01/09/2016

O Misterioso Vórtice no Golfo de Aden


Na noite do dia 9 de Novembro de 2009 um enorme vórtice eletromagnético tomou o céu, clareando a noite como se fosse um astro. O fenômeno que durou 12 minutos pode ser observado principalmente na Noruega, mas também em diversas partes da Europa e deixou muita gente espantada. Para acalmar a população, o governo norueguês disse que o fenômeno tinha haver com testes de mísseis da Russia. E aí começa o primeiro impasse. A Rússia negou ter feito tal teste. Após a negação da Rússia, o governo deu outra resposta, dizendo ser um fenômeno natural. Em seguida, voltou para a primeira resposta, afirmando novamente ser resultado de testes de mísseis. Sinceramente, essa desculpa “cheira mal” até hoje!

Claro que se de fato a Rússia estivesse testando alguma arma nova, as primeiras declarações a respeito do assunto seriam negativas, mas quando o governo da Noruega cria uma nova explicação, fica claro que a primeira hipótese não foi baseada em dados reais, afinal de contas se o governo tivesse convicção da sua primeira afirmação não teria mudado de estratégia após a primeira negativa Russa.

O tal Vórtice no Golfo de Aden acabou tornando-se o epicentro de de uma série de polêmicas e conspirações. Convido os amigos e amigas a conferirem um pouco mais a respeito desse assunto que me foi sugerido pela amiga Claudia Sena.

As controvérsias a respeito do assunto

O tempo passou, a poeira baixou e então apareceu o Wikileaks. Um relatório do almirante da Frota do Norte russa Maksimov, do primeiro-ministro Vladimir Putin, disse que um misterioso vórtice magnético atualmente focando no Golfo de Aden desafiou todos os esforços combinados da Rússia, os Estados Unidos e a China a fechar e verificar a causa exata de sua origem. A especulação é que o vórtice do Golfo de Aden possa ser um Stargate, aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar ou uma dimensão paralela por exemplo).

Segundo o relatório, os cientistas dos EUA começaram a notar a formação do vórtice no final de 2000, após o que os norte-americanos estabeleceram uma base de operações no Chifre da África, o Djibuti, a maior cidade da república da capital de Djibuti.

Uma Mobilização Naval sem Precedentes

Desde a sua descoberta em novembro de 2000, o centro de Aden começou a se expandir no final de 2008 e incentivou os Estados Unidos a publicar um relatório especial alertando o mundo sobre este acontecimento misterioso, em resposta forças navais das seguintes nações se dirigiram à área: Marinha Real Australiana Guerra, Marinha Marinha belga Búlgaro, da Marinha do Canadá, da Marinha de Libertação do Povo (China), a Marinha de guerra Real da Dinamarca, da Marinha Francesa, Marinha Alemã, Marinha grega, a Marinha da Índia, República Islâmica do Irão Marinha, da Marinha italiana, as Forças Marítimas de Autodefesa do Japão, República da Marinha da Coreia (Coreia do Sul), a guerra da Marinha Real da Malásia, Marinha Real Holandesa de guerra, a Marinha do Paquistão, da Marinha Português, Arábia Royal Navy, a Marinha Russa, a República de Singapura Marinha, da Marinha Espanhola, da marinha sueca, a guerra da Royal Navy tailandês, da Marinha turca, guerra da Marinha Real Britânica e a Marinha dos Estados Unidos.

Usando o pretexto de que estas forças navais eram necessárias para proteger o golfo de Aden de piratas da Somália (que não são realmente nada mais do que jovens homens armados à procura de alimentos, pois este vórtice misterioso destruiu suas zonas de pesca), o Almirante Maksimov relata que esse acúmulo é o maior de seu tipo na história humana. Importante notar é que entre 40 e 60 terremotos que ocorreram no Golfo de Aden, em Março de 2014, sendo que esses são os primeiros eventos desse tipo a ter ocorrido na região na história moderna.

Vórtice no Golfo de Aden visto do espaço
Na manhã de 15 de novembro de 2010 43 sismos consecutivos foram registrados. Mais importante ainda é lembrar que o Sol registrou uma erupção de solar no dia 14 de novembro e pode ter conexão. O relatório afirma que todos esses sismos variam entre 4,5 e 5,4 graus na escala Richter e quase todos são em profundidade ou cerca de 10 km.

Portal Estelar no Golfo de Aden

A especulação é que o vórtice do Golfo de Aden possa ser um Stargate, aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro. Ou talvez em outro universo.

Há os sensacionalistas que devido aos numerosos reforços enviados à área, espalharam tratar-se de uma espécime de portal interdimensional no qual tropas "alienígenas" tentariam invadir nosso planeta. Uma das explicações que surgiram também, foi de que o efeito possa ter sido causado pelo HAARP (Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência) devido às especulações de sua real função (ao invés de estudar a ionosfera, seria uma arma climática), poderia ser o causador deste fenômeno. Bem como essa explicação da interferência humana, pode muito bem ter sido alguma anomalia eletromagnética na nossa atmosfera.

Onde fica co Golfo de Aden

O Golfo de Aden ou Golfo de Adem é uma reentrância no norte do Oceano Índico, à entrada do Mar Vermelho, entre a costa norte da Somália e a costa sul da península arábica. O seu nome provém da cidade de Aden, no Iémen, na extremidade sul daquela península.

Características principais

Este mar marginal foi formado há cerca de 35 milhões de anos, com a separação das placas tectônicas africana e arábica e faz parte do sistema do Grande Vale do Rift.

O Golfo de Aden é uma via marítima essencial para o petróleo do Golfo Pérsico, tornando-o muito importante para a economia mundial. Possui muitas variedades de peixes, corais e outras criaturas marinhas, devido a sua baixa poluição. Os principais portos são Aden (no Iémen), Berbera e Bosaso (ambos na Somália).


Ele não é considerado seguro, visto que a Somália que lhe é limítrofe, é um país instável, e o Iémen não possui forças de segurança suficientes na região. É uma das principais áreas de pirataria mundial, extremamente perigosa para a navegação. Além disso, vários ataques terroristas foram efetuados no golfo, como o do USS Cole.


Wikileaks, OVNIs e a Conspiração do Golfo de Aden

17/02/2012 – “O poderio combinado de vinte e sete países está concentrado na costa da Somália, supostamente para combater piratas precariamente armados que continuam a agir em aparente impunidade. Ou será que há algo muito, muito mais sério acontecendo?”.É como você encontra esta história divulgada pelo tablóide russo Pravda Online, conhecido pelo sensacionalismo. E como tal, não é surpresa que seja apenas a introdução para algo supostamente “muito, muito mais sério” que o veículo logo revela:

“Novamente os dados vazados pela Wikileaks entram no jogo. E o que é revelado é aterrorizante. De acordo com o relatório supostamente preparado pelo AlmiranteMaksimov da Frota Norte da Rússia, no fim do ano de 2000 um vórtex magnético foi descoberto na área do Golfo de Aden. A Rússia, China e os EUA juntaram esforços para estudar o que ele era, mas descobriram que ele desafiava a lógica e as leis da física. Os EUA monitoraram o vórtex, que permaneceu estável até que no fim de 2008 começou a se expandir. Isto levou os EUA a enviar um alerta ao resto do mundo, e em resposta a maior força naval já reunida na história humana foi reunida. Para lutar contra meia dúzia de jovens escassamente armados em lanchas baratas?”.

As forças navais reunidas no Golfo de Aden não são de longe a maior força naval reunida na história humana, a menos que se esqueça algo como duas Guerras Mundiais e mesmo operações em tempos de paz realizadas com excedentes militares. Hoje, são pouco mais de vinte países, a maior parte dos quais designou apenas uma ou duas embarcações para cooperar nos esforços na região da Somália.

Esforços que são sim dedicados a combater a pirataria e assegurar o trânsito de embarcações civis por uma das importantes rotas marítimas do mundo ligando o Mediterrâneo ao Mar da Arábia. Mais de 21.000 navios cruzam o Golfo de Aden anualmente, seria impressionante que um “Stargate” expandindo-se pela região há vários anos já não tivesse sido registrado por tripulações civis.

O que tripulações civis sim encontraram na região foram piratas, que neste momento detêm mais de 650 reféns e 35 embarcações. É um grave problema que não pode ser resolvido mesmo com todo este poderio naval, uma vez que são áreas gigantescas de costa e mar e populações inteiras vivendo em condições precárias. Não poucos estão dispostos a todo o risco da pirataria no que parecem ver como única alternativa de sobrevivência. Problemas de violência causados por miséria deveriam ser bem entendidos por nós, brasileiros, em um dois países mais desiguais do planeta.

Vórtices interdimensionais de filmes de Hollywood podem parecer mais empolgantes, mas são apenas histórias fantasiosas. A variação aqui foi que as histórias incorporaram a febre dos vazamentos Wikileaks? Pois o Vórtice do Golfo de Aden encontraria apoio em um suposto telegrama sigiloso.

Agradecimentos a amiga Claudia Sena pelo envio dessa dica.


Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



2 Comentários
Comentários
2 comentários:
  1. Sempre li esses artigos desse tal vórtice e sempre fiquei na expectativa de alguém conseguir explicar como é que a Noruega que fica no extremo norte do planeta conseguir ver o fenômeno e nas próprias adjacências do ocorrido apenas poucos indivíduos foram testemunhas... Realmente, é um bom tema de ficção científica, porém, nada além disso...

    ResponderExcluir
  2. Copiou na integra o texto do Schwarza do canal Poligonautas. Tô te sacando...

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave