01/03/2016

Taxistas relatam passageiros fantasmas após o tsunami de 2011 no Japão


Em um conjunto arrepiante de eventos, alguns motoristas de táxi no Japão estão alegando que fizeram corridas para "passageiros fantasmas" no rescaldo do tsunami que devastou o país em março de 2011. Tantos quanto sete de 100 motoristas entrevistados por Yuka Kudo, uma estudante de sociologia na Universidade de Tohoku, admitiram ter encontrado passageiros do além. Yuka conduziu as entrevistas como parte de sua tese de graduação, viajando para a cidade costeira de Ishinomaki todas as semanas durante um ano para falar com taxistas. Convido todos os amigos e amigas a acompanhar essa matéria que nos foi indicada pelo amigo Elson Antonio Gomes.

Durante a pesquisa realizada por Yuka Kudo, ela repetiu para os 100 taxistas entrevistados a seguinte pergunta:

- "Você teve alguma experiência incomum após o desastre?"


Muitos deles ignoraram, alguns até ficaram irritados, mas sete motoristas concordaram em descrever seus encontros estranhos. Um deles contou uma história particularmente inquietante, quando, no verão de 2011, uma mulher vestida com um casaco branco entrou em seu táxi perto da estação de Ishinomaki e disse:

- "Por favor, me leve até a Estação Maihama." Quando ele apontou que não restava mais nada de pé naquele distrito, ela teria perguntado com voz trêmula:

- "Será que eu já morri?" O motorista se assustou e imediatamente olhou para trás e viu que o banco traseiro estava vazio.

Outro motorista lembrou como um jovem que parecia ter uns 20 anos entrou em seu táxi. Quando o motorista olhou no espelho retrovisor para saber o destino, o jovem apenas apontava para a frente com um olhar arregalado. O motorista, então, solicitou o endereço, ao que ele só respondeu,

- "Hiyoriyama". Quando o táxi chegou à área, o jovem tinha desaparecido do táxi e o motorista não sabe explicar como.

É fácil descartar essas histórias como alucinações ou imaginação fértil, mas há um porém, os registros dos motoristas são a prova de que realmente pode ter ocorrido algo estranho. Explicando: quando esses "fantasmas" entraram em seus carros, os taxímetros foram ligados, e o medidor gravou tanto a distância quanto a corrida. Assim, mesmo que esses passageiros tenham desaparecido durante o trajeto, seus registros permaneceram no taxímetro. Os motoristas tiveram que pagar por essas tarifas de seus próprios bolsos para a empresa de táxi. Alguns dos motoristas ainda anotaram suas experiências em seus diários de bordo.

Todos estes passageiros fantasmas foram descritos como sendo jovens, o que leva Yuka a acreditar que eram de fato vítimas do tsunami de 2011.

- "Os jovens sentem-se fortemente decepcionados (com sua morte) quando eles não podem encontrar as pessoas que amam", disse ela. - "Como querem transmitir a sua amargura, podem ter escolhido os taxistas, que são conhecidos por serem bons ouvintes."

Curiosamente, nenhum dos motoristas relatou sentir qualquer medo, em vez disso mantém a lembrança de seus passageiros especiais com reverência. Como eles mesmo perderam entes queridos no desastre, perceberam os encontros como uma experiência espiritual, feita para ser lembrada e respeitada para sempre.

- "Não é estranho ver um fantasma aqui", disse um motorista. - "Se eu encontrar um fantasma de novo, vou aceitá-lo como meu passageiro."

Yuka acabou se envolvendo e se comovendo muito com as entrevistas.

- "Aprendi que a morte de cada vítima carrega importância", disse ela. - "Quero arrumar uma forma de transmitir isso para outras pessoas."

De acordo com registros oficiais, mais de 15.000 pessoas morreram durante o terremoto de magnitude 9, que durou seis minutos e desencadeou uma tsunami de 40 metros de altura, que varreu 10 km para o interior. Durante o rescaldo do grande sinistro, muitas pessoas relataram ter avistado "fantasmas" e "figuras espectrais" vagando pelas áreas devastadas de bairros residenciais. Os moradores dizem que eram almas que ainda não tinham se dado conta de sua morte.

Agradecimentos ao amigo Elson Antonio Gomes pelo envio dessa dica.

Fonte: MDig

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



2 Comentários
Comentários
2 comentários:
  1. Artigo interessante,o fantasma é tão real quanto eu e você,não há nada demais nisso,nós que estamos ainda encarnados,temos o nosso mundo,os desencarnados,vivem no mundo deles e no nosso.não tenho dúvidas disso.

    ResponderExcluir
  2. Artigo interessante,o fantasma é tão real quanto eu e você,não há nada demais nisso,nós que estamos ainda encarnados,temos o nosso mundo,os desencarnados,vivem no mundo deles e no nosso.não tenho dúvidas disso.

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave