14/06/2015

Muito Além do cidadão Kane (Documentário)


Muito Além do Cidadão Kane é um documentário independente apoiado pela BBC de Londres - proibido no Brasil desde a estréia, em 1993, por decisão judicial - que trata das relações sombrias entre a Rede Globo de Televisão, na pessoa de Roberto Marinho, com o cenário político brasileiro.

O documentário que pode ser visto mais abaixo, mostra alguns fatos que são apontados como prova da manipulação, por parte da Rede Globo, contra o público brasileiro. São destacados os seguintes pontos:
  • Os cortes e manipulações efetuados na edição do último debate entre Luiz Inácio da Silva e Fernando Collor de Mello, que influenciaram a eleição de 1989.
  • Apoio a ditadura militar e censura a artistas, como Chico Buarque que por anos foi proibido de ter seu nome divulgado na emissora.
  • Criação de mitos culturalmente questionáveis, veiculação de notícias frívolas e alienação humana.
  • Depoimentos de Leonel Brizola, Chico Buarque, Washington Olivetto, entre outros jornalistas, historiadores e estudiosos da sociedade brasileira.

O título busca associar Roberto Marinho, considerado o marechal civil do golpe de 1964, ao personagem de Orson Welles, protagonista do filme “Cidadão Kane”.

A TV é encantadora, pois estabelece uma relação de suposta intimidade com o telespectador, como se lesse seus pensamentos e atendesse aos seus desejos. Assim, povoa a imaginação de milhões de pessoas, reproduzindo valores simbólicos numa escala industrial, sem estímulo a qualquer tipo de reflexão.


A programação televisiva tem como objetivo principal “esvaziar” o senso crítico de quem assiste, deixando “mentes livres” para que a publicidade estimule o fetiche da mercadoria, próprio do capitalismo.

Tal qual o espelho da bruxa de “Branca de Neve”, a televisão busca parecer onisciente, onipotente e onipresente sobre a vida cotidiana do telespectador, explorando as vaidades, curiosidades e emoções.

Na televisão os sonhos podem realizar-se desde que tenhamos submissão aos seus desígnios e princípios, isto é, que sejamos “de fato” merecedores de suas graças. Através da TV, ser “artista de novela” ou jogador de futebol se converte numa utopia para a classe trabalhadora.

O documentário propõe essa reflexão e aponta como a criação da Rede Globo foi mais do que uma simples concessão pública, pois fazia parte do projeto de “modernização e integração nacional” da ditadura militar, contando, é claro, com o apoio de capital norte-americano, especificamente do conglomerado “Time Life”, atual “Time Warner”.

De certa forma, se outras oligarquias (Mesquita, Frias, Civita) apoiavam a ditadura, a Rede Globo era a ditadura, ou pelo menos, seu departamento de propaganda. O regime militar nunca precisou censurar a Rede Globo.

O controle da informação constante no AI-5 pretendia simplesmente impor à toda imprensa a mesma linha político-ideológica da empresa dos Marinho. Não por acaso, ainda hoje nos editoriais “jornalísticos” podemos ouvir os ecos da doutrina da “segurança nacional”, na qual as mobilizações dos trabalhadores são deslegitimadas e tratadas como ameaças ao bem-estar social e ao progresso.

"Todo brasileiro deveria ver Além do Cidadão Kane"



Uma breve reflexão

A grande maioria das pessoas tem consciência de que as grandes empresas de mídia possuem um grande poder de manipulação sobre as massas, e elas não tem vergonha alguma em fazer uso de tal poder em benefício próprio. Sabemos também que a principal emissora brasileira, a Rede Globo, exerce uma influência significativamente grande em eleições e coisas do tipo. Não pretendo defender nenhum lado dessa discussão, mas deixo a vocês um questionamento, como forma de prolongar o tema apresentado no documentário acima: Qual o interesse da BBC em confrontar a Rede Globo? Afinal de contas, a BBC é, assim como a Globo, uma das maiores empresas do mundo no ramo midiático. Será que a BBC não desenvolve as mesmas práticas abomináveis que a Globo?

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr

CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL...

5 Comentários
Comentários
5 comentários:
  1. Cara gostei do seu blog.
    Estarei acompanhando ele regularmente junto com os meus blogs de terror e mistérios favoritos.
    Se puder dar uma olhada no meu e mandar algumas dicas eu agradeceria muito.
    http://contosobscurosemacabros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O fato da BBC usar ou não os mesmos métodos, não diminui em nem uma vírgula a importância do documentário, que é proibido de ser veiculado no Brasil por força de liminar impetrada pelos advogados da toda poderosa, ao contrário, denuncia de maneira explícita e, em boa parte do documentário, por funcionários da própria emissora que ainda trabalham lá, os métodos inescrupulosos de manipulação midiática. Outrossim, sem querer defender esta emissora, não temos a BBC disputando espaço com ninguém aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Marcos...mas faço um alerta...talvez na época em que o documentário foi publicado, a BBC vislumbrasse uma filial no Brasil, e para isso teria de desmoralizar a Globo, pois essa não permitiria, via pressão junto as autoridades, que a gigante inglesa viesse a criar uma filial no Brasil, que é a principal economia da America Latina. Um exemplo para isso que estou especulando é que: as sedes sul americanas das emissoras a cabo ESN (grupo Disney) e Fox Sports (News Corporation), que são rivais da SportTV do grupo Globo, não se situam no Brasil, e sim na Argentina.

      Excluir
  3. sobre esse documentaria quais são as teses , cenas de relevo , relação com o contexto social ??

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave