10/06/2015

Andrew Basiago e os experimentos de Teletransporte para Marte


Saudações amigos e amigas. Hoje publicaremos uma matéria que nos foi indicada pelo amigo João Paulo Farias, sobre Andrew Basiago e suas alegações a respeito de um projeto secreto da CIA do qual ele teria participado ainda quando criança.

Andrew D. Basiago nasceu em 18 de setembro de 1961 em Morristown, New Jersey, o caçula de cinco filhos, e cresceu no norte de New Jersey e Califórnia do Sul.

Andrew afirma ter sido uma criança "Indigo" com habilidades especiais, incluindo a capacidade de usar sua mente para levitar objetos pequenos e de ter a capacidade de ler a mente dos outros, assim como telepatia.


Basiago era um advogado de Vancouver e tinha, aparentemente, uma boa reputação no seu meio de atuação, mas atualmente ele é mais conhecido por suas palestras a respeito de Teletransporte, viagem no tempo e vida em Marte.

Basiago é um importante membro de um grupo chamado "Projeto Pegasus" (clique AQUI para conhecer o site deles). Ele afirma ser “o descobridor de vida em Marte” e afirma ser uma das duas pessoas da Terra com “nível planetário”.

O Projeto Pegasus é composto por um grupo de pessoas empenhadas em negociar com o governo - especialmente o norte americano - tendo em vista a liberação de segredos de teletransporte e viagem no tempo. Segundo os integrantes do Projeto Pegasus, a liberação de tais informações poderia trazer grande benefício para a humanidade. O grupo recebe esse nome, pois, segundo Basiago, Pegasus era o nome do projeto secreto da CIA do qual ele fez parte quando criança, e que era destinado ao teletransporte. O projeto Pegasus seria realizado paralelamente com o Projeto Filadélfia.

O início das revelações de Basiago

A partir de 2008 Basiago começa a enviar trabalhos para a National Geographic Society a respeito de alienígenas, edifícios, florestas e animais que ele afirmava ver em fotografias borradas registradas pela Mars Rover, que inciou suas operações em Marte em 2004. Esses trabalhos de Basiago nunca foram publicados pela National Geographic Society.


Em 2010 Basiago se lembrou que quando criança havia feito parte de um programa secreto, no qual eram feitas experiências com viagens no tempo e com teletransporte. As experiências teriam sido realizadas pela DARPA (Agência de Defesa para Projetos de Pesquisa Avançados) no início da década de 70. Andrew Basiago teria feito parte desse projeto graças as suas capacidades telepáticas.

Algumas fontes afirmam que Basiago conseguiu se lembrar de tais fatos da sua infância após ser levado por familiares a psicólogos e ter sido submetido a regressão por meio de hipnose. Ao final do período em que fez parte de tais experimentos, Basiago teria tido suas lembranças apagadas para que ele não revelasse o conteúdo dos experimentos.

Experimentos DARPA

A espionagem existe e não é de hoje. O que muitos não sabem é que as centrais de inteligência ficam de olho em muito mais projetos de outros países além de meros armamentos bélicos ou sistemas de rastreamento. Por exemplo, a DARPA esteve de olho no avanço do controle de atividades paranormais na antiga União Soviética.


O relatório de uma observação efetuado em 1973 indicou avanços soviéticos nos campos da telepatia, telecinésia, precognição e percepção dermo-óptica. As conclusões desse levantamento apontavam que, se esses fenômenos pudessem ser comprovados, a URSS estaria muito à frente dos EUA em relação a estudos orientados para a compreensão biológica e psicológica de suas tropas.

A agência teria gastado milhões de dólares para identificar e recrutar telepatas com o intuito de conduzir “espionagens remotas”. Porém, não se sabe ao certo quanto foi gastado e não existem registros da eficácia dos métodos adotados. Aparentemente, os investimentos não tiveram o retorno desejado. Aparentemente.

Basiago afirmou que graças as suas capacidades telepáticas e telecinética, ele teria sido um participante, quando criança, em um programa secreto DARPA, relacionado com experiências de viagens no tempo e teletransporte no início de 1970. As tecnologias usadas nesse projeto teriam sido desenvolvidas por Nikola Tesla.


Exploração de Marte

Basiago afirma ter viajado um milhão anos para o passado, além de ter estado no futuro, por volta do ano de 2045. Ele tem revelado detalhes, e tudo que eles faziam, em inúmeras entrevistas ao longo dos últimos anos.


Na foto acima, Andrew Basagio diz ser o menino no centro da foto olhando para a esquerda, e que a mesma foi tirada em Gettysburg, em 1863. (comprovando sua teoria de viagem no tempo).


E Basiago chegou a afirmar que foi teletransportado para Marte na década de 1980 como um embaixador da Terra junto a civilização marciana. Isso pode soar estranho porque, quando ele tentou publicar seu artigo a National Geographic, ele disse ter descoberto vida em Marte.

Leia Mais: Os mistérios sobre a existência de vida em Marte


Junto com William B. Stillings, um companheiro de Basiago, ele afirmou que o presidente Barack Obama chegou a viajar para Marte e viver lá por algum tempo sob o apelido de “Barry Soetoro”.

Basiago e Stillings dizem que conheceram Obama em Marte, e que o governo agora está encobrindo a viagem do presidente. Obama teria sido um dos 10 jovens selecionados para se teletransportar secretamente para Marte.

Oficialmente, a Casa Branca diz que Obama nunca foi para Marte. “Só se ele foi assistindo Marvin, o Marciano”, disse, ironicamente, Tommy Vietor, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional.

Basiago anunciou sua candidatura para a eleição presidencial dos EUA em 2016, sob o slogan de: "Andy 2016 - A Hora da Verdade."


Agradecimentos ao amigo João Paulo Farias pela dica.

Fontes: Wikipedia, Arquivo UFO e Projeto Pegasus

Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...


Compartilhe nossas postagens

0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave