22/09/2015

Ralph Sarchie: O demonólogo que inspirou o filme “Livrai-nos do Mal”


No texto de hoje vou falar um pouco sobre Ralph Sarchie, um policial que ao longo da carreira se deparou com vários casos sobrenaturais, e que serviu de inspiração para o roteiro do filme “Livrai-nos do Mal”, lançado em 2014. Convido a todos a conhecer essa curiosa história que nos foi indicada pela querida amiga Maria Reis (@bicurious_).

A vida de Ralph Sarchie

Segundo Lillian Rizo, mãe de Ralph, ele teria passado por uma grande provação de vida quando tinha 10 meses de idade, quando adoeceu. "Eles disseram que ele estava nas mãos de Deus. Não há nada mais que poderiam fazer por ele. Eu tinha que esperar 24 horas para saber se essa criança sobreviveria, e ele sobreviveu, é claro. Deus deixou ele aqui por algum motivo, para fazer alguma coisa."

Ralph Sarchie foi um sargento oficial da 46ª DP de Nova York que viveu, com sua equipe, experiências bizarras, aterrorizantes e paranormais. Trabalhou, desde os anos 80, em uma série de investigações que só tinha explicação no paranormal. Ralph se aposentou, saiu da polícia, mas o que ele viveu nunca o abandonou.


Em 1990 Ralph leu o livro "Satan's Harvest", um livro sobre um caso de possessão demoníaca que foi investigado por Ed e Lorraine Warren (clique AQUI para ler sobre eles). Depois de ler o livro, ele sentiu que estava pronto para fazer a "obra de Deus".


Depois de testemunhar casos assombrosos durante seu trabalho na polícia de Nova York, em 1992, resolveu que investigaria paralelamente fenômenos paranormais. Em suas investigações “paralelas” ele acabou utilizando as técnicas de investigação criminal que usava na polícia.

Em 2004 ele se aposentou do trabalho da polícia e passou a se dedicar apenas a investigações relacionadas com o mundo sobrenatural.

Autointitulado demonólogo, descreveu uma década de possessões e exorcismos que viu e ouviu no livro "Beware the Night" (2001), escrito em parceria com a jornalista Lisa Collier Cool.

De acordo com Sarchie, ele ajudou em 25 exorcismos e exorcizou "centenas" de casas. Ele diz que pressente quando o mal está por perto quando sente uma dor na sua têmpora e proximidades. Ele afirmou também que todos os rituais realizados por ele seriam rituais autorizados pela Igreja (clique AQUI e leia mais sobre rituais de exorcismos autorizados pela Igreja Católica).

Exorcismos Gravados ao Longo dos Anos

Desde 1990 Ralph ajuda em exorcismos e tem muita coisa gravada, mas por respeito as "vítimas" ele nunca mostra para o grande público. Se você assistir o documentário Sarchie ao final dessa matéria, pode verificar dois trechos de exorcismos feitos por ele, com os rostos dos envolvidos devidamente borrados.


Mas os atores Eric Bana e Olivia Munn, que retratam Ralph Sarchie e sua esposa Jennifer Sarchie, foram autorizados a assistir a uma gravação de um antigo exorcismo real.


Olivia Munn descreveu assim: "Eu comecei a assistir... só assisti uma parte antes de desligar porque me apavorei... Eu estou olhando para um cara e ele está sentado lá, a imagem é um preto granulado e branco, mas é a fita verdadeira, e você está vendo esse cara e ele está sentado lá em uma camisa de força, e ele está tremendo, e tem esse olhar do outro mundo em seus olhos, e ele treme e de repente sua testa é aberta ao meio, do nada! Lembre que ele está na camisa de força!!! Então ele começa a babar e logo que a baba bate a camisa, sua camisa de força branca, se transforma em sangue. Assim que isso aconteceu eu desliguei a fita".

O filme Livrai-nos do Mal

Os relatos perturbadores na obra de Sarchie inspiraram o diretor e roteirista Scott Derrickson (de "O Exorcismo de Emily Rose") a realizar "Livrai-nos do Mal". Algo muito similar ao que aconteceu com os mistérios desvendados pelo casal Lorraine e Ed Warren, que basearam o roteiro de “Invocação do Mal” (de James Wan, 2013) (clique AQUI para conhecer a história real do filme Invocação do Mal). A diferença, aqui, é o resultado.


Derrickson traz às telas Sarchie (Eric Bana) como protagonista e trabalha na construção de sua identidade de demonólogo. Policial com faro para problemas, ou o que seu parceiro Butler (Joel McHale) chama de “radar”, assume um enigmático caso sobre três veteranos da guerra do Iraque e estranhas pinturas na parede.

Ralph Sarchie e Eric Bana
Aparentemente, o trio de azarados caiu em uma espécie de catacumba enquanto estavam no Exército e, quando voltaram para os EUA, apresentaram um bizarro comportamento. A esposa de um deles, Jane (Olivia Horton), tentou até matar o filho, visivelmente perturbada.

Sarchie, que não acredita no sobrenatural, passa a duvidar de suas convicções ao presenciar os estranhos fenômenos que ocorrem ao redor dos envolvidos. É instigado pelo padre jesuíta Mendoza (o ótimo Édgar Ramírez), que define o caso como possessão demoníaca. O policial, assim, precisará enfrentar o mal e, acima de tudo, sua falta de fé.

Apesar da atmosfera sombria e boas cenas de tensão, o que era de se esperar de Derrickson, a adaptação se perde em uma narrativa arrastada.

O próprio desenvolvimento dos personagens fica comprometido, em especial o de Sarchie, que parece perdido frente aos acontecimentos, e Butler, subaproveitado como alívio cômico e francamente dispensável aqui.

Os excessos da trilha sonora também causam estranheza: em vez de enfatizar a situação, saturam quem assiste com pontuações sem relevância.

Os desacertos da produção, que se refletiram na bilheteria (9 milhões de dólares na semana de abertura nos EUA), jogam dúvidas sobre a viabilidade de “Livrai-nos do Mal” se tornar uma franquia.


Material há com as histórias de “Beware the Night”, entre outras mais que podem ser divididas por Sarchie, às quais o ator Eric Bana assumiu ficar horrorizado. E basta ver alguns vídeos que o policial/demonólogo publicou na internet para entender por quê.

Mais o filme é de fato inspirado em fatos reais?

O filme “Livrai-nos do Mal” foi inspirado nas histórias de Ralph Sarchie, mas isso não significa que todo o enredo tenha sido inspirado em casos investigados por Sarchie, por exemplo a coruja e o veterano do Iraque que estariam possuídos, e até o caso em que Sarchie mataria um homem na trama são elementos criados pelos roteiristas.


Eventos estranhos ocorridos durante as filmagens

A exemplo do que aconteceu com outros filmes de terror como Poltergeist, O bebe de Rosemary, A Profecia e Annabelle, alguns eventos estranhos teriam acontecido durante as filmagens do longa Livrai-nos do Mal.

O ator Eric Bana respondeu a essa pergunta durante uma entrevista: "Eu realmente me desligue um pouco quando estávamos filmando dessas coisas porque eu realmente só queria me concentrar no que estava fazendo, mas eu sabia que haviam coisas que ocorreram fora do conjunto, nos escritórios e armazéns de vários departamentos que estavam trabalhando no filme. Algumas coisas bastante estranhas realmente que estavam acontecendo. Ouvi algumas histórias, mas eu realmente estava trabalhando muito duro e tentei manter o foco." Para nossa tristeza, Bana não ofereceu mais detalhes.

Já que no set parece que não ocorreu nada, será que já ocorrem fenômenos na casa de Ralphie Sarchie? Daniella, ficha de Sarchie - mostrada como um bebê no final do filme - diz que "Quando descobriu que meu pai estava no ramo de fazer exorcismos, sabia que coisas iriam acontecer, em casa, comigo e com minha família. Tínhamos uma moldura na parede do quarto dos meus pais, e do nada ela voou pela sala."

Documentário "SARCHIE - Deliver Us From Evil"

Abaixo os amigos e amigas poderão conferir o mini documentário que fala das histórias de Ralph Sarchie. O documentário está em inglês, mas vocês podem usar a ferramenta de tradução de legendas do YouTube para conferir esse vídeo. E logo abaixo vocês podem conferir uma matéria feita pelo Mateus, do blog Assombrado, no qual ele fala do caso Ralph Sarchie.



Agradecimentos a amiga Maria Reis (@bicurious_) pela dica.


Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




2 Comentários
Comentários
2 comentários:
  1. Muito bom esse site. Só fico triste de não ter encontrado esse site antes. Agora estou tendo que passar pelas 200... páginas hehehe abraço e obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço o elogio amigo...seja sempre bem vido e esteja sempre convidado a participar...

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave