10/07/2015

A mão fantasma de Francis Leavy


Aqui no blog Noite Sinistra já tratamos de alguns casos estranhos envolvendo premonições, como por exemplo a postagem que falava de Premonições Famosas. Outra postagem marcante aqui do blog refere-se a Marca Fantasma da Pennsylvania. No texto de hoje falaremos da Mão Fantasma de Francis Leavy, uma postagem que mistura um pouco dos dois texto citados mais acima.

O dia 18 de abril de 1924 iniciou como um dia comum para muitos bombeiros que trabalham no Chicago Fire Department. Mas o dia reservava uma surpresa assustadora e macabra para os homens da corporação.

A premonição de Francis Leavy

O bombeiro Francis Leavy estava limpando uma janela no prédio dos bombeiros. Compenetrado em sua atividade o bombeiro passou boa parte daquela manhã em silêncio. Francis era considerado um grande profissional e um funcionário dedicado.

Em certo momento daquela manhã Francis deu um grito e ficou parado sem olhar ou falar com ninguém. Quando outros colegas bombeiros apareceram para ver o que estava acontecendo, Leavy anuncia em tom fúnebre, que ele tivera a sensação de que ele estava prestes a morrer naquele dia.

Pouco tempo depois o telefone tocou. Era um motorista de ônibus, anunciando que ele estava percebendo chamas provenientes do Curran Hall, um prédio de quatro andares localizado muitos quarteirões de distância.


Quando os bombeiro chegaram ao local algumas pessoas ainda estavam no interior da construção nos andares mais superiores, o que exigiu que os bombeiros invadissem o prédio em chamas, e com suas escadas tentassem chegar até as pessoas presas.


Porém o fogo se comportou como se tivesse encontrado óleos combustíveis, o que resultou em uma explosão de chamas que cobriu o edifício. Com a explosão o telhado veio a baixo, seguido pelas paredes, o que resultou na morte de muitas pessoas, seja por causa das queimaduras, pela queda ou soterrados nos escombros. Entre as vítimas estava o bombeiro Francis Leavy, que mais cedo havia previsto a que sua morte poderia ocorrer naquele dia, o que inicialmente foi motivo de piadas entre os bombeiros, mas que após o incidente no Curran Hall começava a causar arrepios nos demais membros do corpo de bombeiros de Chicago que haviam se escapados ilesos.


A mão fantasma

Os membros do corpo de bombeiros ainda estavam atordoados, por causa da morte de Francis e pelos vários integrantes da corporação que estavam hospitalizados devido aos ferimentos da explosão e do desabamento, quando descobriram um fenômeno estranho e assustador. No dia seguinte a tragédia os bombeiro encontraram uma marca de uma mão no vidro da janela que Francis estava limpando quando teve a maldita premonição.


Os bombeiros tentaram limpar a marca de todas as formas. Eles usaram produtos de limpeza para janelas e até solvente, mas nada conseguiu remover a macabra marca. Os bombeiros tinham aversão aquela marca, pois ela era uma constante recordação daquele fatídico dia.

A marca ficou estampada na janela até o dia 18 de abril de 1944 quando um garoto que entregava jornal na redondeza acabou atirando um jornal contra a janela, quebrando-a.

Fontes: Paranormal Hoje e R7

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave