30/08/2014

Ameba mortal que devora cérebros contamina água nos EUA


Uma ameba destruidora de cérebros foi encontrada nesta quinta-feira, no sistema de água de Louisiana, nos Estados Unidos. As informações são do NBC News.

As infecções com a ameba - conhecida como Naegleria fowleri, pelos cientistas - são raras, mas quase sempre mortais. Entre os anos de 1962 e 2014, apenas 132 pessoas foram infectadas. Destes, só três sobreviveram.

Segundo a publicação, embora nenhuma infecção tenha sido registrada nos últimos dias, o animal unicelular foi encontrado no sistema que atende as mais de 12 mil pessoas que moram nos municípios de Reserve, St. John e Garyville.

As autoridades de Louisiana dizem que a água está sendo tratada com cloro e é segura para beber. No entanto, a passagem da água pela cavidade nasal ainda representa um perigo. "O mais importante é evitar que a água entre pelo seu nariz durante o banho ou ao nadar em uma piscina", disse o oficial de saúde, Jimmy Guidry.

Especialistas alertam que a ameba - que se alimenta do tecido cerebral - se reproduz em água morna. Portanto, uma piscina gelada ou um banho frio podem ajudar a evitar a infecção.

Fonte: Terra

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

2 Comentários
Comentários
2 comentários:
  1. Caramba justamenta na água! Sinistro.....Brow eu mencionei sobre uma droga chamada krokodil você deu uma pesquisada? Vai dar uma boa postagem.

    ResponderExcluir
  2. Elson Antonio Gomes1 de setembro de 2014 16:43

    Para um povo que a grande maioria não sabe onde fica o Iraque e pensam que a capital do Brasil é Buenos Aires, creio que não haja perigo com esta ameba, pois ela não terá muito o que comer.

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave