05/08/2015

Novas revelações a respeito do Misterioso caso Taman Shud


Saudações amigos e amigas. A postagem que poderemos conferir hoje foi indicada pela amiga Nayara Mastub, e fala sobre novas distorções e investigações a respeito do misterioso caso Taman Shud, também conhecido como o caso do homem de Somerton.

O material enviado pela Nayara, e descoberto pelo noivo dela, fala das alegações de uma mulher que afirma que a sua mãe, que ela suspeita que tenha sido uma espiã russa, pode ter sido responsável pela morte do misterioso homem, que já foi tema de uma postagem aqui no blog Noite Sinistra (clique AQUI para relembrar esse estranho caso).

A enfermeira Jessica Thomson que viveu em St de Moseley, a poucos metros de onde foi encontrado o corpo do homem no ano de 1948. Segundo Kate Thomson, filha de Jessica, sua mãe era uma espiã soviética, que pode ter tido participação no assassinato do homem de Somerton, que segundo ela poderia ter sido um agente russo. Acredita-se que Jessica e o misterioso homem foram amantes.


"Ela tinha um lado sombrio, um lado negro muito forte," Kate disse ao programa 60 minutos.

"Ela disse-me que sabia quem ele era, mas ela não ia expor essa informação, por assim dizer. Sempre tive medo de que talvez ela fosse responsável pela morte dele."

Kate Thomson
Muitas das suposições feitas a respeito do tal homem giravam em torno da ideia de que ele pudesse ser um espião. Fotografias mostrando sua face correram o mundo, mas se ele fosse um agente trabalhando secretamente em uma época do pós-segunda guerra mundial, não seria de se espantar que a identificação nunca chegou a acontecer, pois sabe-se que esses agente muitas vezes ocultavam suas identidades afim de proteger a missão e os interesses do seu país.

Jessica chegou a ser procurada pela polícia

Sete meses após o corpo do homem ter sido encontrado, a polícia chegou a ligar sua morte com Jessica Thomson. Mas Jessica negou qualquer conhecimento quando interrogado pela polícia. Kate diz que sua mãe mentiu para a polícia.

Muitos mistérios estão ligados a morte do tal homem, como por exemplo: a sua identidade nunca foi revelada, o motivo pelo qual estava na Austrália naquela época, os estranhos itens em seus bolsos, sua misteriosa mala, a causa da sua morte, etc...

Alguns artefatos encontrados junto com o homem de Somerton
Acredita-se que o homem de Somerton tenha sido vítima de envenenamento, mas durante a necropsia não foram encontrados traços de veneno, o que levou muita gente a acreditar que tal veneno poderia ser um artefato de uso muito restrito, como espiões por exemplo.

Outro mistério era o pedaço de papel com as palavras "Taman shud" impressa sobre ele. Esse pedaço de papel havia sido retirado de uma coleção de poemas intitulado "O Rubaiyat" de Omar Khayyam. O livro do qual essa parte pedaço de papel havia sido removido apareceu no banco traseiro de um carro de um homem na noite anterior a morte do homem de Somerton. No livro havia um número de telefone de uma ex-enfermeira da Segunda Guerra Mundial.

Segundo Kate, esse era um número não registrado de sua mãe. Mas na época em que a policia investigava a morte do misterioso homem, os investigadores conseguiram ligar essa ex-enfermeira, cujo número se encontrava no livro, a um oficial do exército chamado Alfred Boxall.

O suposto filho do homem de Somerton

Jessica Thomson teve um outro filho, já falecido, cujo nome era Robin. Roma Egan, esposa de Robin, acredita que ele pode ter sido filho de Jessica e do homem de Somerton. Ela e sua filha, Rachel, estão tentando provar a que Robin era o filho homem de Somerton.

Rachel e Roma
Elas contam com o apoio de um físico da Universidade de Adelaide que é uma das pessoas que mais bem informadas sobre o caso Taman Shud, Professor Derek Abbott. Eles tentam obter autorização para realizar uma exumação no corpo do homem de Somerton sepultado no West Terrace Cemetery, e tentar comprovar, via amostras de DNA, que ele era o pai de Robin. Isso poderia validar as histórias de Kate a respeito do envolvimento de sua mãe com o misterioso homem.


"Confrontar a verdade pode não ser agradável, mas eu prefiro descobrir a verdade," Rachel diz ao programa 60 minutos. "O homem de Somerton é potencialmente meu avô. Então, isso para mim é muito importante."


Em 2011 o pedido de exumação havia sido negado sob a alegação de que é preciso haver "razões de interesse público que vão muito além da curiosidade pública ou de interesse científico amplo".

Prof Abbott apresentou um novo pedido com Procurador-Geral John Rau para a realização da exumação em 2013. Até agora nenhuma informação a respeito da realização ou da negação dessa exumação foi encontrada.

O funeral do homem Somerton em West Terrace em 1948


Confira a matéria do 60 Segundo

Abaixo os amigos e amigas poderão conferir um vídeo com a reportagem do programa 60 Segundos. O áudio está em inglês, mas alguns de vocês que dominam a língua podem achar interessante.


Agradecimentos a amiga Nayara Mastub pela dica


Quando amanhecer, você já será um de nós...


CONFIRA OUTRAS POSTAGENS DO BLOG NOITE SINISTRA




4 Comentários
Comentários
4 comentários:
  1. Encontraram até filho do cara, mas não descobriram sequer o nome do sujeito ! BIZARRO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso se a história que essas mulheres estão contando é de fato verdadeira...

      Excluir
  2. pra mim essas tiazonas são "Maria Chuteiras" de Espíoes Russos ou velhinhas querendo só aparecer na Midia!! muita coversa fiada e nenhuma comprovação!!! Marcos Punch

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Marcos...essa possibilidade é real. Só teríamos certeza de alguma coisa se a tal exumação fosse realizada...

      Excluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave