28/08/2014

Doutrina Falun Dafa

Símbolo da doutrina Falun Dafa.
O símbolo acima é muitas vezes
ligado ao nazismo, mas na cultura
oriental ele tem apenas
representação religiosa.
Saudações galera atormentada. Como já aconteceu em outras ocasiões aqui no blog Noite Sinistra, hoje publico um texto que servirá de referência teórica para um texto posterior, ou seja, o assunto do texto abaixo é importante para um texto que virá a seguir. Mais abaixo falaremos de uma doutrina chinesa que visa o equilíbrio de mente e corpo.

Falun Dafa, também conhecido como Falun Gong, é uma prática avançada de cultivo de mente e corpo, composta de cinco exercícios de qigong (chi kung), sendo quatro em pé e um sentado em meditação.

Qigong se refere ao trabalho ou exercício de cultivo da energia. Estes exercícios têm a finalidade de estimular e promover uma melhor circulação de energia Chi (energia vital) no corpo.

Praticantes desenvolvem fortes valores morais e buscam se assimilar à natureza do Universo através da aplicação dos princípios verdade, benevolência e tolerância (Zhen-Shan-Ren) em suas vidas.

Tornado público pela primeira vez em 1992, na Republica Popular da China, pelo mestre Li Hongzhi, Falun Dafa popularizou-se rapidamente devido aos grandes benefícios proporcionados à saúde mental e física das pessoas, além do fortalecimento do caráter moral, alcançando em apenas cinco anos mais de 70 milhões de praticantes só na China, segundo pesquisas estatísticas do próprio governo.

Atualmente Falun Dafa é praticado em mais de 80 países, por mais de 100 milhões de pessoas, e estima-se que este número continua crescendo rapidamente, porém não existem registros oficiais.

Possui uma vasta literatura composta de diversos livros e conferências de autoria do Sr. Li Hongzhi. Os principais livros já foram traduzidos para mais de quarenta idiomas, disponíveis gratuitamente para download, além de materiais audiovisuais, possibilitando o aprendizado autodidático.


Sem adotar formas religiosas, como rituais, adorações, hierarquia e preceitos, a classificação do Falun Dafa se torna difícil nas culturas ocidentais, pois apesar de o objetivo final dos praticantes de Falun Dafa ser atingir a Iluminação, ou perfeição espiritual, que é o mesmo objetivo de outras religiões orientais como o Budismo e o Taoismo, esta prática de cultivo interno não pode ser classificada como uma religião ou culto.

De acordo com a tradição Chinesa o Sr. Li Hongzhi é respeitosamente referido como "Mestre" ou "Professor", porém não aceita tratamento especial ou doações financeiras dos estudantes de Falun Dafa. Ele assegurou que a prática esteja disponível para todas as pessoas, e sem nenhum termo ou condição. Por sua contribuição para a Humanidade, Li Hongzhi recebeu mais de 1.000 honrarias e prêmios oficiais e fora indicado quatro vezes ao Nobel da Paz.

Histórico

Falun Gong, uma prática que tem beneficiado 100 milhões de pessoas em mais de 80 países.

Falun Gong é uma antiga forma de qigong. Qigong, o que se traduz como "exercício de cultivo", é o termo genérico para as práticas de refinamento da mente e do corpo através de exercícios físicos e mentais especiais. Ao longo da história da China e em algumas outras partes do mundo, muitas escolas de qigong têm existido, cada uma com suas características e ênfase próprias. Algumas escolas têm tomado uma forma de religião, algumas têm sido transmitidas de um mestre para apenas alguns poucos discípulos, e alguns têm tomado a forma de exercícios populares. Tai-chi e alguns ramos de yoga são exemplos de exercícios populares, ao mesmo tempo em que o budismo e o taoísmo podem ser considerados formas religiosas de qigong, com os primeiros enfatizando o cultivo da mente e a meditação e os últimos prestando uma atenção particular ao refinamento do corpo através de exercícios únicos.

Falun Gong distingue-se das outras práticas de qigong por enfatizar ambos, o cultivo da mente e o refinamento do corpo. O Sr. Li Hongzhi, fundador do Falun Gong, ensina aos seus alunos que para atingir-se uma total melhora de saúde deve-se primeiramente ser uma boa pessoa, de alto caráter moral. Ao seguir os princípios do Falun Gong "Verdade-Benevolência-Tolerância" os praticantes dedicam-se ao cultivo do seu eu interior e da melhoria da sua qualidade mental e moral. Isso, combinado com cinco conjuntos de exercícios suaves e de eficácia comprovada na melhoria da saúde, permitiu que os praticantes conseguissem alcançar um propósito de vida, moralidade, melhoria da saúde e paz interior. Em 1999 Falun Gong havia se tornado um fenômeno global de mais de 100 milhões de praticantes em mais de 80 países, apenas sete anos após a sua introdução ao público.

Hostilidades do governo chinês

Os benefícios da prática do Falun Gong para a sociedade e para as pessoas foram originalmente reconhecidos e elogiados por vários níveis do governo chinês. De fato, as considerações positivas das autoridades haviam facilitado a propagação do Falun Gong, no início dos anos 1990. Os meios de comunicação, controlados pelo estado (incluindo jornais nacionais e locais, canais de TV e estações de rádio), frequentemente cobriam as atividades e os benefícios da prática do Falun Gong.

A crescente popularidade do Falun Gong, porém, foi tida como demasiada para alguns funcionários importantes dentro do governo chinês. Assim de 1994 à 1996 iniciou-se uma campanha difamatória contra os praticantes do Falun Dafa. Em 1996 a prática havia sido proibida em toda a China, e os livros foram recolhidos e queimados. Em 1997 iniciou-se uma dura perseguição policial contra os praticantes mais influentes dessa arte.


Certos blocos de poderes dentro do governo chinês aumentaram gradualmente a sua perseguição traiçoeira até ataques ostensivos. Em 23 de abril de 1999, em plena luz do dia, forças policiais armadas na cidade de Tianjin violentamente agrediram centenas de praticantes de Falun Gong e arbitrariamente detiveram 45 deles.

Muitas pessoas acabaram detidas e enviadas para campos de trabalhos forçados e de reeducação social na China.

Fonte: Wikipédia

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

3 Comentários
Comentários
3 comentários:
  1. Elson Antonio Gomes28 de agosto de 2014 12:58

    Então tá!
    Comento quando vier o próximo texto.

    ResponderExcluir
  2. Muitos pessoas confundem com a suástica do nazismo pois são idênticas, mas essa está invertida. Esse simbolo ainda causa medo nas pessoas......Não entendi qual foi a intenção do governo em tentar parar essa pratica. Estou aguardando o proximo texto *-*

    ResponderExcluir
  3. Não sei se vcs perceberam mas tudo que é benéfico pra humanidade é duramente perseguidos em alguns casos, creio eu que tal repressão seja pq os governos tem medo das pessoas terem seu próprio livre arbítrio não mais serem enganadas pelos seus sistemas, violência nunca trouxe evolução e nunca trará para humanidade

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave