23/12/2012

O lado sombrio do natal


Nas últimas semanas sempre as Segundas Feiras, apresentamos uma postagem sobre algum tipo de vampiro, como hoje é véspera de natal deixaremos a postagem sobre os vampiros em off, mas semana que vem os sangue sugas estarão de volta. O texto de hoje é um material que meu colega Silvio, enviou para o Noite Sinistra. Para quem não sabe, o Silvio é o dono do blog O Mundo Real, valiosíssimo blog parceiro aqui do Noite Sinistra. O assunto do texto? O natal é claro...Como todos já sabemos, muitos dos contos de fada tiveram origens histórias macabras, e com nosso amado velho do saco não seria muito diferente, na verdade a criatura má dessa história não é o velho de vermelho, mas um de seus ajudantes...

O natal é sempre visto como um dia de união entre as famílias, paz, reflexão, comemoração e alegria, mas mesmo algo tão alegre tem o seu lado negro. Quem imaginaria que o bom velhinho tem como ajudante uma criatura mitológica, que o auxilia em seus afazeres natalinos nas mais diversas regiões do planeta, é difícil acreditar que duas personalidades e características tão opostas podem trabalhar juntas, pois ao contrário do bom velhinho, Krampus é uma criatura semelhante a um demônio com uma língua enorme e avermelhada tendo o corpo repleto de pelos, além disso ele ainda carrega várias correntes e um freixo de galhos de madeira com o qual ameaça as crianças que se comportam mal ou que não sabem suas lições.(principalmente nos Alpes, onde a tradição se espalhou para a Áustria, Alemanha, Alsácia, Suíça, Eslovênia).

Enquanto o Papai Noel se encarrega de presentear as crianças comportadas.


Tradicionalmente, rapazes se vestem de Krampus nas duas primeiras semanas de dezembro, particularmente no anoitecer do dia 5 de dezembro, onde Krampus invade as casas das pessoas e retira delas as crianças que foram más, que mentiram, que fizeram pirraça e as leva do seu lar, além de não ganharem presentes.

A palavra Krampus vem de Krampen, palavra para "garra" do alto alemão antigo. No dia 5 de dezembro, eles vagam pelas ruas assustando crianças e mulheres com correntes e sinos enferrujados. Em algumas áreas rurais, a tradição também inclui surras aplicadas pelo Krampus, especialmente em garotas.

As fantasias modernas de Krampus consistem em uma Larve (máscaras de madeira), pele de ovelha e chifres. A manufatura das máscaras artesanais demanda um esforço considerável, e vários jovens em comunidades rurais competem nos eventos do Krampus.

Em Oberstdorf, no sudoeste da parte alpina da Baviera, a tradição do der Wilde Mann ("o homem selvagem") é mantida viva. Ele é como o Krampus (exceto pelos chifres), veste peles e assusta crianças (e adultos) com suas correntes e sinos enferrujados, mas não é um assistente de São Nicolau.


Na Austrália também é uma tradição, onde Krampus também se assemelha a um demônio, foi só no final do século XIX, por volta de 1890 que sua imagem começou a aparecer nos cartões de Natal acompanhando o Papai Noel, com os dizeres “Gruss vom Krampus” (Saudações de Krampus) ou com a frase “Brav Sein!” (Comporte-se!)


Quando amanhecer, você já será um de nós...


Links Relacionados:
Métodos de tortura japonesas.
Mitologia chinesa: Chi You.
A sombra: El Petizo.
0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave