22/03/2016

Danvers State Hospital


Saudações galera atormentada. Hospitais psiquiátricos abandonados sempre são lugares que atiçam nossa imaginação. Muitos desses lugares são palcos de histórias de sofrimento, ou mesmo de supostas atividades sobrenaturais. Hoje conheceremos um pouco a respeito de um desses lugares: o Hospital Estadual de Danvers, que segundo algumas fontes é o local onde foi criada a Lobotomia.

O edifício foi erguido em uma colina onde no passado haviam plantações de ergot, fungo responsável por causar os delírios e alucinações nas famosas Bruxas de Salem, condenadas a morte no século XVII.

Ilustração do Hospital feita em 1875
Como a população de Boston tinha crescido mais uma vez; os asilos construídos em Tewskbury, Worcester, Taunton e Northampton já estavam superlotados. Assim, Danvers foi escolhido para o novo hospital; as vistas panorâmicas, o ar fresco, e acres de terras agrícolas para o trabalho eram parte dos tratamentos terapêuticos que se pensa ter curado parte da insanidade de alguns pacientes.

Topografia da área do hospital
Muitas dessas estruturas ornamentadas seguiam um plano elaborado pelo Dr. Thomas Kirkbride, que o chamou o plano de linear, ou o plano de Kirkbride, como foi conhecida mais tarde. O asilo em Danvers foi estruturado neste quadro pelo arquiteto Nathaniel J. Bradlee. Pináculos góticos formavam oito asas que irradiavam a partir de uma torre central, muitas vezes chamadas de “asas de morcego”. A construção do hospital começou em 1874, e o edifício de 70.000 pés quadrados foi concluído quatro anos depois, a um custo de US $ 1,5 milhões. O asilo extravagante atraiu algumas críticas de moradores da classe trabalhadora de Danvers, por viver à sua sombra durante os primeiros anos de funcionamento, perguntando-se por que a “loucura” foi dado tão grande tratamento do estado enquanto eles trabalharam duro por pouco dinheiro.

Outros edifícios no campus incluem uma casa de caldeira, um grupo de tratamento para pacientes com tuberculose, de manutenção, edifícios agrícolas, e da Estação de Asilo (mais tarde nomeado Estação Hathorne), que foi uma parada ao longo da ferrovia Essex.

O grande edifício Kirkbride foi feito apenas para manter 500 pacientes, mas na década de 1930, haviam mais de 2.000 moradores amontoados em todo o espaço disponível. Crianças, adultos, idosos, doentes, e pessoas realmente insanas eram mantidas no mesmo local, sem o mínimo cuidado. A falta de financiamento era a raiz de muitos problemas que assolaram os hospitais psiquiátricos estatais em todo o Estados Unidos, incluindo a falta de pessoal, os baixos salários, a superlotação e o péssimo atendimento aos necessitados.

Este edifício requintado, estava se tornando um verdadeiro pesadelo. Em vez de receber tratamentos progressivos para a administração da terapia, os pacientes receberam os níveis mais mínimos que o sistema poderia oferecer, e os resultado não eram bons. As pontas das asas que abrigavam os pacientes mais violentos (A e divisões J) se tornaram “divisões traseiras” para o desesperado e incurável. Lá, conforme saíram nas grandes manchetes, foi encontrado algo como uma “fossa humana”.

DSH abrigou mais de 2.400 pacientes durante o seu funcionamento de pico, e empregou uma variedade de tratamentos, incluindo a lobotomia, a terapia de eletrochoque, terapia de choque de insulina, e terapia medicamentosa. Relatórios do uso dessas terapias como um meio de controlar ou subjugar a população de doentes foram criticados, além de várias alegações de abuso.

Um processo de desinstitucionalização lento começou na década de 1960, liberando os pacientes para casas de grupo de base comunitária, e outros hospitais do estado de Massachusetts. O edifício Kirkbride começou a fechar as enfermarias nas pontas de asa em meados dos anos 1980 e a maioria dos serviços foram transferidos para o edifício Bonner; todo o edifício foi finalmente fechado em 1989. Danvers Hospital Estadual continuou a funcionar até que toda a instalação encerrada em junho de 1992. Um artigo sobre invadindo os motivos afirma que mais de 120 pessoas foram presas invadindo o local desde o ano de 2000.

O hospital foi usado como local de filmagem para o filme Session 9 (2001).

Outro filme filmado em DSH é Home Before Dark (1958), e apresenta algumas imagens raras do interior e exterior do hospital durante a operação.

Em 2007, três quartos do edifício Kirkbride foram demolidos para dar lugar a uma comunidade residencial chamada Avalon Bay Danvers. A área administrativa central e os dois primeiros conjuntos de asas foram destruídos e remodelado em condomínios.



O Danvers também é citado em três contos escritos por Lovecraft: “Pickman’s Model”, “Herbert West Re-Animator” e “The Shadow Over Insmouth”.

Lovecraft tinha pavor crônico de hospitais e sanatórios, provavelmente decorrente da internação de seu pai em uma instituição dessa natureza. Sabe-se que sofrer de um quadro de insanidade mental hereditário era um dos maiores temores de Lovecraft.




Fontes: Isso é BizarroHistória de Massachusetts

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave