06/06/2013

Creepypasta: A sereia da Floresta


Nesse momento eu estou sentado em uma casa de praia com os meus primos, centenas de quilômetros de distância de Hexville. Enquanto eu vejo o oceano, não posso deixar de pensar em sereias e é claro, isso me  traz à mente a sereia de Hexville. Mas não há oceano em Hexville. Há um gigantesco lago de água doce  (agora que penso nisso, vejo que esse lado é estranhamente desprovido de avistamentos e histórias de monstros ), mas a sereia não vive lá.

Ela vive na floresta.

Este, provavelmente, um dos contos mais incomuns da Hexville. A data para essa história remete para o ano de 1850. A história diz que, às vezes, você vai ouvir uma bela voz cantando uma canção sem palavras (naturalmente), e se você segui-la, vai encontrar a sereia sentada numa rocha no meio da floresta, embora não há nenhuma água à vista. O mais estranho, porém, é o fim dos encontros. Normalmente, ela vai parar de cantar e olhar para a pessoa até que, eventualmente, a pessoa pisque os olhos, e quando abrir os olhos terá passado várias horas e a sereia se foi.

Eu tenho um carinho especial para com a sereia da floresta, porque os contos sobre ela são tão flexíveis. As pessoas vão ouvi-la a qualquer hora do dia, seja à tarde ou no meio da noite. O tempo não entra em jogo,  pois ela pode ser encontrada em qualquer época do ano, chova ou faça sol, neve ou vento. Ela também não  possui alvo especifico nem região demográfica; testemunhas variam de meninas de três anos, para até um homem de oitenta anos de idade: Elmer Young.

Octogenários podem não ser as fontes mais confiáveis ​​para histórias sobre um encontro sobrenatural, mas Elmer Young não é como a maioria dos homens de oitenta e seis anos de idade. Qualquer pessoa que iria chamá-lo senil seria chamado de louco. A coisa mais ridícula que eu já ouvi sair de sua boca, foi quando ele estava insistindo para uma criança, que Papai Noel é de fato real. Elmer Young é um dos homens mais capazes e mentalmente que eu já conheci. Eu gostava de pensar com inoscência, pensar que todos os homens velhos são como ele, com um brilho nos olhos e um amor do mal, pronto para compartilhar toda a sabedoria de suas vidas.

Ninguém duvida de sua palavra, se ele disser que algo aconteceu e insiste que ele não está brincando, sabemos que ele não está inventando. Como tal, quando ele me contou sobre o seu encontro com sereia do Hexville, eu não duvidei dele. Tornou-se uma das minhas histórias favoritas sobre ela, então quando eu criei pela primeira vez este blog, foi ele, naturalmente, uma das primeiras pessoas a quem pedi permissão para compartilhar sua história. Ele não só concordou, como insistiu para que eu use seu nome completo, em vez de um pseudônimo.

O encontro aconteceu há seis anos, quando ele tinha oitenta anos. Ele estava indo em uma caminhada normal através da floresta, quando de repente ouviu uma bela canção sem palavras, apenas uma voz vagando pela floresta. Depois de 80 anos em Hexville, ele sabia muito sobre a sereia da floresta, e como os encontros geralmente terminam.

A maioria das pessoas seguiram a voz para poderem descobrir a sua origem, mas Elmer Young não é como a maioria das pessoas. Ao invés de apenas seguir a musica em busca da fonte, ele se levantou e ouviu por alguns minutos.

Então ele começou a cantar junto.

Eu realmente não posso dizer se voz de Elmer era boa ou não, porque eu nunca ouvi ele cantar. No entanto, quando ele começou a cantar, a voz da sereia abruptamente cessou. Ele parou também, e gritou: "Desculpe, pela interrupção?"

Depois de um momento, ele ouviu o que ele descreveu como uma risada musical, insistindo que era apenas como a música. Em seguida, o canto começou de novo, então ele começou a cantar novamente também. Desta vez, a outra voz não apenas continuou, como mudou um pouco para harmonizar mais estreitamente com sua voz. Encorajado por isso, ele começou a caminhar em direção à sereia, e logo, ele a encontrou.

Ela estava sentada em uma rocha em uma pequena clareira, de costas para ela ele. Seu cabelo era longo e  descia pelas costas como uma cachoeira e terminando logo abaixo da cintura. De acordo com Elmer, a cor era prateado, mas brilhou como um arco-íris, uma vez que tocou suavemente no vento, lembrando-o de escamas de peixe. Sua cauda era uma cor semelhante, mas muito mais escura, e ele podia ver o fim saindo da pedra. Sua voz flutuou no ar como a música, harmonizando suavemente com a sua.

Depois de alguns momentos, ela trouxe sua canção sem palavras ao fim. É neste momento que a história termina. A maioria das pessoas nunca viu seu rosto antes do repentino black out. Mas desta vez foi diferente. Para a surpresa do senhor Young, ela virou-se lentamente para olhar para ele.

O rosto dela era lindo. Sua pele estava pálida, e quando ela sorriu para ele, seus lábios rosados a ​​luz parecia um coração. Ela tinha os olhos azuis da cor do mar, que parecia perfurar sua alma, mas ele não pôde deixar de notar que havia algo fora sobre eles, quase ... vazio. Quando ele olhou para ela, ela murmurou duas palavras, que ele tinha ouvido vezes suficientes para reconhecer, mesmo sem ouvi-las:

"Olá, Elmer."

Nesse ponto, ele piscou, surpreso, e quando ele abriu os olhos, a tarde ensolarada já tinha virado um noite densa. A sereia e sua rocha não foram mais vistas. Sua garganta parecia estranhamente dolorida, mas sua voz soou muito bem, e ele não pensou muito nisso. Ele procurou ao redor da floresta um pouco, mas logo voltou para casa, sentindo-se cansado.

Na manhã seguinte, ele estava lendo o jornal quando ouviu no rádio uma de suas canções favoritas. No entanto, quando ele tentou cantar junto, ele descobriu que ele esta repentinamente mudo. Ele não conseguia acompanhar a melodia. Ele lembrou que sua garganta tinha sentido dor depois de seu encontro com a sereia, e chegou a uma constatação chocante.

Ela tinha roubado sua habilidade para cantar.


2 Comentários
Comentários
2 comentários:
  1. Alguem sabe oq houve com com o blog " o mundo real"...?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que aconteceu foi o seguinte...Os robôs de rastreamento do google fizeram merda, e classificaram o blog O Mundo Real como Span. O Silvio já fez o pedido para que o google reanalisasse essa classificação, e segundo o google, isso será feito.

      Estamos na torcida para que o google desfaça a merda que ele mesmo causou...afinal sei bem o quanto o Silvio, a Anna e o ONE, trabalham duro e com seriedade, para fazer do blog O Mundo Real um blog com ótimo conteúdo, e imagino o quanto essa situação deve estar sendo frustrante para eles!!!

      Eu estou na torcida para essa situação se regularizar o quanto antes...

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave