29/08/2013

O vapor Blumenau


Hoje mais uma vez o blog Noite Sinistra conta com a participação do colaboradora e parceiro Rusmea, dono do blog Rusmea.com. O honorável Rusmea o material que é tema dessa postagem, e me instigou a procurar mais sobre o assunto, que os amigos e amigas poderão ler mais abaixo. O texto não tem relações com o terror, mas é um assunto muito curioso e recheado de história...Aproveitem!!!!

O Vapor Blumenau

O vapor Blumenau foi a segunda embarcação a realizar trajetos regulares entre Blumenau e Itajaí. Realizava paradas em Gaspar e Ilhota, levando 6 horas para cobrir o trajeto. A viagem de retorno era feita em 8 horas, devido a correnteza do rio. Antes dele utilizava-se o vapor Progresso, adquirido por uma cooperativa de comerciantes das cidades de Blumenau e Itajaí.

Sua construção foi terminada em 1894, e em sua primeira viagem em 1895 trouxe a bordo o então governador do estado de Santa Catarina, Hercílio Luz.

Além do transporte de pessoas para regiões vizinhas, transportava também mercadorias. Com 28 metros de comprimento, 4,40 metros de largura e 2,10 metros de altura, o Vapor Blumenau tinha potência de 80 cavalos. Devido à construção da estrada de ferro, o escoamento da produção e o transporte de passageiros passaram a ser feitos pela ferrovia. Na década de 50, já não havia mais demanda para a navegação do Vapor, quando foi desativado.

Atualmente encontra-se exposto as margens do Rio Itajaí Açú, no local conhecido como "Prainha", para visitação pública.

Cuidando da história

Muitos são os elementos e símbolos da história que não recebem a preservação que merecem, ou mesmo foram abandonados aos maus tratos do tempo e das intempéries, sendo condenados a destruição e impedindo que gerações futuras tomem conhecimento de incríveis estórias e da própria história relacionada com tal objeto. Com o vapor Blumenau não teria sido diferente, mas á iniciativa do Kennel Club de Blumenau, liderada por seu presidente, Raul Deeke, o vapor “Blumenau I” que, durante tantos anos havia ligado Blumenau a Itajaí, foi possível retirá-lo do abandono em que se encontrava em Itoupava Seca, pois sem iniciativa estaria fadado a afundar ali mesmo e desaparecer. Isso seria o ponto de partida para a preservação da embarcação.

A última restauração aconteceu no ano de 1999 e atualmente a embarcação carece de maiores cuidados.



A enchente de 2011

Por conta da enchente de 2011, que atingiu o local onde o Vapor Blumenau se encontra, os bombeiros de Blumenau fizeram um furo no casco para escoar a água e não ter o perigo de o Vapor Blumenau flutuar e ser levado pela enchente. (Fotos de Jaime Batista da Silva, dono do blog Blog do Jaime).






Confira abaixo mais algumas imagens, incluindo recortes de jornal, a respeito da histórica embarcação.





Fonte: Wikipédia, Adalberto Day Blog do Jaime

Essa postagem é um oferecimento do Blog Rusmea:

 Rusmea


Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

Links Relacionados:
O navio que subiu a montanha no lombo de mulas.
Vídeo flagra suposto fantasma na Guatemala.
Documentário descobre soldado americano perdido há 44 anos no Vietnã.
Fantasma em forma de Dragão.
Estranha anomalia em Vídeo.
As ruínas de Barão Geraldo.
North Brother Island: A ilha fantasma de Nova York
Passageiro de avião filma UFO.
Vídeo de suposto fantasma.
Suposto monstro aquático filmado na Irlanda.
Vídeo japonês flagra fantasma em ponto de Táxi
Vídeo de suposta criatura avistada no mar da Groelândia.
Galeria de assombrações.
O Retorno do Barão Vermelho
Imagens curiosas e estranhas parte 4.
Galeria de supostos Fantasmas do Reino Unido.
Fantasmas Infantis parte 4.
Imagens curiosas e estranhas parte 3.
Foto de fantasma enviada por leitora do Blog.
Fantasmas Infantis parte 3.
Fantasma de menino no cemitério.
Fantasmas Infantis parte 2.
Fantasmas Infantis parte 1.
Aparição de fantasmas uma foto recente nos EUA.
4 Comentários
Comentários
4 comentários:
  1. Nossa muito legal essa matéria Nando,em nosso país há várias histórias assim e estão perdidas e esquecidas,e isso é algo que deveria ser mais explorado,pois o nosso país tem um potencial enorme assim e para que isso também se torne uma atração turis tisca não só aí no sul,mas em todo território nacional,isso seria unir o útil ao extremamente agradável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo...sou um grande defensor da proteção de elementos e prédios históricos...

      Certa vez em uma conversa sobre esse assunto com um conhecido, ele disse não ser a favor, pois isso iria significar gastar dinheiro público com "velharias" enquanto que esse dinheiro seria melhor empregado em saúde, educação, etc... Retruquei de imediato dizendo que: Até há uma verdade nisso que ele disse, porém história e cultura são de suma importância para educação...Restaurar apenas por restaurar não vale a pena, é necessário dar uma nova utilidade, por exemplo um edifício antigo não deve ser simplesmente restaurado e largado lá, deve-se usar o espaço, seja como casa de cultura, biblioteca, oficina de teatro...enfim deve-se restaurar e recolocar o prédio a disposição da comunidade...

      Abraços Marciela...

      Excluir
  2. Concordo, esse tipo de "velharia" é q faz parte das nossas origens, nossa cultura, e principalmente da nossa história! Ignorancia de quem acha o contrário..
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tem dinheiro para construir estádio de futebol e infraestrutura para uma olimpíada, se tem grana para o carnaval, por que não tem grana para restaurar o patrimônio histórico e cultural...?

      Investir em cultura não é apenas obrigação do governo...a iniciativa privada também pode entrar nessa "brincadeira"...

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave