31/05/2014

Creepypasta do Leitor: O Homem de capuz


Olá amigos e amigas, hoje voltamos a contar com um material escrito por um estimado leitor do blog. O amigo Samuel Cardoso escreveu e enviou para a gente uma creepypasta, cujo nome é: O Homem de capuz. Convido todos a conhecer mais essa creepypasta...

O Homem de capuz


Conheço Fred a 2 anos. Ele nunca me disse seu nome, então tive que batizá-lo por conta própria. Nós nos conhecemos em um balanço que ficava no parque do lado da minha casa. Eu estava me balançando quando ouvi um barulho de vento, depois me distraí por alguns segundos e olhei para trás, quando olhei para frente de novo eu levei um susto: Lá estava ele, ele estava usando um capuz preto, uma calça jeans, e não mostrava seu rosto, eu poderia conseguir ver seu rosto, mas por alguma razão estava tudo preto. Eu perguntei qual era o nome dele, e ele apenas me disse: "Homem de Capuz", e depois disso ficou mais alguns segundos parado ali, e foi embora. Eu diria que Fred mede 1,67m, mas isso é apenas um chute, porque eu não consegui calcular exatamente.

Depois de alguns dias Fred costumava aparecer constantemente, me dando boa noite, me oferecendo comida, me cobrindo enquanto eu dormia. O que eu não gostava nele e que ele era muito violento com meus amigos, quando algum amigo meu discordava comigo, ou tirava sarro de mim, Fred pegava o pescoço deles e batia fortemente contra a parede, árvore ou qualquer objeto que estivesse perto. Uma vez Fred passou dos limites, meu amigo chamado Marcos estava me zoando, então eu disse para ele calar a boca e ele me empurrou, fazendo com que eu caísse no chão, então Fred o agarrou pelo pescoço e bateu várias vezes repetidamente a cabeça dele contra a parede, então ele subiu as escadas do corredor da escola, e atirou ele de lá de cima, então Fred pegou o corpo dele e levou para o banheiro, depois tirou uma faca do bolso de seu casaco e retalhou o corpo de Marcos, depois disso eu nunca mais vi o corpo dele.

Mas agora, eu estava conversando com meu outro amigo Laurent, então ele perguntou quem era meu melhor amigo da escola, e eu respondi que era ele, mas por acidente, Fred entendeu que o meu melhor amigo da vida inteira era ele, então do nada Laurent começou a ser puxado e foi atirado contra a parede, depois Fred apareceu e tirou uma faca do seu bolso, e retalhou Laurent, igual ele fez com Marcos, depois ele olhou diretamente para mim e disse: "Nossa amizade está acabada, a partir de agora, você vai ser a minha próxima vítima!", depois dessas palavras eu saí correndo para trás. Chegando na cozinha, comecei a ter visões dos corpos que Fred havia retalhado, das pessoas que ele estrangulou, e então tudo ficou preto. 

Acordei deitado no chão da cozinha, já estava de noite, a casa estava toda escura e eu estava muito tonto, não conseguia nem andar direito. Comecei a ouvir as vozes de Fred dizendo: "Você não lembra de tudo que fiz a você? Todas aquelas coisas!", eu fiquei desesperado correndo sem rumo, quando de repente ele apareceu na minha frente apontando uma faca pra mim, depois eu corri na direção oposta e fui surpreendido por uma facada no braço. Agora, eu estou trancado no meu quarto, ouvindo as vozes de Fred, a culpa é toda minha, o único jeito de Fred parar de matar as pessoas e com minha morte, apenas com isso ele vai descansar, eu devo morrer! Eu devo morrer! Isso tem que ser feito! Adeus...

Autor: Samuel Cardoso
Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

1 Comentários
Comentários
Um comentário:
  1. Gostei demais, minhas matérias preferida são rituais de aparições ou procedimentos para o sobrenatural, não tem nada creepypasta sobre a quarta dimensão?

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave