mais um abraço e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  11. Noite Sinistra não precisa fica de cabeça quente com esse pessoal de direita. rsrsrsrs Pq pra esse pessoal falar mal dos EUA é o mesmo falar mal da mãe dos caras. rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave