09/11/2016

População do Ártico está assustada com misterioso ruído que vem do mar


O fundo do mar não anda fácil. Primeiro foi a "jacuzzi do desespero", espécie de lago de água, sal e metano no fundo do Golfo de México que mata qualquer criatura que arriscar um mergulho. Agora, o mistério tropical foi trocado por um ruído gelado. As forças armadas do Canadá estão de olho (ou será de ouvido?) em uma espécie de zumbido que vem do fundo do oceano. Uma população esquimó local já afirma que mamíferos locais, assustados, estão se afastando da região, o que afeta a caça e a alimentação. As notícias vêm da rede canadense CBC.

Os estranhos ruídos

Ao que tudo indica, o som vem do fundo de um canal que tem entre 2 km e 20 km de largura chamado Estreito de Fury e Hecla, localizado no território de Nunavut, no extremo norte do país. Moradores de Igloolik, uma comunidade isolada de esquimós inuítes que depende da caça de animais na região, levaram suas preocupações à assembléia legislativa local.

"Essa é um local importante para a caça no verão e no inverno porque é uma polynya, uma área de água cercada por gelo em que mamíferos marinhos são abundantes", explicou Paul Quassa, político local, à CBC. "No último verão não havia nenhum. Isso é muito suspeito." O epicentro do som misterioso está a 120 km do vilarejo. Passageiros de um iate sem associação com a comunidade também ouviram o ruído relataram a experiência em uma rádio comunitária local. 

O situação é o adubo perfeito para incontáveis teorias da conspiração. Uma acusava a empresa de mineração Baffinland Iron Mines Corporation de fazer sondagens na região. A CBC entrou em contato com a empresa, que negou qualquer trabalho em andamento no local. As autoridades também não receberam nenhum pedido de autorização.


Alguns esquimós temiam que o Greenpeace estivesse usando sons agudos para afastar os animais, protegendo-os dos caçadores. A instituição nega, e afirma que não é contrária à caça de subsistência de comunidades tradicionais. As forças armadas já excluíram a possibilidade de um submarino, e abriram investigações. O local fica próximo de uma base estratégica, localizada em Hall Beach, 70 km ao sul de Igloolik.


Militares estariam investigando o misterioso ruído

Sabe-se que o Ártico é uma ‘zona quente’ não somente de operações de mineração, mas também de turismo e exercícios militares, mas de todas as teorias nenhuma parece explicar o que esteja causando o misterioso som. Assim, já que nada e ninguém pode explicar o que está acontecendo, o gabinete do Premier de Nunavut apelou para o Departamente Nacional de Defesa (DND) e pediu que investigassem o misterioso som.

O site Motherboard investigou mais a fundo.

“O Departamento Nacional de Defesa foi informado dos estranhos ruídos emanando das áreas de Fury e Hecla Straights, e as Forças Armadas Canadenses estão tomando as medidas apropriadas para ativamente investigar a situação”, escreveu o porta-voz do DND, Evan Koronewski num e-mail para o Motherboard.

“Agradecemos a informação fornecida pelo Governo de Nunavut e retornaremos ao Gabinete do Premier, uma vez que a investigação esteja concluída”, ele adicionou no e-mail.

Além disso, o DND reportou:

“A tripulação aérea conduziu várias procuras com multi-sensores na área, inclusive uma procura acústica por 1,5 horas, sem detectar quaisquer anomalias acústicas”, escreveu a porta-voz do DND, Ashely Lemire, em outro e-mail. “A tripulação não detectou quaisquer contatos acima ou abaixo da superfície. Ela observou dois cardumes de baleias e seis leões marinhos na área de interesse.”

Contudo, as baleias não são as fontes prováveis.

Enquanto discutia a teoria de que as ‘baleias estavam causando o ruído assustador’, o Professor Steve Ferguson, da Universidade de Manitoba, estudioso da ecologia evolucionária de grandes mamíferos do Ártico, tais como as baleias, disse que é possível, mas altamente improvável que as baleias estejam causando o misterioso ruído.

“Baleias Beluga e Narwhal comumente usam ecolocalização”, disse Ferguson. Esta ecolocalização “poderia espantar peixes que as baleias comem, mas é improvável que espantaria quaisquer outras vidas selvagens. Eu acho que a suposição é a de que o barulho está mais para o fato de que tenha sido gerado por humanos.”

Assim, se o misterioso som não for resultado de baleias, seria possível que existam coisas no Ártico que não saibamos a respeito? De acordo com muitos pesquisadores e ovniólogos, tanto o Ártico quanto a Antártica são grandes áreas de aparecimento de fenômenos anômalos.

Fontes: Galileu e Ovni Hoje

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



1 Comentários
Comentários
Um comentário:

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave