27/06/2014

Antes de ser assassinado coronel afirma que Lula havia mandado matar duas pessoas


Em seu depoimento, prestado no dia 25 de fevereiro à Comissão Estadual da Verdade do Rio, o coronel reformado Paulo Malhães de 76 anos de idade, admitiu ter participado de seções de tortura e admitiu que ordenou e participou de várias ocultações de cadáver. O coronel também afirmou, entre outras coisas, que corria perigo se falasse nomes de pessoas que hoje estão no governo. Em meio a seu depoimento, Malhães chegou a afirmar que o ex-presidente Lula teria sido o mandante do assassinato de dois sindicalistas.

Sem demonstrar incômodo, Malhães defendeu a tortura como método de investigação e explicou como mutilava cadáveres para evitar que fossem identificados. "A tortura é um meio. Se o senhor quer saber a verdade, tem que me apertar", disse, acrescentando que aprova o método para presos comuns.

Questionado sobre as mutilações de cadáveres, descreveu a prática como uma "necessidade" e disse que os corpos não eram enterrados "para não deixar rastros". "Naquela época, não existia DNA. Quando você vai se desfazer de um corpo, quais partes podem determinar quem é a pessoa? Arcada dentária e digitais", disse. "Quebrava os dentes. As mãos, [cortava] daqui para cima", explicou, apontando as próprias falanges.


Chamando as vítimas da repressão de "terroristas", Malhães disse não ter remorsos. "Quando vejo uma pessoa reclamar que um ente querido morreu, pergunto: se tivesse ficado ao lado da esposa e dos filhos, isso teria acontecido?", acrescentou.

Parentes de desaparecidos, ex-presos políticos e a única sobrevivente da Casa da Morte, Inês Etienne Romeu, foram à sede do Arquivo Nacional para ouvir o oficial. Ele só aceitou falar diante da comissão e dos jornalistas.


Confrontado com nomes e fotos de vítimas, Malhães alegou que não conseguia reconhecê-los. Também se recusou a indicar colegas da repressão, com raras exceções.

Numa delas, disse ter recebido ordem do coronel Coelho Neto, então subchefe do CIE (Centro de Informações do Exército), para ocultar a ossada do ex-deputado Rubens Paiva, morto em 1971. Mas afirmou não ter executado a tarefa, contrariando o que disse recentemente aos jornais "O Dia" e "O Globo". Ele também apontou o coronel Cyro Guedes Etchegoyen, chefe de contrainformações do CIE, como comandante da Casa da Morte. "Mesmo com tantos anos de advocacia, me choquei com a descrição da mutilação de arcadas dentárias e digitais", disse o ex-ministro José Carlos Dias. "Eu não diria que ele foi corajoso. É um exibicionista, um sádico."

Lula mandou matar dois sindicalistas

Sobre a ascensão de Lula no sindicato, Malhães afirmou que o ex-presidente Lula teria sido o mandante do assassinato de dois sindicalistas:

Malhães - ...os meandros... é... é que você não viveu a experiência, mas há experiências fantásticas pra gente viver. Uma é no meio dos altos poderes aquisitivos. Você vai ver cada história que você caí duro para trás. E outra nos meandros políticos. O Lula mandou matar dois por ... (...)

CEV-RJ - O Lula mandou matar?

Malhães – Dois. Que na ordem de chegada pra ser presidente do sindicato estavam na frente dele.

CEV-RJ - Quem são, o senhor sabe os nomes?

Malhães – Não.

Malhães causou grande impacto ao comparecer, posteriormente, à Comissão Nacional da Verdade e prestar seu depoimento, disponibilizado em vídeo, na presença de jornalistas. A gravação da Comissão Estadual da Verdade não foi localizada.

A morte do coronel

O coronel foi encontrado morto em sua casa, no dia 25 de abril, após um suposto assalto. As circunstâncias do crime ainda estão sendo investigadas.

De acordo com Nadine Borges, membro da Comissão Estadual da Verdade do Rio que conversou com uma das filhas do militar, a casa de Malhães foi invadida por três homens. O coronel morava com a família na zona rural de Nova Iguaçu.

Segundo o relato, a mulher do coronel foi amarrada e ele, morto por asfixia. Todas as armas do militar foram roubadas. "A polícia tem que investigar a fundo esse crime. Tudo indica que é uma queima de arquivo", disse Borges. O presidente da Comissão Estadual da Verdade do Rio, Wadih Damous, também segue a mesma linha de Borges de que a morte do coronel tenha sido "queima de arquivo".

Se a hipótese de queima de arquivo pode realmente ser levantada, quem seriam os mandantes? Será que antigos oficiais do regime militar, ou pessoas ligadas ao ex-presidente Lula, que foi tão claramente acusado por Malhães, de ter mandado matar outros dois sindicalistas.


Confira abaixo o depoimento de Malhães




Fontes: Folha de São Paulo e Folha Popular

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

22 Comentários
Comentários
22 comentários:
  1. É claro que o Exército o matou. É um recado pros assassinos beneficiados pela Lei de Anistia, o que passou fica no passado, passa uma borracha que resolve todos os problemas trazidos pela Ditadura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O único que tinha motivos para isso era o Lula. Lembra-se da morte do Celso Daniel? e da morte do Toninho do PT? E do médico legista que analisou o corpo de Celso Daniel? E da morte do garçon da churrascaria que jantaram o Celso Daniel e o Sombra? e da morte do presidiário de Guarulhos, cuja fuga foi feita de helicóptero dias antes da morte do Celso Daniel? Porque o bigodudo Grinhald desapareceu de circulação depois de ter declarado que o PT estava satisfeito com as averiguações da polícia?? E tem muito mais coisas estranhas envolvendo o Lula e sua cambada de comunistas.

      Excluir
    2. Essa história está muito esquisita!
      Não li em nemhum jornal sobre essa declaração do coronel de que Lula mandou matar dois sindicalistas.
      Toda a mídia diz que há suspeita de queima de arquivo para preservar os militares da época e não o Lula.

      Excluir
  2. Ah parabéns pelo blog,tá cada dia melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que não tenha nada a ver, mas que é estranho, ahh isso é...rsrsr

      Obrigado pela participação Carol...

      Excluir
  3. Elson Antonio Gomes27 de junho de 2014 15:42

    Como sempre digo: não sou dono da razão!
    Posso estar totalmente equivocado, mas esta "Comissão da Verdade" fazia muito alvoroço no começo. Depois que apareceu este coronel dizendo o que todos tinham que ouvir, disse o podre dos dois lados, e acabou sendo calado, pois tem um lado que faz de tudo para ser santo e só vão aparecendo fatos de que não são, senti uma grande diminuição do alvoroço que tinha no começo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dois lados são sujos a sua maneira...e todos os culpados deveriam ser condenados...o que me incomoda na questão da ditadura é que todo mundo que não era a favor dos militares e todos que manifestavam essa contrariedade foram chamado de comunistas...não é bem assim...

      Esse coronel afirma que para obter informações era preciso torturar os caras e tals...mas as pessoas que acabavam presa sem serem culpados de nada...todos sabemos que erros acontecem...e certamente muito inocente acabou sofrendo com a tortura. E quantos não admitiram crimes apenas para que o sofrimento acabasse? Esse é o problema das atitude extremas...

      Mas eu concordo contigo Elson...de uns tempos para cá a comissão se acalmou bastante...

      Excluir
    2. Elson Antonio Gomes27 de junho de 2014 18:11

      Adm, o ser humano tem a necessidade de por estereótipos nas pessoas.

      Não vivi na época que ocorreu o chamado “golpe militar”, mas me interesso pela história do país que amo, então me tornei uma pessoa que escuta os dois lados com todo respeito e depois faço minhas pesquisas e tiro as minhas conclusões.
      Tentando resumir ao máximo estas conclusões que tirei (e que pode haver alguma mudança conforme vão surgindo fatos) é o seguinte:

      Iria haver um golpe no Brasil que por de trás das cortinas tinha a extinta União Soviética e Cuba apoiando. Já por detrás de outra cortina tinha os estadunidenses que não queriam que a União Soviética aumentasse seus aliados.

      Então antes do golpe apoiado pelos soviéticos, os estadunidenses apoiaram os militares que entraram no poder sem golpe como dizem. O que o deputado federal Jair Bolsonaro diz sobre o que aconteceu é verdade. E apesar de admirar algumas atitudes dele, eu fico com um pé atrás, pois para mim ele tem o interesse de formar mais um clã na política. Tanto que um filho dele é deputado estadual no Rio de Janeiro e o outro é vereador na capital fluminense. Mas o que ele diz dos militares entrarem no poder é verdade e está registrado.

      Por curiosidade, havia mais um interesse em golpe no Brasil. Uns católicos radicais queriam tomar o poder para transformar o Brasil num Vaticano. Isto também é fato.

      Como os planos dos simpatizantes dos chamados “comunistas” não deram certo, eles não desistiram e foram encarar os militares com suas guerrilhas. Mas como já disse em outro comentário: por mais que eles treinassem a guerrilha, os militares tinham muito mais suporte, sendo assim muito mais superiores. E sendo superiores, os guerrilheiros inferiores se deram mal.

      Agora os casos de torturas que existiram, que também é um fato, existem até hoje. Que houve inocentes e ainda há que vão presos e são torturados, também é um fato. Mas precisa ver se o inocente foi preso por engano ou por uma denuncia falsa para despistar a guerrilha. Eles fizeram e fazem muito isso.

      É que a educação que recebemos na escola pesou para um lado e precisa ver o outro. Os guerrilheiros não foram santos. Eles mataram, sequestraram, roubaram!

      Junta um grupo de amigos e monta uma guerrilha contra este governo atual e vê o que acontecem com vcs.

      Não estou protegendo os erros dos militares que foram muitos, mas também não devemos fingir que não vemos os erros dos guerrilheiros.

      E voltando ao estereótipo de “comunista”, o ser humano é assim. Tanto que meu estereótipo na minha família (que é grande e todos petistas) é “antipetista” só pq discordo com o andar da carruagem deste governo. Eu vejo o certo e o errado, tanto que nas eleições que ficaram o Collor e Lula para o segundo turno, votei no Lula, pois sabia que o Collor era pior que ele. Não sou adepto do voto nulo ou em branco.

      Mas citando o exemplo dos artistas em geral que não foram a favor do governo militar, eles protestaram e não foram estereotipados de “comunistas” e nem foram torturados. Somente os que fizeram besteira de pegar em armas e cometer crimes.

      E para aumentar ainda mais essa confusão de informações, “comunista” não existe, pois o comunismo não foi finalizado. O comunismo surgiu através de Karl Marx e ele não terminou sua teoria sobre o comunismo, sendo assim, teoricamente o comunismo não existe. E se não existe o comunismo, não existe o “comunista”. Fiquei duas semanas debatendo isso com um fanático marxista.

      Então meu amigo, no meu ponto de vista, deveria por uma pedra em cima desta “estória” que nunca chegará a ser uma “história” e seguir em frente. E infelizmente o ser humano tem esta mania de estereotipar todos. Por exemplo, para mim, vc e a Carollina que também comentou aparentam serem favoráveis ao PT. É um direito de vcs, mas para mim não significa que vcs dois são “comunistas”. Nada a ver!

      A única certeza é que todos nós somos falhos!

      Excluir
    3. Isso de os comunistas tomar o poder é uma das justificativas usadas pelo exército para dar o golpe militar. Muita gente apoia essa teoria, mas pode ter certeza que um número ainda maior afirma que isso foi apenas uma desculpa para o golpe...

      Excluir
    4. Uma coisa intrigante...Malhães defendeu a tortura como forma de obter informações. Até entendo e sei que pessoas foram e são torturadas até hj, mas isso está correto? Depende da opinião de cada um...e das circunstâncias...

      Do meu ponto de vista a parte em que o coronel fala de ocultação de cadáver, e que os cadáveres eram mutilados para não serem reconhecidos, isso prova que os militares não tinha provas para incriminar a essas pessoas que foram mortas. Se vc tem provas, vc prende, manda para um presídio...se o bandido resiste e numa ação de maior força por parte dos militares o bandido acaba morto, vc devolve o cadáver para a família...simples, afinal vc tem todas as provas para mostrar que essa pessoa era um bandido...mas quando se esconde a morte de alguém, e se faz de tudo para que o corpo desse indivíduo não seja reconhecido é porque aquela morte foi por motivo de força desnecessária contra um sujeito que ainda não tinha tido sua culpa comprovada...

      Não importa se militares brasileiros ou comunistas subissem ao poder, ambos os lados torariam o terror ...a questão é que muita gente sofreu e muita gente morreu, e como os militares esconderam corpos, provas, relatórios ninguém pode saber ao certo qual era a verdade...podemos fazer conjecturas a respeito disso ou daquilo de acordo com nossa pre disposição a acreditar em algum dos lados, mas não podemos afirmar nada...nem podemos afirmar que esse coronel do texto está falando a verdade, afinal são as palavras dele...o que impede ele de ter mentido?

      Onde estão as provas? Talvez enterradas em um buraco...

      Excluir
    5. Toda vez que aparece um texto falando da ditadura militar, aparece um monte de gente descendo o cacete nos militares e um monte defendendo eles...parecem de pensar de maneira tão obtusa.

      A questão é que as pessoas que agiram de má fé, ou com força demasiada e acabara matando ou torturando pessoas inocentes, devem pagar pelos seus atos...tal como eu pagaria, ou qualquer um de vcs...não acho justo culpar uma classe inteira pelo erro de alguns, assim como tb acho errada quando uma classe inteira defende um membro que errou apenas por defender um colega. Não é certo...quem errou que pague.

      Se um padre é pedófilo a igreja católica teria que ser a primeira a dar sua punição.

      Se um policial mata uma pessoa inocente em uma ação abusiva, a própria classe deveria iniciar o movimento para que esse membro fosse punido...

      O mesmo vale para médico, advogados, políticos, pastores...enfim para todos nós...

      Excluir
  4. o LULA sempre foi um bandido de primeira classe

    ResponderExcluir
  5. tanto de um lado como do outro qdo se trata de poder não importa .....EXECUTE a ordem CAPICCE, ISSO NÃO VAI ACABAR NUNCA....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente...em uma disputa por poder não existem mocinhos...todos são, de alguma forma, bandidos...

      Excluir
  6. Esse Lula é um PORCO, um sujeitinho abjeto, cínico, extremamente mau caráter. Disso para assino, não me surpreende nem um pouco. Deveriam matar esse desgraçado, mas isso só o transformaria em mito, haja vista o zé-povinho idiota deste "país", a grande massa, considerá-lo um herói nacional..... É por essas e outras que sinto NOJO e VERGONHA de ser brasileiro!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a Dilma "é uma pamonha mal amarrada"!

      Excluir
  7. estranho isso, faz parceria? www.incorretos.com

    ResponderExcluir
  8. aflição...o cara nao para de mastigar

    ResponderExcluir
  9. Alguém aí ta afim de formar um grupo de extermínio e acabar com alguns políticos?

    ResponderExcluir
  10. As canalhices do Lula não cabem neste post, quem quiser saber mais tem que ler os artigos do www.midiasemmascara.org pra começar a entender. Tem quilos de informação que a grande mídia esconde ou mascara pq tá na coleira do governo.

    ResponderExcluir
  11. NÃO ACREDITO NADA DO TEMA EXPOSTO...

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave