10/09/2014

Segundo a OMS uma pessoa se suicida a cada 40 segundos


Saudações amigos e amigas. Hoje, dia 10 de setembro, é o dia mundial de combate ao Suicídio. Tendo em vista a importância desse dia, resolvi trazer para vocês uma matéria publicada pela BBC Brasil, onde podemos ver um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado na última quinta feira (04-09-14), que aponta que uma pessoa se suicida a cada 40 segundos no mundo.

O documento, que reúne dados compilados em dez anos de pesquisas sobre o suicidio ao redor do mundo, descreve a questão como um grave problema de saúde pública, frequentemente cercado de tabus, que precisa ser enfrentado pelas autoridades.

A OMS estima que 800 mil pessoas se suicidam por ano em todo o planeta. Essa é a segunda maior causa de morte em pessoas entre 15 e 29 anos, enquanto que os mais de 70 anos são aqueles que mais frequentemente se tornam suicidas

Apesar disso, apenas 28 países têm uma estratégia nacional de prevenção de suicídios.

Por meio de nota, o Governo Federal informou à BBC Brasil que é o Brasil dos países que conta com uma política nacional nesse sentido, oferecendo "acompanhamento psicológico e psicoterápico, incluindo terapia ocupacional, bem como assistência psiquiátrica hospitalar".
Nas escolas

A organização diz o estigma social associado a desordens mentais impede pessoas de buscar ajuda e, em último caso, acaba levando muitas pessoas a atentar contra a própria vida.

Por isso, a OMS está pedindo que os diferentes países ofereçam mais apoio às pessoas que já tentaram alguma vez se matar e que, por isso, fazem parte de um grupo de maior risco.

A meta estabelecida pela organização é reduzir, em 10%, a taxa de suicídio mundial até 2020.

No relatório, a OMS também ataca a mídia, dizendo que publicar notícias com detalhes sobre suicídios estimula outras pessoas a também tentar se matar. Isso teria acontecido recentemente com a cobertura do suicídio do ator hollywoodiano Robin Williams.

Outro ponto levantado pela organização é a necessidade de limitar o acesso das pessoas a armas de fogo e produtos químicos letais.

“Não importa qual é a política adotada pelo país em termos de prevenção ao suicídio, medidas efetivas podem ser tomadas, mesmo que seja em nível local e em pequena escala”, diz Alexandra Fleischmann, cientista do departamento de saúde mental de abuso de substâncias da OMS.

Ativistas ressaltam também a necessidade de falar mais sobre o assunto nas escolas.

“Eu acho que é necessário haver mais conscientização pública sobre o suicídio e sobre como abordar as pessoas que podem estar tendo pensamentos e sensações suicidas”, diz Jonny Benjamim, um ativista britânico que participa de campanhas contra o suicídio na Grã-Bretanha.

“Muito poucos de nós sabe como reagir quando se depara com uma pessoa que pode estar em risco.”

“Eu acho que é preciso haver muito mais conscientização pública e muito mais educação nas escolas também, já que as estatísticas mostram que os jovens estão sujeitos a um risco particularmente alto de acabar com suas próprias vidas”, completou.

Fonte: BBC Brasil

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

4 Comentários
Comentários
4 comentários:
  1. Elson Antonio Gomes10 de setembro de 2014 14:35

    Suicídio é um assunto muito complexo e sério.

    O que a OMS diz para mim não é de muita garantia. Ela faz parte da ONU e o que a ONU faz de interessante?

    Mas que temos um alto índice de suicídios no mundo, isso temos. E o pior é que a tendência é só de aumentar. Pois uma coisa que anda junto ao suicídio é a depressão e esta maldita doença que ninguém praticamente entende, está se tornando um dos principais males que atinge o ser humano hoje. E para quem já estiver um pouco adiantado, afeta outros animais também.

    O texto postado pelo ‘Adm’ diz que a maioria dos suicidas está na faixa de idade escolar. Isto mostra que o famoso “bullying” está por de trás desta situação. Porem o que vou escrever aqui, muitos podem discordar, mas além do “bullying” que é o que a maioria vê, está também à parte política de uma nação, que é que pouquíssimos veem.

    E estou falando de política e não de nenhum partido político em si. Gostaria de deixar isto muito claro, pois brasileiro mistura tudo, e apesar de eu também ser brasileiro, tento não seguir esta corrente. Sei ver muito bem a diferença de quando se fala de política e de partido político.

    Vou citar o que acontece comigo como um exemplo rápido: mais de 10 anos eu reclamo de um “Buffet” infantil na frente da minha residência. Em todo este tempo eu respeitei e respeito o direito do dono do estabelecimento ter o seu direito de tê-lo. Nunca pedi para fechar. Primeiro fui no Poder Executivo para pedir para eles abaixarem o som, pois não sou obrigado a escutar o que não quero e nem sou obrigado a ficar acordado por barulho dos outros. Sem resposta.
    Fui reclamar no Poder Legislativo, pois uma das funções deste Poder é fiscalizar o Executivo. Também pedi somente para que o som fosse baixado. Sem resposta.
    Fui para o Poder Judiciário e mostrei tudo o que o estabelecimento tinha de errado. O que estava fora das Leis. Sem resposta.
    Tive que procurar um médico para poder tomar calmante, pois o descaso político está afetando minha saúde física e mental.
    Isto está me levando a procurar o maior descanso que uma pessoa pode ter (depende da crença da pessoa), que para mim é a morte. Estou correndo o risco de me suicidar não por causa de “bullying” ou depressão, mas pelo descaso político que acontece em nosso país.

    ResponderExcluir
  2. realmente o descaso é um dos piores fatores que levam ao suicídio, não só o político, mas todo um descaso da sociedade que em vez de incluir, excluir. Simplesmente joga um tapete por cima e fica pisoteando.
    No dia que as pessoas, de todos os tipos e raças, aprenderem a respeitar o próximo, seu espaço, sua crença e sua cultura, os níveis de suicídio serão reduzidos a nulos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elson Antonio Gomes10 de setembro de 2014 15:13

      Com toda certeza 'Anna'!
      Disse tudo!

      Excluir
  3. Suicídio!!! Totalmente a favor!

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave