Postagens em Destaques do Noite Sinistra
30/07/2014

Oricalco: O metal de Atlântida

Moeda romana que seria de Oricalco
No texto de hoje voltamos a contar com a participação ilustre do nosso querido amigo Rusmea, dono do ótimo blog Rusmea.com e autor no blog Curionautas. No texto abaixo falaremos de um metal que varias fontes citam como um metal amplamente usado em Atlântida.

Oricalco é um tipo de metal que teria sido usado em Atlântida, citado em "Crítias", de Platão. De acordo com Crítias, o oricalco era considerado muito valioso, seu valor seria inferior apenas ao do ouro. Teria sido achado e explorado em muitos lugares da Atlântida em tempos remotos. Na época de Crítias no entanto, só era conhecido por nome. Não se sabe ao certo o que era o oricalco. Traduzindo do grego Ορείχαλκος (de όρος, oros que é montanha e χαλκός, chalkos , que é cobre ou bronze), a tradução literal seria "cobre da montanha" ou "metal da montanha".

Suposto fantasma ataca equipe de reportagem em casa assombrada de Hanover


Uma equipe de reportagem do canal Fox43 teria sido atacada por um suposto fantasma enquanto gravavam uma matéria em uma casa da cidade de Hanoever, York County. A dona da residência DeAnna Simpson afirma que a casa é assombrada por várias entidades.

A família de DeAnna tem muitas fotos de fantasmas, que eles afirmam ser de fantasmas. Eles também têm gravações de áudio com estranhas vozes de crianças rindo e cães latindo. O detalhe é que a família não possui cães.


29/07/2014

Como é tentar sobreviver na maior prisão a céu aberto do mundo


Saudações galera atormentada. A postagem abaixo é uma dica do nosso grande amigo André de Pierre, que além de escrever para o blog Ab Origine é escritor, tendo lançado recentemente o livro Ab Origine - Desde a Origem (clique AQUI para conhecer melhor o amigo André e seu livro).

O tema proposto pelo nosso estimado amigo André está ligado aos eventos que vem acontecendo no oriente médio, onde a eterna rixa entre palestinos e israelenses volta a ter novos capítulos escritos com sangue. O texto abaixo fala da visita que Noam Chomsky fez à faixa de gaza no ano de 2012. Noam, que é linguista, filósofo, ativista político norte-americano e professor de Linguística no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, acabou deixando suas impressões a respeito dessa visita ao que ele chamou de “Prisão ao céu aberto”. Tais impressões podem ser vistas mais abaixo.

Lenda das Stregas de Curitiba


Saudações galera atormentada...Hoje eu volto a falar de "Histórias e Lendas brasileiras". O texto de hoje fala de uma lenda da cidade paranaense de Curitiba, a Lenda das Stregas. Strega é a palavra italiana para Bruxa. Nome comumente dado para uma seguidora da Bruxaria Italiana, Stregoneria ou Stregheria. Plural: Streghe Masculino: Stregone (pl Stregoni). O termo Strega deriva da palavra latina Strix que significa Ave Noturna.

28/07/2014

Matéria do Fantástico sobre Akakor e Tatunca Nara


Confira abaixo uma matéria do Fantástico exibida no ano de 1990, onde o programa fala um pouco das lendas sobre a cidade perdida de Akakor. Akakor (chamado Akator no filme de Indiana Jones) é um reino subterrâneo descrito no livro As Crônicas de Akakor (Die Chronik von Akakor, 1976) do jornalista alemão Karl Brugger, que foi um best-seller dos anos 80, prefaciado por Erich von Däniken. Brugger localizou Akakor entre o Brasil e o Peru, dentro da floresta amazônica, perto da nascente do Purus – um dos locais onde tradicionalmente foi localizado a lendária cidade de Paitíti.

A tragédia de Aberfan


O desastre Aberfan foi um colapso catastrófico dos resídios de uma mina de carvão na aldeia em Aberfan, perto Merthyr Tydfil, em 21 de outubro de 1966. O desastre acabou matando 116 crianças e 28 adultos. A tragédia foi causada por um acúmulo de água na rocha acumulada e xisto, que de repente começou a deslizar ladeira abaixo, na forma de pasta. Essa rocha acumulada eram os resíduos retirados das minas durante o processo de escavação.

Mais de 40.000 metros cúbicos de escombros cobriram a aldeia em questão de minutos, e as salas de aula na Escola Pantglas foram imediatamente inundados. As crianças e professores morrem por causa do impacto ou asfixia. Se o desastre tivesse alguns minutos mais cedo, as crianças não estariam ainda em suas salas de aula.

Atormentados

Google+ Followers