23/08/2017

As bizarras imagens das experiências neurológicas de Guillaume Duchenne


Galeria de imagens mostra fotografias registradas durante o estudo neurológico de Guillaume Duchenne com o uso de estimulação elétrica.


Guillaume Benjamin Amand Duchenne (Boulogne-sur-Mer, 17 de setembro de 1806 — Paris, 15 de setembro de 1875) foi um médico neurologista francês. Graças a suas contribuições sobre os efeitos da eletricidade no ser humano, é considerado o pai da Eletroterapia, recurso terapêutico utilizado por fisioterapeutas no tratamento, reabilitação e cura de diversas doenças.

Em 1862 Duchenne publicou o estudo "Mecanismo de Expressão Facial Humana", um texto científico e estético sobre as maneiras pelas quais os músculos do rosto criam várias expressões -um dicionário, por assim dizer-, do que ele acreditava que era uma linguagem universal, proporcionada por Deus. Duchenne havia desenvolvido anteriormente uma série de técnicas terapêuticas envolvendo o uso de choques elétricos localizados para estimular músculos.

Ao realizar experiências para o seu texto, ele se associou com Adrien Tournachon, irmão do famoso fotógrafo Felix Nadar, para documentar as expressões que ele induzia em seus modelos com choques diretos e "indolores".

Guillaume Benjamin Amand Duchenne

Ele descreveu carinhosamente seu principal modelo como sendo - "...um velho homem desdentado, com um rosto delgado, cujas características, sem ser absolutamente feio, se aproximam da trivialidade comum humana."

Ele respondeu as críticas ao uso do "velho desdentado" argumentando que "todo rosto pode tornar-se espiritualmente lindos através da representação precisa de suas emoções" e, além disso, disse que, porque o paciente sofria de uma condição anestésica no rosto, ele podia experimentar os músculos do rosto sem causar dor.


Juntos, o médico e o fotógrafo documentaram uma série de expressões desencadeadas, desde astuto e sutil até o horrível e grotesco. Muitas das fotos incluíam peças escritas, como a "Oração das Freiras" e "Lady Macbeth", contemplando crueldades desconhecidas.

Além do seu valor científico, Duchenne esperava que o trabalho servisse de referência para ajudar os artistas a reproduzir emoções e expressões com mais fidelidade.

O estudo de Duchenne sobre a expressão facial seria inovador. Entre outras conquistas, ele é creditado com a descoberta da distinção fisiológica entre um sorriso forçado, "apenas boca" e um sorriso sincero - também conhecido como um sorriso Duchenne.

Pese que, na atualidade, em uma olhada superficial o estudo pareça sem nexo, a pesquisa de Duchenne sobre a expressão facial acabou se tornando inovadora e foi utilizada inclusive por Charles Darwin que incluiu várias de suas fotografias em seu livro "The Expression of the Emotions in Man and Animals" ("A expressão das emoções no homem e nos animais").

Graças a suas contribuições sobre os efeitos da eletricidade no ser humano, é considerado o pai da Eletroterapia, recurso terapêutico utilizado por fisioterapeutas no tratamento, reabilitação e cura de diversas doenças.

Epônimo da doença de Duchenne, também denominada Distrofia Muscular Progressiva de Duchenne, entre outras conquistas, ele é creditado com a descoberta da distinção fisiológica entre um sorriso forçado (apenas com boca) e um sorriso sincero (boca e olhos) também conhecido como Sorriso de Duchenne.

A galeria de imagens abaixo mostra algumas fotografias registradas pelo neurologista francês durante seu estudo, sendo que algumas dessas imagens chegam até a causar um certo desconforto.



























Fontes: Wikipédia e Mdig

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave