19/12/2012

Suposta cura do câncer descoberta em 1934


Olá galera Atormentada, na postagem de hoje iremos mergulhar em um dos sombrios eventos da história. Todos nós sabemos que a ganância humana não tem limites, governantes fabricam guerras por motivos econômicos e algumas vezes até fúteis (muito comum antigamente, quando expandir o império era uma marca que a maioria dos governantes gostariam de deixar para a posteridade). Mas essa ganância não é privilégio, ou maldição, apenas dos governos, na verdade ela tem um nicho muito mais atrativo dentro da indústria, onde as oportunidades de se ganhar dinheiro são ilimitadas...Convido vocês a, junto comigo, conhecerem essa curiosa e revoltante história esquecida nos baús empoeirados e nebulosos da história humana...

No verão de 1934 em Califórnia EUA, na Universidade de Southern California, um grupo de proeminentes bacteriologistas e médicos americanos conduziram a primeira clínica de câncer de sucesso. Nesta clínica, eles descobriram a cura para o câncer. Suas pesquisas clínicas constataram que:

a) o câncer é causado por um microrganismo;

b) o microrganismo pode ser destruído sem dor em pacientes terminais de câncer;

c) os efeitos da doença podem ser revertidos.

A descoberta da técnica que leva à cura do câncer havia sido publicado na revista Science magazine em 1931. Nos anos seguintes após o sucesso clínico de 1934, a tecnologia e o subsequente tratamento bem sucedido de câncer, foram discutidos em conferências médicas, publicados em jornais de medicina, cautelosamente, mas profissionalmente reportados em um jornal de grande circulação, e tecnicamente explicado em um relatório anual publicado pela Smithsonian Institution.

No entanto, a cura do câncer recém-descoberta foi censurada por um número crescente de médicos, cientistas e interesses financeiros. O encobrimento foi iniciado. Médicos que utilizavam a nova tecnologia foram ameaçados para abandoná-la. O autor do artigo do Smithsonian Institution foi forçado por meio de intimidação para nunca mais escrever sobre o assunto novamente. Todos os relatórios descrevendo a cura foram censurados pelo chefe da AMA (American Medical Association) dos maiores jornais de medicina. A avaliação científica pelos laboratórios do governo foram proibidos. E os renomados pesquisadores que apoiaram estes novos princípios científicos em bacteriologia foram desprezados, ridicularizados e chamados de mentirosos em suas caras. Eventualmente, após um longo e obscuro silêncio que durou mais de sete décadas a cura do câncer caiu novamente. Eventualmente, a cura foi rotulada como um ‘mito’ – que nunca aconteceu. Todavia, os documentos agora disponíveis provam que a cura realmente existe, e foi testada com sucesso em ensaios clínicos, e de fato foi usado secretamente por anos subsequentes – e continua a curar o câncer, assim como acontece com outras doenças.

Em 1913, um homem que tem paixão por máquinas e curiosidade científica, chegou em San Diego depois de dirigir por todo o país a partir de Nova York. Ele estava prestes a começar uma nova vida e abrir um novo caminho para medicina. Seu nome era Royal Raymond Rife.


Royal R. Rife estava obcecado com bacteriologia, microscópios e eletrônica. Para os próximos sete anos ele planejou e experimentou uma variedade de campos, pensando em como dominar as habilidades necessárias para construir instrumentos que o mundo nunca tinha feito.

Ao final de 1920, a primeira fase de sua obra foi concluída. Ele construiu o seu primeiro microscópio, o único no mundo que quebrou os princípios existentes, ele havia construído instrumentos que permitiram destruir eletronicamente patógenos específicos de microrganismos.

Ao longo de uma década de pesquisa e desenvolvimento, Rife estava procurando uma maneira de identificar e depois destruir o microrganismo que causa o câncer. Sua pesquisa sobre o câncer começou em 1922. Levaria até 1932 para identificar o microrganismo responsável que causar o câncer. Com a ajuda dos microscópios que ele desenvolveu, Rife foi capaz de isolar o vírus do câncer que mais tarde foi nomeado simplesmente de ”BX vírus”.

Notas do laboratório de Rife de 20 de Novembro de 1932, contém a primeira descrição escrita das características do vírus. Utilizando o seu método único de classificação e o seu microscópio, o vírus do câncer foi descrito como: ângulo de refração – 12-13/10 graus; cor química de refração – vermelho-púrpura. Rife passou a anotar o tamanho do vírus do câncer. O comprimento era de 1/15 mícron. A amplitude foi de apenas 1/20 mícron. Nenhum microscópio de luz ordinário, mesmo na década de 1980, seria capaz de tornar o vírus do câncer visível.

Com o tempo, Rife provou que o câncer é causado por um microrganismo específico e identificável. Após o isolamento do vírus do cancro, o seu próximo passo foi destruí-lo. Ele fez isso com instrumentos de frequência que ele projetou e desenvolveu. Usando esse instrumento de frequência, Rife demonstrou com sucesso e provou enfaticamente que o microrganismo do câncer pode ser destruído sem dor em pacientes terminais de câncer usando frequências especificas; e os efeitos da doença podem ser revertidos.

Em 1934, Dr. Rife abriu uma clínica, onde ele curou 16 dos 16 casos de câncer dentro de 120 dias com sucesso. Trabalhando com alguns dos mais respeitados pesquisadores nos Estados Unidos juntamente com médicos proeminentes do sul da Califórnia, ele conseguiu destruir eletronicamente o vírus do câncer, permitindo o sistema imunológico dos pacientes restaurar a saúde. A Special Research Committee of the University of Southern California supervisionou o laboratório de pesquisa e os tratamentos experimentais até o final da década de 1930. Acompanhamentos clínicos conduzidos em 1935, 1936 e 1937 pelo chefe da U.S.C. Medical Committee confirmou os resultados clínicos de 1934.

Em 1 de Dezembro de 1953 Rife escreveu:

"Com instrumento de frequência, nenhum tecido é destruído, nenhuma dor é sentida, nenhum ruido é audível e nenhuma sensação é notado. A Luzes do tubo em cima e três minutos depois o tratamento está concluído. O vírus ou bactéria é destruída e o corpo se recupera naturalmente a partir do efeito tóxico do vírus ou bactéria. Várias doenças são tratadas simultaneamente".

O primeiro trabalho clínico sobre o câncer foi concluído sob a supervisão de Milbank Jonhson, MD, a qual foi estabelecido no âmbito da Special Medial Research Committee of the University of Southern California. Os 16 casos foram tratados na clínica para muitos tipos de malignidade. Após 3 meses, 14 desses casos considerados como desesperados foram assinados como clinicamente curados por cinco médicos e o Dr. Alvin G. Foord, MD, patologista da equipe. Os tratamentos com duração de três minutos consistiu na utilização de um instrumento de frequência com taxa oscilatória, mortal para o ”vírus BX” ou câncer (com 3 dias de intervalo). Verificou-se que o tempo de intervalo decorrido entre os tratamentos alcançou melhores resultados do que os casos tratados diariamente. Isto dá ao sistema linfático oportunidade para absorver e arrematar a condição tóxica que é produzida pelas partículas desvitalizadas e mortas do ”vírus BX”. "Nenhum aumento de temperatura corporal acima do normal foi perceptível em qualquer um dos casos durante e após o tratamento com instrumento de frequência. Nenhuma dieta especial foi usada em qualquer um dos trabalhos clínicos, mas acredito sinceramente que uma dieta adequada compilado individualmente seria de grande benefício”.

Por que você nunca ouviu falar sobre a cura do câncer?

The American Medical Association foi fundado em 1846 e a partir de 1901 uma reorganização permitiu ao AMA ganhar o poder para decidir como a medicina seria praticada em todo os EUA. Ao se tornar em confederação de associações médicas estaduais e forçar os médicos da sociedade médica de seu condado a juntar-se á associação estadual, a AMA logo aumentou a sua participação para incluir a maioria dos médicos do país. Então, através do credenciamento de escolas de medicina, ele começou a determinar as normas e práticas médicas. Aqueles que se recusaram a obedecer ás normas e práticas da AMA perdeu a licença.

Pouco anos após a clínica de câncer da Califórnia descobrir a cura do câncer em 1934, o Dr R. T. Hamer, que não participou na clínica, começou a usar o procedimento no sul da Califórnia. Um médico e editor do Jornal of the American Medical Association (JAMA), Morris Fishbein descobriu e tentou ”comprar”. Quando ele foi rejeitado, Fishbein recorreu á AMA para destruir a cura do câncer. Fishbein e AMA levaram Dr. Hamer e os seus parceiros para o tribunal – acusados pela AMA de operar sem licença. Em 1939, sob pressão da AMA, o Dr. Hamer abandonou a cura.

Em apenas 5 curtos anos, de 1934 a 1939, a cura do câncer foi clinicamente demostrado e se expandiu para a cura de outras doenças em uma base diária por um número crescente de médicos, e depois foi abruptamente encerrado quando Morris Fishbein do JAMA não conseguiu comprar a cura do câncer.

Teóricos da conspiração acreditam que as técnicas descritas acima continuam sendo usadas, e inclusive sendo melhoradas em benefício de uma minoria pertencente a uma "importante" elite, enquanto pessoas "comuns" como eu e você, precisamos enfrentar tratamentos tortuosos e caros para termos uma chance contra o câncer. Não vou defender que isso seja realmente uma verdade absoluta, não sou estudioso de ciências médicas, mas a ganancia humana me dá meios para acreditar que algo do tipo seria perfeitamente possível...E você leitor Atormentado, o que pensa a respeito?

Via: Segredos.

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr
Links Relacionados:
17 Comentários
Comentários
17 comentários:
  1. Serio isso??? Não sou cientista nem biologo, mais se me lembro das aulas de biologia do ensino médio, o cancêr é causado pela mitose descontrolada da celulas.além do mais, se o cancêr é causado por agentes patológicos, pq pessoas expostas à radiação são mais propensas a ter a doença??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E mais, se uma pequena elite tem o poder de utilizar essa cura, por que vemos pessoas de grande influência mundial morrerem com essa doença e não conseguirem essa tal cura?

      Excluir
  2. Eu acredito. Dependendo da grande influência, percebam que presidentes em exercicio não adoecem somente depois de perder o mandato,ou politicos de pouca importância, grandes presidentes de corporações tbm não.

    ResponderExcluir
  3. O Steve Jobs não teve dinheiro suficiente pra comprar a "cura"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jobs talvez não fizesse parte da tal elite. Jobs foi uma pessoa que cultivou milhares de fãs, e também muitos inimigos, também muito ricos, no meio tecnológico. Não podemos esquecer disto.

      Quando o texto menciona uma certa elite que hoje seria detentora desse conhecimento, só penso em um grupo, Os Iluminatis!

      Excluir
  4. Olá! Estou pesquisando sobre a cura do câncer e gostaria de saber quais as fontes em que você se baseou para escrever esse texto. Poderia postar os links para as fontes que você consultou?

    Desde já agradeço.

    [eric campos bastos guedes]

    ResponderExcluir
  5. Olá! Estou pesquisando sobre a cura do câncer e gostaria de saber quais as fontes em que você se baseou para escrever esse texto. Poderia postar os links para as fontes que você consultou?

    Desde já agradeço.

    [eric campos bastos guedes]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem meu amigo Eric...o texto acima se enquadra na categoria de teoria da conspiração...Essa pesquisa apresentada no texto existiu, mas não podemos realmente afirmar que isso resultou na curar o câncer...existe a versão oficial (de que a pesquisa era um fraude), e a versão dos pesquisadores...Como esse texto é parte de uma teoria da conspiração, ele acaba focando e defendendo a versão dos pesquisadores...isso não significa que a versão dos pesquisadores esteja certa, tampouco que ela esteja errada...A intenção é de promover a discussão sobre o assunto da cura do câncer e principalmente, discutir o quanto os laboratórios que desenvolvem remédios e vacinas, estão de fato interessados em curar pessoas definitivamente...isso vale para o assunto câncer, aids...etc.

      Excluir
    2. Aqui é o Eric Campos de novo. Vocês não tem noção de como essas "teorias" são reais! Estou tentando pesquisar a cura do câncer (entre outras pesquisas em benefício da população) e acabei SENDO VÍTIMA DA CONSPIRAÇÃO! É importante demais esse trabalho, porque _poderá_ salvar BIlhões de seres humanos até 2050. Alguém "comprou" todos(?) os comerciantes da localidade onde resido (inclusive de cidades próximas - PRECISO DE ALGUÉM DO TRABALHANDO COMIGO PARA CONSTATAR ISSO) e estou com dificuldades sérias para ter acesso a água pura. Tento só beber água em que confio, mas a água mineral está "batizada" com substâncias que ainda não sei quais são e bactérias me foram assestadas. Estou precisando de fenoximetilpenicilina 500.000 UI (1 comprimido de 6 em 6 horas durante 10 dias). As farmácias não me vendem esse remédio PURO, mas vem com algo que esfarela meus dentes. Lembrar do tal programa "dentista mascarado" que passou na TV. Estão querendo tirar meus dentes para eu servir como "exemplo" para quem quiser seguir a carreira de PESQUISADOR INDEPENDENTE. Há um livro que deve ser xerocado por todos os pesquisadores independentes/autônomos que é: "A VERDADE SOBRE O CANCER AO ALCANCE DE TODOS" de autoria de "HEYDER DE SIQUEIRA GOMES" (livro de 1959 - edição do autor). Para pedir a xerox desse livro, entre em contato com DOUGLAS CARRARA da BIBLIOTECA CHICO MENDES (tel. (21)2638-5160). Eu paguei R$75,00 para ter acesso a xerox. O CONTEUDO DESSE LIVRO DEVE SER DIVULGADO ANTES QUE DESAPAREÇAM COM O TEXTO. Trata-se de um livro raro.

      Não tenho certeza, mas acho que tenho aqui comigo uma garrafa de 1,5 litro de água "batizada" (que está me intoxicando e eu não consigo água pura - todo mundo me oferece água batizada - estou morto de sede).

      Por mais estranho que possa parecer, estou dizendo a verdade - ou tentando fazer isso!

      Posso estar enganado, mas... isso tudo deve ser conversado cara-a-cara. Tem gente recebendo pagamento através de loterias, sorteios (e bingos ?) para fazer "coisas" para quem pode pagar: MATAR PESSOAS OU CALAR A BOCA DE QUEM PODERIA BOTAR A BOCA NO TROMBONE PARA DENUNCIAR OS ASSASSINOS DE ESTADO QUE ESTÃO AGINDO PARA CALAR A VOZ DO POVO.

      Preciso de que alguém venha aqui onde estou: Santa Maria (distrito de Bom Jesus do Itabapoana) no RJ (Brasil). Travessa Palace (casa de Dona Lucia, mãe de Giliart, Suenne e ex-sogra minha (ex-sogra de Eric Campos Bastos Guedes)). Estou muito magro porque estão me expondo a substâncias que me deixam magro (acho que é algum medicamento tipo Levodopa ou algum outro medicamento - estou com psiquismo alterado e muito magro por conta disso. SE EU VIER A MORRER VAI FICAR PARECENDO QUE EU ERA UM TOXICÔMANO OU QUE EU ESTAVA COM ALGUMA DOENÇA SÉRIA... mentira! Não sou usuário de tóxicos e meus exames de sangue estão bons. Não tenho AIDS, porque não mantenho relações sexuais desde 2010 (fiquei na mão por anos a fio) e meus exames de sangue não indicam nenhum problema que pudesse me deixar tão magro - estou pesando 65kg e meu peso normal é 80kg)

      SOS

      [eric campos bastos guedes][Lan House Extreme | Bom Jesus do Itabapoana | RJ | Brasil ][2013.06.28.20:32]

      PS estão fazendo um bingo aqui do lado, em frente a Igreja...

      Excluir
  6. Não sei que graça tem, postar um artigo idiota desses. vão caçar o que fazer. no dia que tiverem cancer então, tomem um antibiótico que vai resolver o problema, o nosso pelo menos.

    ResponderExcluir
  7. e realmente preciso rever certos conceitos!

    ResponderExcluir
  8. Cara,vale como curiosidade iso daí..mas acho pouco provável! Se a grana do jobs não elegeu ele a um primeiro lugar na fila,não acredito ser verdade..

    ResponderExcluir
  9. Uma idéia que não deu certo.

    ResponderExcluir
  10. Eu acho que para as potencias ocidental o cancer faz parte do controle populacional

    ResponderExcluir
  11. É triste observar como ser humano é conduzido feito gado, e pelos comentários fica facil observar que seguem lealmente aquilo que lhes é apresentado como o "mundo real". Não ha como dizer se a materia é verdadeira ou não, é obvio que não ha como dizer, pois todas as provas teriam sido destruidas não é mesmo ? Steve Jobs ? Vocês REALMENTE acham que a elite do mundo teria Steve Jobs entre eles ? Entendam de uma vez por todas, essa elite é composta por pessoas previamente escolhidas, os verdadeiros donos do mundo, não basta ser bilionario pra estar entre eles, senão eles já não seriam a elite. O mundo é grande, ha muitos bilionários por ai...pensem nisso. Outra coisa, todas as "teorias da conspiração" são imediatamente jogadas para o lado das "maluquices virtuais", pensem por 1 segundo, E SE FOSSEM VERDADE? Pare, pense e analise antes de julgar, toda teoria vale a leitura e o julgamento por si mesmo, e não por aquilo que a sociedade tenta te impor. Otima matéria!

    ResponderExcluir
  12. É triste observar como ser humano é conduzido feito gado, e pelos comentários fica facil observar que seguem lealmente aquilo que lhes é apresentado como o "mundo real". Não ha como dizer se a materia é verdadeira ou não, é obvio que não ha como dizer, pois todas as provas teriam sido destruidas não é mesmo ? Steve Jobs ? Vocês REALMENTE acham que a elite do mundo teria Steve Jobs entre eles ? Entendam de uma vez por todas, essa elite é composta por pessoas previamente escolhidas, os verdadeiros donos do mundo, não basta ser bilionario pra estar entre eles, senão eles já não seriam a elite. O mundo é grande, ha muitos bilionários por ai...pensem nisso. Outra coisa, todas as "teorias da conspiração" são imediatamente jogadas para o lado das "maluquices virtuais", pensem por 1 segundo, E SE FOSSEM VERDADE? Pare, pense e analise antes de julgar, toda teoria vale a leitura e o julgamento por si mesmo, e não por aquilo que a sociedade tenta te impor. Otima matéria!

    ResponderExcluir
  13. na frança uma certa vez um medico decidiu passar a usar mel de abelha no tratamento de infecções de pele num hospital em vez dos produtos habituais da indústria farmacêutica..pois o mel é bactericida...além de matar as bactérias onde é aplicado ele protege..o mel é usado desde a antiguidade para essas coisas..os egípcios já usavam...a indústria farmacêutica caiu em cima dele...e fez movimentações para impedi-lo de continuar com isso..com a desculpa de que o produto não era esterilizado...depois que passou a esterilizar...a fixa caiu e eles revelaram o verdadeiro motivo..isso seria mau para os negócios deles..daria prejuízos se começassem a usarem mel em vez de seus produtos...depois de muita pressão o medico recuou e deixou de usar este método de tratamento..

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave