12/11/2015

Mulher supostamente flagrada falando em celular em filme de Charlie Chaplin


Em um filme feito para mostrar os bastidores da estreia da produção "O Circo" de Charlie Chaplin nos Estados Unidos em 1928, uma mulher que passa em frente a câmera parece estar falando ao celular. Há tempos a imagem faz sucesso na internet, com pessoas afirmando que a mulher pode ser uma “viajante no tempo”.

Existem muitas fotos antigas de pessoas com vestimentas modernas, ou mesmo com aparelhos supostamente de uma época mais avançada do que a época do registro fotográfico. Esse tipo de imagem costuma levar pessoas a acreditar na existência de viajantes no tempo. Convido os amigos e amigas a conferirem mais abaixo uma matéria que me foi sugerida pelo amigo Elson Antonio Gomes onde uma famosa gravação supostamente mostraria uma mulher falando ao celular em 1928.


Celular em 1928?

O filme mencionado mais acima está em uma edição de luxo em um DVD de Charlie Chaplin e a imagem da mulher que estaria ao celular intriga internautas ao redor do mundo. Muitos tentam descobrir o que a mulher com vestimentas pretas está carregando e com quem ela está falando: se é realmente um telefone celular ou outra espécie de aparelho móvel.

O mistério aumenta porque, em 1928, não existia rede de telefonia móvel e, por conta disso, seria impossível qualquer pessoa falar em um aparelho celular, o que leva muitas pessoas a afirmar que a mulher seria uma viajante do tempo, e que talvez ela estivesse usando um aparelho de comunicação, talvez usado para se comunicar com o futuro, semelhante a um celular.


O vídeo foi um dos temas do programa "The Early Show", da rede norte-americana CBS, no ano de 2010, onde o tema foi discutido.

Possível explicação

Uma interessante explicação para a suposta mulher com o celular é de que a mulher da imagem teria certa idade e ela estaria simplesmente usando uma corneta, espécie de funil para aqueles com problemas de audição.

Na imagem pode-se notar que os dedos indicador e médio da senhora estão mais estendidos, exatamente como se esperaria se ela segurasse um objeto mais esférico e não plano como aparelhos celulares contemporâneos. Um objeto mais esférico como uma corneta.


Compare a posição dos dedos da mulher com a destes senhores, em fotografias de arquivo Getty Images (esquerda 1974, direita 1954).


Estes homens, incluindo o compositor inglês Ralph Vaughan Williams à direita, não estavam usando telefones celulares, mas simples cornetas.

E então, a mulher que discutimos poderia não estar segurando nada, simplesmente coçando a cabeça (com seus dedos indicador e médio), ou apenas bloqueando a luz ofuscante do sol vindo de sua esquerda.


A luz intensa do sol, a propósito, é que projeta a sombra de sua mão em sua face, o que por sua vez é que muitos devem ter confundido com evidência de um aparelho celular negro. O fato é que não podemos ver o que ela segura, se é que segura algo em sua mão.

É preciso reconhecer que a senhora sim parece falar sozinha depois que para de caminhar. Alguém pode ter gritado avisando-a que estava sendo filmada. Ou não.


Agradecimentos ao amigo Elson Antonio Gomes pelo envio dessa dica.

Fontes: G1 e Ceticismo Aberto

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



3 Comentários
Comentários
3 comentários:
  1. Ela com certeza está usando um comunicador da Enterprise...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que poderia ser até um rádio pequeno a pilha.Pessoas antigas tinham costume de andar com esses radinhos colados ao pé do ouvido.

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave