27/05/2017

NASA pretende minerar metais raros em asteroide Psyche 16


A NASA está acelerando os preparativos para uma missão relacionada com um asteroide tão valioso que poderia destruir a economia mundial – um cientista calculou que ele chegaria a custar 8 quatrilhões de libras.

A missão Psyche da NASA deve começar em 2022. Seu alvo será um asteroide rico em metais que é conhecido como Psyche 16, e que deverá ser alcançado em 2026.

Empresas americanas como a Planetary Resources, apoiadas por James Cameron, diretor de Titanic, já estão planejando enviar veículos robóticos para minerar metais raros e preciosos do asteroide.

A Planetary Resources descreve o asteroide como “o fruto maduro do nosso sistema solar”, e diz: “Um único asteroide de 500 metros, rico em platina, contém mais platina do que tudo que foi minerado na história da humanidade”.

A principal pesquisadora do projeto, Lindy Elkins Tanton, da Arizona State University, em Tempe, disse no início do ano que o asteroide de 193 quilômetros de diâmetro valeria uma soma astronômica, caso pudesse ser trazido para a Terra, de alguma forma.

Elkins Tanton disse: “Ainda que pudéssemos conseguir um grande pedaço de metal e trazê-lo para cá, o que faríamos depois?”

“Sentaríamos nele e controlaríamos os recursos globais, como os diamantes são controlados corporativamente hoje em dia, protegendo seu mercado? Caso conseguíssemos trazê-lo para cá, resolveríamos nossa necessidade de determinados metais para sempre? Isso é mera especulação, obviamente”.

A missão Psyche irá explorar um dos alvos mais intrigantes no cinturão de asteroides, um asteroide gigante, feito de metal, conhecido como Psyche13, que está três vezes mais distante do sol do que a Terra.

Este asteroide tem cerca de 193 quilômetros de distância e, ao contrário da maioria dos outros, que são corpos rochosos ou congelados, supostamente é composto por ferro metálico e níquel, como o núcleo da Terra.

Os cientistas se perguntam se o Psyche pode ser o núcleo exposto de um planeta que poderia ter sido tão grande quanto Marte, mas perdeu suas camadas exteriores devido a uma série de colisões violentas, bilhões de anos atrás.

A missão ajudará os cientistas a entender como planetas e outros corpos celestes são divididos por camadas, que incluem núcleos, mantos e crostas, no início de suas histórias.

“Essa é a oportunidade de explorar um novo tipo de mundo, não um feito de rocha ou gelo, mas de metal”, disse a pesquisadora Lindy Elkins Tanton, da Arizona State University, em Tempe. O Psyche 16 é o único objeto conhecido do seu tipo no sistema solar e a única forma de seres humanos conhecerem um núcleo. Aprenderemos sobre nosso espaço interno visitando espaços externos”.

Psyche, como também é chamada a missão, terá início em outubro de 2023, chegando no asteroide em 2030, seguindo uma espaçonave de apoio em 2024, e passando por Marte em 2025.

Fonte: Yahoo

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave