07/11/2014

James Holmes: O atirador do cinema em Aurora


Saudações meus amigos e minhas amigas. Hoje falaremos de James Eagan Holmes, que foi o autor do massacre no cinema Century, na cidade de Aurora, Colorado – EUA. O ataque aconteceu no dia 20 de julho de 2012, data de estreia do filme do Batman, “The Dark Knight Rises”. James foi capturado ainda no estacionamento do cinema e não resistiu a prisão. Ele acabou confessando que atirou contra a plateia que estava no local para acompanhar a estreia do terceiro filme do Batman.


Vida pessoal

James Eagan Holmes nasceu em 13 de dezembro de 1987, em San Diego, Califórnia. Seu pai é um matemático e um cientista com formação pela Universidade de Stanford, UCLA e UC Berkeley e sua mãe é uma enfermeira. Ele tem uma irmã. Holmes foi criado em Castroville, Califórnia, onde frequentou a escola primária. Na escola Holmes era um conhecido praticante de esportes. Ele participou de uma igreja luterana local juntamente com sua família, de acordo com o pastor da igreja.


Em Aurora, Holmes viveu em um apartamento de um quarto na Paris Street. O edifício era uma espécie de casa de estudantes, onde Holmes vivia com outros jovens estudantes, a maioria deles alunos de cursos relacionados com a área da saúde.

Educação e carreira

Em 2006, Holmes trabalhou como estagiário no Instituto Salk para Estudos Biológicos, onde ele foi designado para escrever código de computador para uma experiência. Holmes, que foi descrito por seu supervisor como teimoso, taciturno e socialmente inepto, apresentou o seu projeto para os outros estagiários no final do estágio, mas nunca concluiu.

Leia Mais: Quadrinho do Batman de 1986 teria previsto massacre no cinema em 2012


Holmes escreveu sobre suas experiências no Instituto Salk, em um ensaio de aplicação da faculdade: "Eu tinha pouca experiência em programação de computadores e o trabalho foi um desafio, no entanto, me ensinou a programar em Flash e, em seguida, construir um modelo de calibração.... a conclusão do projeto e apresentar meu modelo no final do estágio, foi emocionante."


Após se formar na Westview High School na comunidade Torrey Highlands de San Diego em 2006, Holmes estudou na Universidade da Califórnia, em Riverside (UCR) e, em 2010, recebeu seu diploma de graduação em neurociência com as mais altas honras. Ele era membro de várias sociedades de honra, incluindo Phi Beta Kappa e Golden Key. De acordo com cartas de recomendação da UCR apresentada à Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (UIUC), Holmes se formou no top 1% de sua classe com um GPA 3.949. A UCR também descreveu Holmes como "um líder muito eficaz 'e uma pessoa que" tem um papel ativo em sua educação, e traz uma grande quantidade de maturidade intelectual e emocional para a sala de aula".


Em 2008, Holmes trabalhou como um conselheiro em um acampamento de verão em Glendale, Califórnia, que atendia crianças carentes com idades entre 7-14. Lá, ele foi responsável por 10 crianças e não tinha problemas disciplinares.


Em junho de 2011, Holmes se matriculou para um Ph.D. estudante em neurociência na Universidade do Colorado, no Campus em Aurora. Ele recebeu uma doação de 21.600 dólares dos Institutos Nacionais de Saúde, de acordo com registros da agência, que foi desembolsado em parcelas a partir de julho de 2011 a junho de 2012 Holmes também recebeu uma bolsa de $ 5,000 da Universidade de Colorado. Embora Holmes recebeu uma carta de aceitação para UIUC, onde foi oferecida uma bolsa $ 22.600 e ensino gratuito, ele recusou a oferta, sem especificar a razão.


Em 2012, seu desempenho escolar diminuiu. A universidade não estava planejando expulsá-lo, no entanto, Holmes estava em processo de retirada da universidade. Poucas semanas antes de executar o massacre no cinema em Aurora, Holmes havia falhado em um importante exame oral da universidade.

Se preparando para o ataque

Num período de 4 meses anteriores ao ataque, Holmes passou a comprar e estocar munição pela internet. Ele também passou a comprar armas, se preparando para o que estava por vir.

Em 22 de maio de 2012, Holmes comprou uma pistola Glock 22 em uma loja de Gander Mountain, em Aurora, e seis dias depois comprou uma espingarda Remington Modelo 870 em um Bass Pro Shops em Denver.

Em 7 de junho, poucas horas depois de ter falhado o exame oral na universidade, ele comprou um rifle semi automático Smith & Wesson M & P15, e uma segunda pistola Glock 22. Todas as armas foram compradas legalmente.

Em 25 de junho, menos de um mês antes do tiroteio, Holmes havia enviado um pedido para participar de um clube de tiro em Byers, Colorado. O proprietário, Glenn Rotkovich, chamou-o várias vezes ao longo dos dias seguintes, para que ele participasse de uma orientação obrigatória, mas não conseguiu contato com Holmes, sua ligações acabavam indo parar na secretária eletrônica. Rotkovich descreveu a mensagem do correio de voz de Holmes como "bizarro, esquisito", "gutural, falou com uma voz profunda, incoerente e desconexo".

Em 2 de julho, ele fez um pedido para a compra de um colete de assalto Blackhawk Urban em uma loja on-line.

Ataque ao cinema Century

No dia 20 de julho de 2012, Holmes invadiu o cinema usando uma mascara de gás. Ele disparou contra a plateia e usou gás contra os mesmos. Testemunhas do massacre contaram que o atirador não falou uma única palavra antes de realizar os disparos, e que se manteve calmo durante todo o tempo. No ataque ele matou 12 pessoas e feriu entre 40 e 70 pessoas (diferentes fontes apresentam diferentes dados para o número de feridos).


Holmes foi encontrado pela polícia pouco tempo depois, no estacionamento atrás do cinema. Os oficiais afirmaram ter recuperado várias armas de dentro do carro e do cinema. De acordo com duas autoridades federais, Holmes tinha tingido o cabelo de laranja e chamou-se "The Joker" (O Coringa), quando foi preso.


Uma vez preso, Holmes disse à polícia que ele tinha colocado armadilhas explosivas em seu apartamento antes de ir ao teatro. Mais tarde a polícia confirmou a presença de explosivos no apartamento.





Detenção e comparecer ao tribunal

Holmes foi inicialmente preso no Centro de Detenção de Arapahoe, sob vigilância, pois havia risco de suicídio. Ele se encontrava isolado dos demais detentos como forma de ser protegido dos mesmos.

Holmes fez sua primeira aparição no tribunal em Centennial, Colorado em 23 de julho, antes do juiz William B. Sylvester. Ele foi lido seus direitos e nenhuma ligação foi dada. A ordem de proteção obrigatória foi emitida pelo juiz. O juiz nomeou um defensor público. Holmes não disse nada e nunca olhou para o juiz. Sua aparência, o que foi descrito como "tonto" e "confuso" alimentou especulações sobre seu estado mental.


Em 30 de julho, os promotores do Colorado apresentaram acusações formais contra Holmes, que incluiu 24 acusações de assassinato em primeiro grau, 116 tentativas de homicídio, posse de artefatos explosivos e incitar a violência. Para cada pessoa morta no tiroteio, Holmes é acusado de um crime de homicídio com deliberação e uma acusação de assassinato com extrema indiferença.


Em 9 de agosto, os advogados de Holmes disseram que seu cliente é mentalmente doente e que eles precisam de mais tempo para avaliar a natureza da sua doença. A revelação foi feita em uma audiência no tribunal em Centennial.

Em 19 de setembro, a promotoria apresentou uma moção para adicionar 10 novas acusações contra Holmes e pediu para alterar outras 17.

Em 28 de setembro, os documentos judiciais divulgados pelo Ministério Público dizem que Holmes havia sido impedido de circular em certas partes da universidade, pois ele havia sido acusado de tentar agredir um professor.

Advogados de Holmes entraram com uma moção de emergência em 14 de Novembro de 2012 a adiar uma audiência pré-julgamento, citando uma condição não especificada que o deixou incapaz de comparecer em tribunal. "Como resultado da evolução ao longo das últimas 24 horas, o Sr. Holmes está em uma condição que o torna incapaz de estar presente em tribunal para audiência de amanhã," Eles pediram para adiar a audiência, que eles receberam. Foi remarcada para dezembro. Holmes teria tentado suicídio e por isso estaria incapaz de estar na audiência.

Holmes voltou à corte em 7 de janeiro de 2013. Nessa audiência foram ouvidas as gravações de chamadas realizadas para o 911, falando do ataque ao cinema. A equipe de defesa de Holmes afirmou que ele é doente mental. Nesse mesmo dia a polícia conduziu uma nova busca no apartamento de Holmes, e lá encontraram quatro frascos de medicamento com prescrição médica.

Em 10 de janeiro de 2013 um juiz determinou que a evidência é suficiente para que Holmes enfrentasse o julgamento de todas as acusações com que lhe foi cobrado. Sua audição de apelo foi adiada para Março de 2013.

Em 27 de março de 2013, os advogados de Holmes disseram que ele estaria disposto a se declarar culpado para evitar a pena de morte. Em 28 de março, os promotores afirmaram que eles não estão prontos para aceitar a oferta de Holmes de se declarar culpado e evitar a pena de morte. Os promotores afirmaram que essa oferta era um truque da defesa.

Em 01 de abril de 2013, os promotores anunciaram que vão pedir a pena de morte no julgamento marcado para começar em fevereiro de 2014.

No dia 7 de maio de 2013, os advogados de Holmes afirmaram que ele era inocente e que Holmes sofria de insanidade mental.

Em 04 de junho de 2013, o juiz aceitou seu pedido de defesa por insanidade.

Em 05 agosto de 2013, Holmes foi transferido para o Instituto de Saúde Mental Colorado em Pueblo, Colorado. Não se sabe quanto tempo ele vai permanecer lá. Ele está isolado – uma ala inteira na unidade forense foi esvaziada apenas para ele. Também foram feitas melhorias de segurança, e apenas pessoas específicas podem ter acesso à ala.

Problemas de saúde mental

No início de 2012 Holmes teria consultado o psiquiatra Lynne Fenton, como exigência da Universidade do Colorado. Fenton teria repassado suas impressões a vários de seus colegas de um grupo de avaliação do comportamento e de análise de riscos da Universidade no início de junho.

Mas esta apreciação não foi alvo de acompanhamento, pois na época em que a psiquiatra abordou o tema com o grupo, Holmes já estava deixando a universidade.

Vítimas do ataque

Confira abaixo uma pequena descrição a respeito das vítimas de Holmes no ataque ao cinema em Aurora.


Veronica Moser

Com apenas 6 anos, Moser tinha recém aprendido a nadar, segundo sua tia-avó Annie Dalton, que conta que a menina passara os últimos dias de sua vida se gabando do feito. "Ela era uma menina vibrante", diz Dalton. "É um pesadelo", acrescenta. Veronica foi ao cinema levada pela mãe Ashley Moser, 25 anos, que também foi atingida pelos disparos, mas conseguiu sobreviver.


Alex Teves

Teves havia concluído o seu mestrado em Psicologia, com ênfase em Aconselhamento, pela Universidade de Denver em junho. Natural de Phoenix, no Estado do Arizona, ele tinha 24 anos. Após a confirmação de sua morte, uma amiga identificada como Caitlin postou no Twitter: "Um dos melhores homens que eu conheci na minha vida. O mundo já não é um lugar tão bom sem ele". Ela também descreveu Teves como um torcedor da Universidade do Arizona, onde se graduou, e fã do Homem-Aranha.


Jessica Ghawi

Texana, Jessica era conhecida por ser uma grande fã de hóquei. O sonho de se tornar uma jornalista esportiva a levou a Toronto, onde, no dia 5 de julho, ela presenciara outro tiroteio que tirou a vida de uma pessoa e deixou sete feridos em um shopping center. Na época, ela escreveu em seu blog: "sou abençoada por cada segundo que me foi dado". Ela recentemente tinha se mudado para Denver, cidade vizinha a Aurora.


Alex Sullivan

Sullivan escolheu a estreia de o Cavaleiro das Trevas Ressurge para celebrar o seu aniversário de 27 anos. "A família Sullivan perdeu um membro muito querido. Alex era inteligente, engraçado e, acima de tudo, amado por toda sua família e amigos", disse comunicado emitido por familiares no sábado, após seu pai, Tom, passar 14 horas procurando desesperadamente por notícias de seu filho.


Matt McQuinn

A primeira reação que Matt, 27 anos, teve quando o tiroteio foi deflagrado foi mergulhar sobre a sua namorada Samantha Yowler para protegê-la. A mesma atitude foi seguida pelo irmão dela, Nick Yowler. Apesar da dupla proteção, Samantha, 27 anos, foi baleada no joelho. Nick conseguiu escapar ileso. Matt morreu na hora. O jovem, que era natural de St. Paris, no Estado de Ohio, e Samantha se conheceram em uma loja da Target, onde trabalhavam, na cidade de Springfield. Eles tinham sido transferidos para Denver em novembro do ano passado.


Micayla Medek

Conhecida como Cayla pela família, a jovem de 23 anos se identificava em sua página no Facebook como uma "artista" dos sanduíches Subway. Ela concluíra o Ensino Médio em Aurora e estava cursando uma faculdade comunitária local. Micayla deveria se graduar em 2015. "Eu sou uma simples garota independente que quer dar um jeito na vida e ao mesmo tempo se divertir", dizia em sua página na rede social.


John Larimer

Larimer era um dos quatro membros das forças armadas americanas que foram atingidos pelos disparos de Holmes. Aos 27 anos, ele atuava como marinheiro para a Marinha dos Estados Unidos. Natural de Crystal Lake, no Estado de Illinois, estava em Aurora após ser transferido em outubro de 2011.


AJ Boik

Aos 18 anos, Boik recém havia concluído o Ensino Médio pelo colégio Gateway High School de Aurora. Em comunicado emitido após a tragédia, seus familiares afirmaram que ele será lembrado como um homem talentoso e gentil que amava beisebol, fazer cerâmica e música. "AJ Boik era um maravilhoso, bonito e amoroso jovem de 18 anos", diz o comunicado.


Rebecca Wingo

A morte de Rebecca, 32 anos, foi confirmada por seu pai, Steve Hernandez, em uma mensagem postada no Facebook no sábado após o ataque. "Eu perdi minha filha ontem para um homem louco, meu sofrimento agora é inconsolável. Eu ouvi que ela morreu instantaneamente, sem dor, no entanto a dor é insuportável". A jovem trabalhava no restaurante Joe's Crab Shack, em Aurora.


Jon Blunk

O ex-militar Blunk, 26 anos, também morreu ao tentar proteger a sua namorada, Jansen Young, dos tiros de James Holmes. Blunk estava se separando de sua mulher, Chantel Blunk, que vive no Estado de Nevada com os dois filhos que tiveram. Os dois se conheceram na cidade de Reno, durante o colégio. Posteriormente, Blunk se alistou na Marinha e serviu a bordo do porta-aviões USS Nimitz, em San Diego. Em 2009, ele deixou a Marinha, se afastou de sua mulher e se mudou para o Colorado. Ele trabalhava em uma loja de ferramentas.


Jesse Childress

Childress, 29 anos, é mais um militar que perdeu a vida no massacre. Ele vivia em Thornton e trabalhava na Base Aérea de Buckley, em Aurora, como operador de sistemas cibernéticos. "Este trágico evento afetou todos aqui na Base Aérea de Buckley e na nossa comunidade. Estamos profundamente entristecidos com a perda de cada uma das vítimas", disse em comunicado o comandante da base, coronel Daniel Dant.


Gordon W. Cowden

Natural do Texas, Cowden, 51 anos, era radicado em Aurora, onde atuava como proprietário de um pequeno negócio. Ele compareceu à fatídica sessão de cinema ao lado de seus dois filhos adolescentes, que conseguiram escapar ilesos do massacre. Em comunicado, a família afirmou que ele será lembrado "como um sagaz viajante do mundo, pela sua devoção a seus filhos e por sempre dar o seu melhor para fazer a coisa certa, não importa o obstáculo".


Fontes: Murderpedia, G1 e Terra

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA



Links Relacionados:
O massacre de Iguala - México.

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

6 Comentários
Comentários
6 comentários:
  1. Alguem sabe me explicar porque gente maluca ou é muito retardada ou muito inteligente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente é porque a gente não compreende eles...rsrsrsrsr. Eu pelo menos não compreendo...rsrsr

      Excluir
  2. Não me lembro de muitos detalhes pq eu era criança na época,mas lembra um pouco um caso q aconteceu no Brasil,um sujeito q era tbm muito inteligente surtou e fez o mesm em um cinema,vou até pesquisar pra ver oq aconteceu cm essa criatura...vai q ele ta perto de mim e eu não sei kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi no filme de clube da luta se nao me engano

      Excluir
    2. Exato...um cara entrou armado em um cinema durante a exibição do Clube da Luta...que é um filme que eu adoro por sinal...rsrsr

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave