18/01/2015

A ilha dos Vampiros (Documentário)


Os vampiros são algumas das criaturas místicas mais famosas do mundo, seja pela sua grande representatividade no cinema e na literatura, como também em diferentes mitos em diferentes, e improváveis, lugares do nosso planeta. Nos primeiros meses de vida do blog Noite Sinistra dediquei aos vampiros uma série especial, onde eram abordadas diversas lendas ao redor do mundo que falavam desses seres (clique AQUI e confira algumas dessas 16 matérias).

Hoje compartilho com vocês um documentários produzido pelo History Channel sobre "A ilha dos vampiros", onde algumas relatos bem interessantes são apresentados a respeito desse assunto.

A lenda sobre criaturas que se alimentam de sangue humano vem se mantendo na imaginação coletiva por gerações. Mistérios sobre mortos-vivos que se levantam de seus caixões para nos aterrorizar e beber nosso sangue fazem parte das histórias que vemos no cinema e que lemos nos romances. Mas um grupo de arqueólogos e cientistas forenses reconhecidos colocou em evidência o fato de que esta lenda pode ser verdadeira. Da Inglaterra à Romênia e até uma ilha misteriosa na Grécia, vamos seguir a pista de um mistério que até hoje continua despertando terror.

Vampiro é um ser mitológico ou folclórico que sobrevive alimentando-se da essência vital de criaturas vivas (geralmente sob a forma de sangue), independentemente de ser um morto-vivo ou uma pessoa viva. Embora entidades vampíricas tenham sido registradas em várias culturas, possivelmente em tempos tão recuados como a pré-história, o termo vampiro apenas se tornou popular no início do século XIX, após um influxo de superstições vampíricas na Europa Ocidental, vindas de áreas onde lendas sobre vampiros eram frequentes, como os Balcãs e a Europa Oriental, embora variantes locais sejam também conhecidas por outras designações, como vrykolakas na Grécia e strigoi na Romênia. Este aumento das superstições vampíricas na Europa levou a uma histeria colectiva, resultando em alguns casos na perfuração de cadáveres com estacas e acusações de vampirismo.

Embora mesmo os vampiros do folclore balcânico e da Europa Oriental possuam um vasto leque de aparências físicas, variando de quase humanos até corpos em avançado estado de decomposição, foi em 1819, com o sucesso do romance de John Polidori The Vampyre, que se estabeleceu o arquétipo do vampiro carismático e sofisticado; este pode ser considerado a mais influente obra sobre vampiros do início do século XIX, inspirando obras como Varney the Vampire e eventualmente Drácula.

É, no entanto, o romance de 1897 de Bram Stoker, Drácula, que perdura como a quinta essência da literatura sobre vampiros, e que gerou a base da moderna ficção sobre o tema. Drácula inspirou-se em mitologias anteriores sobre lobisomens e outros demônios lendários semelhantes, e "deu voz às ansiedades de uma era", e aos "medos do patriarcado vitoriano". O sucesso deste livro deu origem a um gênero distinto de vampiro, ainda popular no século XXI, com livros, filmes, jogos de vídeo e programas de televisão.


Clique AQUI e assista ao vídeo.

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

1 Comentários
Comentários
Um comentário:

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave