11/01/2016

O Yin e o Yang


Um dos símbolos orientais mais cultuados no ocidente é sem dúvida o Yin e o Yang. Na cultura ocidental temos o costume de afirmar que Yin e Yang simbolizam o equilíbrio entre a luz e a escuridão, entre o bem e o mal. Abaixo os amigos e amigas poderão conferir um texto que fala da origem desse símbolo.

O símbolo mais conhecido do Taoismo é o Yin-Yang, ou o Taiji. Sua imagem consiste em um círculo dividido em duas formas semelhantes a gotas de água, cada uma contendo dentro de si um pequeno círculo da cor oposta. Existe o diagrama do Yin Yang (Taiji) correto, e outros que não o são. O correto é o que “gira em sentido horário”, com a parte iluminada para cima, e a escura para baixo.

O círculo dividido em duas cores opostas, podendo ser apresentado em preto e branco ou vermelho e branco – que são cores opostas para o oriente –, representa o Dois, as duas forças opostas do Universo, o Yin e o Yang, que vem do Um, o Tao, e as quais darão origem ao mundo manifesto, aos Cinco Movimentos e às Dez Mil Coisas.

O Yin e o Yang, por vezes denominados de o obscuro e o luminoso, respectivamente, são dois conceitos simbólicos que têm origem na observação da natureza: observando uma montanha, os taoistas diferenciaram dois lados em relação à luz, o lado luminoso e o lado sombrio. Yang representa o lado sul da montanha, que é ensolarado; Yin representa o lado norte, que se encontra à sombra. Também os taoistas observaram os rios, no entanto, o lado norte é representado por Yang, pois é nesse lado que se reflete a luz; já Yin representa o lado sul, que está à sombra. O cerne está, portanto, na constatação de um lado luminoso e de um lado obscuro na natureza, que gerou o conceito de Yin e Yang como duas forças opostas do Universo, como duas polaridades opostas.


Mais tarde, diversos atributos foram conferidos a essas duas forças, mas como bem observa Gèrard Edde, tais atributos são relativos: nunca se pode dizer “isto é yin” ou “isto é yang” sem explicar em relação a que isso é yin ou yang. Exemplifica o sinólogo: o gelo é mais yin (frio, sólido, passivo) do que a água, mas o vapor é mais yang (quente, ativo) do que a água. Portanto, a água é yang em relação ao gelo, mas yin em relação ao vapor.


Tais atributos são denominados secundários. Isso porque as energias Yin e Yang estão em constante movimento, por isso sua representação em curva. Eles são interdependentes e estão em transformação contínua. Um não poderia existir sem o outro, e cada um contém a essência do outro. A noite se torna dia, e o dia se torna noite. O nascimento se torna a morte, e a morte se torna o nascimento. O Yin se torna Yang e o Yang se torna Yin, e é a repetida alternância do Yin e do Yang que fornece a energia necessária para que o Universo se sustente.


Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA





VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave