09/08/2016

Austin Osman Spare: Artista e Ocultista inglês


Austin Osman Spare (1886-1956) é considerado um gênio das artes, tanto mágicas quanto da pintura. Nascido no dia 30 de dezembro de 1886 em Snowhill, Londres, Spare veio a falecer em 15 de Maio de 1956, num hospital em Londres aos 67 anos de idade.

Impressionou muitos ao ingressar aos Dezesseis anos de idade, no Colégio Real de Arte em Kensington, demonstrando mesmo com sua pouca idade um enorme talento.

Envolveu-se em sua adolescência com uma mulher a quem se referia como "Mrs. Paterson" que clamava ser uma bruxa descendente das bruxas de Salem, esta mulher assumiu uma grande posição na vida de Spare, que se referia a ela como "Witch Mother" (Mãe Bruxa).

A Senhora Paterson era considerada pela sociedade Vitoriana como sendo uma bruxa, essa senhora não apenas ensinou Spare a visualizar e evocar espíritos e elementais, como também o iniciou na via sabática, no qual durante um encontro, recebeu seu nome "Zos".

No ano de 1908, após uma exibição na galeria Bruton em Londres, atraiu a atenção do Mago Aleister Crowley (clique AQUI para ler sobre ele) que prontamente o convidou para ilustrar as edições de sua revista "Equinox", sendo então, guiado por Crowley para Astrum Argentum, uma sociedade mágica conhecida como "A Estrela de Prata".

Porém Spare era dotado de um gênio indomável, e logo voltou-se a seu próprio sistema mágico e à conclusão de seu mais conhecido livro "O Livro do Prazer".

Quando em 1916, Spare ingressou no exército como um artista oficial, não imaginava-se que sofreria um acidente, que paralisaria todo seu lado direito do corpo. Muitos sequer acreditavam que ele voltasse a desenhar ou pintar novamente, mas seis meses após isso, estava novamente desenhando e pintando habilmente. Fato esse que por muitos era atribuido a Spare e seu contato com elementais e espíritos.

Em 1948 encontra-se com Kenneth Grant, inicia então seu grimório definitivo conhecido como "Zos Kia Cultus", não finalizando por sua morte em 1956. Spare morreu em 1956, em um quarto de porão em Brixton (Inglaterra), pobre e desconhecido.


Por muitos é considerado o Avô da Chaos Magick (clique AQUI para saber mais), uma vez que suas idéias e técnicas foram uma das maiores influências para a criação desse sistema/paradigma moderno de magia.

O Atavismo

Atavismo significa "reversão a um tipo remoto". Aplicado aos seres humanos, atavismo é o ressurgimento das características de um certo ancestral (ou ancestrais) após um lapso de tempo que pode ser de várias gerações. As implicações são quase sempre de algo incompleto e assustador, e a ideia foi utilizada em muita histórias de terror.

Em um sentido mais amplo, o termo atavismo é usado por ocultistas para designar a reaparição de características que vêm de tanto tempo que chegam a constituir reencarnações, ou incorporações frescas, de uma consciência pré-humana. Coisas vindas do tempo de criaturas semi-humanas e semi-bestiais. Atavismos deste tipo são muito raros, e nem sempre emergem espontaneamente.

Uma fórmula para atingir estas profundezas remotas da mente foi descoberta por Austin Osman Spare. Spare foi um artista, membro de um grupo ocultista chamado Golden Dawn (Aurora Dourada) (Clique AQUI para saber mais sobre essa sociedade), que floresceu nos primeiros anos deste século e que ensinava 'assunção de formas-Divindade' nos moldes da antiga magia egípcia, na qual o mago tenta fundir sua consciência com a de um deus, normalmente imaginado sob forma animal.

A "fórmula de ressurgência atávica" de Spare se baseava no uso de figuras simbólicas, que davam uma forma visível a vários impulsos e desejos atávicos das profundezas da mente. Ele afirmava que precisava apenas visualizar uma das figuras para que o impulso atávico surgisse. Um exemplo dado por ele fala sobre uma ocasião em que ele necessitava mover um pesado monte de lenha, sem ninguém para ajudá-lo.

Spare fechou seus olhos por alguns momentos e visualizou uma figura que simbolizava um desejo pela força dos tigres. Quase imediatamente, sentiu uma resposta interior. Então sentiu repentinamente um aumento de energia fluindo através de seu corpo. Durante um momento, sentiu-se como um arbusto curvado pela força de um vendaval. Com grande força de vontade, ele se acalmou e direcionou a força ao objeto apropriado. Sentiu uma grande calma e se descobriu capaz de carregar facilmente a lenha.

Em outra ocasião, duas pessoas pressionaram Spare para que ele conjurasse um espírito atávico sob uma forma visível. Ele os avisou dos perigos envolvidos, explicando que tais criaturas existem dentro da mente, em níveis não normalmente em comunicação com o consciente, e que seria tolo evocá-las porque incorporavam os instintos e desejos atávicos de quem quer que o contemplasse. Mas o casal insistiu. Spare utilizou novamente seu método da figura simbólica. Ele fechou os olhos e esperou. Não demorou muito para que uma substância esverdeada, como tênues algas, começasse a invadir o recinto, obscurecendo parcialmente os objetos que ele continha. A substância parecia uma massa de vapor em forma de espiral, que lentamente se congelava sob uma forma definida. Foi ganhando mais e mais substância a cada momento, até que os diletantes imploraram a Spare para que a banisse. Antes porém que ela se desvanecesse, ainda puderam enxergar um enorme rosto espreitando para fora da névoa, com olhos semelhantes a poços de óleo negro em chamas.

Algumas pinturas de Spare

Confira abaixo algumas das pinturas feitas por Austin Osman Spare.






Fontes: Ocultura e Morte Súbita

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave