21/10/2013

Método de Execução: Ebulição


Olá meus caros amigos e amigas. Desde o mês de Agosto, quando o blog Noite Sinistra comemorou seu primeiro ano de vida, todas as segundas feiras vem ao ar uma postagem da segunda temporada da série que fala de antigos métodos de execução, e hoje não será diferente. O método que os amigos e amigas poderão conferir hoje foi usada não apenas como método de execução, mas também empregado como método de tortura.

Como funcionava a execução por Ebulição

Esta horrível forma de execução, que também era conhecida como "Cozido Vivo", era levada a cabo com a ajuda de um enorme caldeirão que poderia estar cheio de água, azeite ou mesmo sebo.

A vítima seria então introduzida no caldeirão que seria depois aquecido com a ajuda de uma enorme fogueira.

Um método alternativo seria a utilização de um recipiente mais raso e menos profundo que o caldeirão. Estando a vítima parcialmente imersa, esta seria literalmente frita em lume brando até à morte.

Há muitas evidências de que ela foi praticada ao longo da história humana. Arqueólogos encontraram ossos humanos em panelas e fornos na China, que foram encontrados em cerca de 500 mil anos de idade.

Na Inglaterra, no ano de 1500 este era o método legal de punição. A vítima era jogada em água fervente, óleo ou alcatrão até serem mortas. Imagine o terror do prisioneiro ao ver que esse seria o seu terrível destino, afinal seria submetido a um método lento e terrivelmente doloroso de execução.

Método de Ebulição usado como tortura

A ebulição também foi usada como método de tortura como já foi mencionado anteriormente. Nesse caso o interrogado era colocado dentro da grande e macabra panela, com água até o pescoço e a panela posicionada sobre o fogo, tal como na execução. A temperatura subia lentamente, oque permitia aos interrogadores fazerem suas perguntas e seu jogo psicológico com o interrogado. Esse processo causava terríveis dores no interrogado, que geralmente saia dessa tortura com graves queimaduras, tanto na pele, como queimaduras internas por respirar os vapores quentes. Em alguns casos ervas eram adicionadas na grande panela, afim de exalarem aromas fétidos quando a água começasse a esquentar, tornando ainda mais insuportável essa tortura.
9 Comentários
Comentários
9 comentários:
  1. Respostas
    1. Ta agendada para daqui a duas semanas...rsrsrsr

      Agradecido pela dica...

      Excluir
  2. Kcimba esse foi um dos piores métodos q li... Um simples fato de um pouco de café quente caindo na pele já é de uma dor, nem consigo imaginar o desespero e a dor desses infelizes q sofreram essa tortura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente...quando o assunto é fogo mesmo que seja o menor contato é terrivelmente doloroso...

      Semana que vem o método terá tudo haver com fogo...mas não se enganem, o método não será a morte na fogueira como todos nós conhecemos...

      Excluir
  3. gravata colombiana e um metodo digamos ''legal'' para postar aki no blog., blog muito bom o seu

    ResponderExcluir
  4. Meu caro amigo Nando...
    tu sabe qual é aquele método onde era feita introdução via oral de bolinhas de ferro incandescentes...?
    abraços cara... ⌒.⌒

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desconheço esse método manolo...onde vc ouviu falar dele?

      Excluir
    2. Rapaz... Eu vi por ai...kkk
      não lembro muito bem, talvez na tv...

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave