23/03/2014

Sexonambulismo


É um distúrbio como o sonambulismo, mas um tanto mais grave: gente que transa enquanto dorme. E o problema é um desafio para a Justiça: saber quando o sexonâmbulo não passa de um estuprador.

Trata-se de um tipo de desordem do sono que atinge 7% da população mundial e faz as pessoas transarem enquanto dormem. "Basicamente, todas as formas de comportamento sexual praticadas quando estamos acordados se apresentam no sexonambulismo", diz Carlos Schenck, especialista no assunto e professor da Universidade de Minnesota, Estados Unidos. O distúrbio, mais comum entre homens, não tem cura, mas é controlado com medicamentos.

O problema, claro, é quando o sexonâmbulo tenta fazer sexo com outros. Em julho, o britânico Stephen Lee Davies foi absolvido da acusação de ter estuprado, enquanto dormia, a filha de 16 anos da namorada. A alegação para a defesa é que, assim como o sonâmbulo comum, o sexonâmbulo não lembra o que aconteceu - e não se controla durante o sono. Isso criou um problema para a Justiça: comprovar que a pessoa é sexonâmbula não é difícil, bastam alguns testes. Mas nem sempre o suspeito que sofre do mal atacou alguém durante uma crise de sexonambulismo. É preciso investigar. O escocês John Goldie, que abusou de 2 meninas por 26 anos, foi condenado em junho após admitir que não é sexonâmbulo.

Sonambulismo radical: Quando dormir é um perigo - para os outros


Sogra é sogra
Em 1987, no Canadá, Kenneth Parks dirigiu 23 quilômetros, espancou o sogro e esfaqueou a sogra até a morte. Dormindo. Ele foi absolvido.

Querido pai
O britânico Jules Lowe espancou o pai, que morreu. Em 2005, ele foi inocentado, mas acabou internado em um hospital psiquiátrico.

Pelado e com sono
O irlandês Donal Kisella foi demitido em 2007 por aparecer nu diante da secretária enquanto dormia. Demitido por conduta lasciva, comprovou que é sonâmbulo e venceu o processo contra a empresa. Ganhou - 10 milhões.

Piada pronta no rock
REM, "movimento rápido dos olhos", é uma das fases do sono. E também era uma banda, cujo guitarrista, Peter Buck, atacou comissários de bordo em 2002 após misturar pílulas para dormir com vinho.

Vi na Super Interessante

Quando amanhecer, você já será um de nós...

4 Comentários
Comentários
4 comentários:
  1. Um distúrbio bem diferente,mas a partir do momento que a pessoas sabe que o possui acho que pode ser punido dentro da lei por não procurar ajuda médica,mas como já foi mencionado é algo bem complicado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É algo muito complicado...até porque muitas vezes a pessoa só descobre que é um molestador sexual enquanto dorme, depois de ter atacado alguém...Sem contar os malandros que talvez façam uso desse assunto como desculpa para seus atos...

      Excluir
  2. Eu NÃO! Não sonâmbulo mas quando sem 'medicação, tenho sonhos que, na verdade são sempre pesadelos e as vezes acaba mal, pra mim. Durmo sozinho. É bom, porque nos pesadelos, eu já vivo, não raro, situações de violência e então acordo gritando e, pior, socando. Já soquei o criado mudo. Tirei o criado-mudo do lado do lugar onde durmo. Mas piorou, soquei a cerâmica do chão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relato impressionante hein...vc sofre de qual síndrome do sono?

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave