25/05/2015

Creepypasta: Você disse que não tinha medo de morrer


Saudações amigos e amigas. Recentemente recebi uma creepypasta escrita e enviada ao blog por CraZy NeKo. Abaixo compartilho com vocês essa curiosa história. 

Você disse que não tinha medo de morrer (CraZy NeKo)

Estava sozinha em minha casa em mais uma noite fria de domingo, meus pais haviam saído de casa para uma viagem, meus planos eram os mesmos de sempre, falar com meu amigo virtual.

Já eram 02:30, e eu estava tendo um dia péssimo, havia brigado com minha melhor amiga, ao menos tinha café e o almoço de sábado em casa.

Então sentei na frente do PC e fui direto ler a mensagem do meu amigo virtual.

Ele tinha dito:

"Você.... Tem medo de morrer?"

Confusa, respondi:

"Não, mas que pergunta estranha!"

Ele ignorou e disse: "Será muito divertido se você vier para o lado de cá, comigo. Iriamos nos divertir muito!"

Eu sem entender nada, disse: "Realmente, seria muito legal!"

Estava tudo muito estranho...

O amigo do outro lado perguntou:

"Eu posso te buscar para ficar aqui comigo?"

A conversa estava estranha, tudo estava estranho, porém eu respondi:

"Claro que pode!"

As palavras se formavam na tela do computador, o amigo perguntou:

"Você está preparada para passar para o lado de cá? Apenas confirme e vou te buscar"

Intrigada sobre qual lado meu amigo se referia, eu respondi:

"Estou preparada!"

Ele disse então:

"Agora já estou chegando!"

Eu mal tive tempo de digitar uma resposta, quando dei um grito assustada com a campainha. Olhei no relógio e notei que eram 03:00, ouvi falar que era a hora em que os demônios usavam para zombar da humanidade, a hora em que o lado das sombras ganhava mais força.

Fui até a porta na minha varanda, e percebi um garoto de costas, reconheci os cabelos pretos, realmente era o meu amigo virtual. Ele veio mesmo me visitar?

Abri a porta com um sorriso escancarado!

Num segundo meu amigo se virou, não era ele, sua pele estava cortada, cheia de sangue e cicatrizes, com um sorriso de orelha a orelha.

Assustada, fechei a porta imediatamente

O meu "amigo" tocava a campainha rapidamente querendo entrar, e o lustre da sala começou a piscar constantemente.

Eu corri para o meu quarto e deitei em minha cama.

O tempo parecia não passar, e o amigo não parava de tocar a campainha, até que alguns minutos depois ele parou.

Senti um arrepio, como se alguém estivesse alisando minhas costas, até que ouvi uma voz baixa dizendo:

"Você disse que não tinha medo de morrer."
Autoria: CraZy NeKo

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:


0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave