21/01/2013

Misteriosas ruínas de Puma Punku



Puma Punku ou Pumapunku é um sítio arqueológico composto de um grande complexo de templos e monumentos, localizado a quase 4 mil metros acima do nível do mar, em Tiwanaku, Bolívia. O nome Puma Punku é originário da língua Aymarae significa "A Porta da Puma". Esse é um importante sítio arqueológico tanto para historiadores, como para ufólogos.

O sítio principal, possui 167 metros de comprimento e 116 metros de largura. A borda leste de Puma Punku é ocupada pela “Plataforma Lítica”, um terraço de pedra de 6,75 por 38,72 metros de dimensão. Este terraço é pavimentado com múltiplos blocos de pedra enormes. A Plataforma Lítica contém a maior pedra encontrada em todo o sítio arqueológico de Puma Punku.



Determinar a idade do complexo de Puma Punku tem sido o foco de pesquisadores desde a descoberta deste sítio arqueológico. Como notado pelo especialista Andino, o professor de Antropologia W. H. Isbell, determinou através do teste com rádio carbono que a camada mais antiga de construção ocorreu entre os anos de 536 a 600 D.C. Alguns historiadores discordam, e estipulam para Puma Punku idades de até 12 mil anos.

Mas o mistério real reside na forma como Puma Punku foi construído. Muitos dos blocos pesam 200 toneladas, com alguns chegando a 450 toneladas! Outra questão importante é com relação ao transporte das gigantescas pedras, uma vez que a pedreira de onde elas vieram fica a mais ou menos 92 Km de distância. Muitos acreditam que as pedras foram "roladas" com o auxilio troncos de árvores, mas esse método não poderia ser aplicado em Puma Punk, uma vez que a altitude e a aridez do local impedem o crescimento de árvores que poderiam ser usadas nesse processo.

Uma vez levadas ao local, os blocos de pedra foram cortados de forma tão precisa que eles poderiam ser se encaixam como peças de quebra-cabeça.

Algumas dessas pedras têm sulcos perfeitamente retos com apenas 1 cm de profundidade. Observe os conjuntos de furos de equidistantes, que foram perfurados na imagem abaixo. As pedras são feitas de  um granito extremamente duro, então como poderia ser possível gravar essas marcas nas pedras? Que ferramentas que eles têm à sua disposição, e de onde vieram tais ferramentas?




Especialistas em Ovnis acreditam que as pessoas que esculpiram essas pedras, tiveram contato com seres extraterrestres. Esta ideia vem de encontro a "teoria dos antigos Deuses astronautas". Esses seres teriam auxiliado, ou ensinado técnicas empregadas pelos humanos, na confecção dos blocos, no seu transporte e até mesmo encaixando os imensos blocos de pedra. Eles teriam ainda fornecido ferramentas, que seriam capazes de esculpir a pedra, atingindo a precisão e acabamento que podemos ver nas mesmas.

Imagem de como seria Puma Punku




Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr
6 Comentários
Comentários
6 comentários:
  1. "esta ideia vem ao encontro" em vez de vem de encontro.
    abraço
    Gilberto

    ResponderExcluir
  2. Teoria das hidroplacas, certamente esta cidade foi varrida do mapa a uns 6000 anos atrás....

    ResponderExcluir
  3. Impressionante.
    Entalhes tão precisos e com tanta estabilidade dimensional que poderiam ser facilmente confundidos com peças modernas de concreto pré moldado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, aqueles furos e cantos vivos iriam requerer uma grande habilidade da pessoa que fosse executar o trabalho...sem contar que esse tipo de peça era feita em grande quantidades, logo seriam necessários vários artesãos trabalhando, todos produzindo peças com grande sincronismo...

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave