02/11/2014

Santinha Fátima: A menina milagreira de Campo Grande


Saudações galera atormentada. Hoje volto a contar com a ajuda de um leitor do blog na elaboração de uma postagem da série sobre “Histórias e Lendas brasileiras”. O bem feitor de hoje é o amigo Higor Duarte Sanabria, morador da cidade de Campo Grande – MS. O Higor nos enviou um material falando da história da Santinha Fátima, que aos 7 anos de idade acabou falecendo de maneira trágica, e atualmente seu túmulo é um dos mais visitados de Campo Grande.

A morte da menina santa

Fátima Aparecida Vieira estudava na escola particular Nossa Senhora Auxiliadora no bairro Jóquei Clube. No dia 19 de maio de 1979, a professora de sua sala pediu para que os alunos acendessem uma vela em casa. A vela seria destinada a Nossa Senhora Aparecida, como forma de solicitar uma boa nota em uma prova.

Já em sua casa, Fátima entrou em seu quarto trancou a porta, e acendeu a vela no chão. Depois de acesa, a labareda do fogo, acidentalmente, queimou seu vestidinho. Assustada, a menina começou a chamar pela mãe, dona Nair Maria de Jesus, hoje com 80 anos.

Ela pediu para que sua filha, que estava trancada, jogasse a chave por debaixo da porta. Após ela fazer o que a mãe pediu, dona Nair abriu a porta e se deparou com a menina com queimaduras e o vestido colado ao corpo devido ao fogo.

Fátima foi levada à Santa Casa de Campo Grande, onde veio a falecer no dia 22 de maio daquele ano. “No dia em que ela faleceu, estava aparentemente normal, deu uma melhora boa e depois faleceu”, relata Paulo Eduardo Vieira, 54, irmão de Fátima.

Devoção a Santinha Fátima

Todos os anos o túmulo da pequena Fátima, no cemitério Santo Amaro, em Campo Grande (MS), é um dos mais visitados durante o dia dos Finados. Os devotos acreditam que a água que brota no local seja milagrosa.


Ao redor da cova, muitas pessoas se aglomeram, acendem vela, deixam recados em pedaços de papel, rezam, se emocionam e bebem a água que mina da terra. Pouco tempo depois de enterrada, uma mina d’água foi descoberta próximo à cova de Fátima.

Na época, acreditava-se que a água era um milagre e um sinal de que Fátima poderia interceder por aqueles que a buscassem. Algum tempo depois, três jarros foram instalados ao lado do mausoléu e pessoas fazem filas para pegar um copo ou garrafa da água considerada milagrosa. Como a quantidade é pouca, as pessoas misturam essa água com a de torneira para beber ou levá-la em garrafas plásticas a parentes doentes.


A dona de casa Nailde do Amaral, por exemplo, disse que a sua filha só se curou de uma bronquite depois que bebeu a água do túmulo. “A minha filha estava desenganada pelos médicos.”

“Passei a água na perna, estou me sentindo bem melhor, eu tenho problema, olha aqui agora está até desinchando, posso até pular”, mostra a faxineira Solange Maria, 58.

“Venho aqui há 19 anos. Todos os dias de Finado eu venho tomo a água e faço um pedido, é uma benção”, falou Edson dos Santos, 36, autônomo.

“Acredito nos milagres da santinha, venho aqui há 15 anos e tenho graças alcançadas”, disse Nelza Leite, 67.

“Lá em casa existe sacos e sacos de cartas de agradecimento à Fátima”, disse o irmão da menina, Paulo Eduardo Vieira. “Existem casos incríveis até de pessoas que voltaram a andar”, acrescentou Paulo.


Embora nenhuma análise tenha sido realizada na água, a administração do cemitério afirma que a água é própria para o consumo, mas segundo especialistas a água que brota do subsolo nesse tipo de terreno (cemitérios), costuma ser imprópria para o consumo, pois geralmente ela é contaminada por causa da decomposição de cadáveres.

Agradecimentos especiais ao amigo Higor Duarte Sanabria pela dica.
Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

4 Comentários
Comentários
4 comentários:
  1. Minha Cidade, passei por esse mausoléu hj só de curiosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!!!
      Se vc ver esta resposta, será se vc poderia contar como estava e sua sensação.

      Excluir
    2. Esse é o lance bacana dessas postagens que falam desses assuntos ao redor do Brasil...volta e meia uma postagem fala de algum evento, ou lugar, próximo da onde a gente mora...Essa participação da galera é muito legal...

      Excluir
  2. Deus me livre, tomar água que vem de cemitério... Que loucura, isso é anti-higiênico ��

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave