18/03/2014

Monte Roraima


Olá amigos e amigas, hoje volto a falar das "Histórias e lendas brasileiras". O tema de hoje é um lugar dono de uma das mais belas paisagens brasileiras, falo do Monte Roraima, que se localiza na divisa entre Brasil, Venezuela e Guiana. O local é alvo de lendas indígenas e de histórias de OVNIs, e nos últimos anos tem atraído a atenção da comunidade científica internacional, em especial os cientistas da NASA. Venham comigo conhecer esse enigmático lugar de rara e exuberante beleza.


O monte Roraima está entre as formações geológicas mais antigas da Terra, quando os continentes ainda nem estavam separados, há cerca de dois biliões de anos. O Monte Roraima foi ganhando este aspecto devido à acção do vento e da chuva, que foram “moldando” as suas rochas.

Situado num terreno montanhoso rodeado por outros imponentes montes, faz parte do chamado grupo Tepuis. Este grupo caracteriza-se pela sua forma natural: praticamente plana, como se os seus montes fossem mesas. Com uma extensão de 31 Km², está distribuído entre três países: no sul da Venezuela, no extremo norte do Brasil e no oeste do Guiana.


Lenda indígena

Uma lenda dos índios Macuxis afirma que o monte é a morada de Makunaima, uma entidade sagrada. Os índios Macuxis dizem que Makunaima foi fecundado no topo do monte durante um eclipse, quando raios dourados do Sol refletiram em um lago com os raios prateados da Lua. De curumim, cheio de magia, Makunaima cresceu forte e tornou-se um índio guerreiro. Guardião do monte, faz o tempo nublar e chover se alguém gritar em seu topo, pois é lá que repousam os espíritos dos pajés. Quando um deles morre, seu espírito penetra na terra e se transforma em cristal.


Já para os índios Pemon, da Venezuela, o Monte Roraima é a “Mãe das Águas”, lugar de nascentes de rios e grandes cachoeiras. Para eles, se a água é o sangue do planeta, então o Monte Roraima é o coração. Alí estão as nascentes dos rios Arapobo, Cotingo, Waruma e Paikwa, que irão desembocar nas bacias do Orinoco, Amazonas e Esequibo.


Recentes interesse científicos no local

Em 2006, uma equipe de cientistas partiu numa exploração às recentemente descobertas grutas de Roraima. Um ano depois, retornariam com alguns apoios por parte da NASA, para uma maior investigação sobre micróbios encontrados nas paredes das grutas que poderiam trazer pistas sobre a vida noutros planetas.


Avistamentos de OVNIs

Assim como em muitos outras montanhas, montes, chaparas, etc...o monte Roraima também possui relatos de avistamentos de OVNIs. Muitas pessoas procuram o local para observar as estrelas e tentar avistar algum Objeto Voador Não Identificado.


No vídeo abaixo os amigos e amigas poderão conferir, como forma de curiosidade, uma matéria do programa do Leão Livre, onde os entrevistados afirmam, em certa parte da entrevista, que um helicóptero da rede Globo que caiu nas proximidades do Monte Roraima enquanto a equipe gravava imagens para uma matéria, teria sido supostamente derrubado por discos voadores.


Escaladas

As escaladas, subidas e descidas pela montanha datam já de 1884. Sir Everard Im Thurn, após várias tentativas de chegar ao topo, encontra finalmente um caminho pelas encostas. Apesar do difícil e íngreme acesso. Hoje em dia, é esse o percurso mais usado pelos aventureiros que procuram uma experiência diferente.



Alcançar e percorrer os 90 Km do cume não é tarefa fácil. Pode levar dois dias até lá e sete dias para uma “exploração” total de toda a área. A caminhada começa do lado venezuelano. Na aldeia indígena de Paraitepuy, próxima da zona, é possível encontrar um guia para acompanhar a viagem, já que as nuvens e o tempo chuvoso podem levar alguém a perder-se no caminho. Para além da maravilhosa vista, da diversa fauna e flora que Roraima oferece, o ponto alto é a “Pedra Maverick”, que se assemelha a um modelo de automóvel dos anos 70. Os milhões de litros de água que escorrem pelo monte formam riachos e quedas de água de 979 m - entre elas, “Santo Angel”. Esta é a única maneira de chegar, sem recorrer ao uso de equipamentos de alpinismo. Do lado de Guiana e do Brasil, devido às falésias que rodeiam o monte, é impossível contorná-lo sem esta ajuda.

Em 1989 foi criado um parque Natural afim de proteger esse belíssimo patrimônio Sul Americano.








Fontes: Obvious, Mistérios da Amazônia e Estadão


Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr
5 Comentários
Comentários
5 comentários:
  1. eu moro em Roraima eu ja fui no monte roraima e lindo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Admito que estou com uma certa inveja de vc...rsrsrsrs.

      Excluir
  2. Meu maior sonho e ir no monte rorraima dizem q esse lugar tem uma energia incrivel fora do normql

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tb tenho muita vontade de conhecer o monte Roraima...assim como a serra do Roncador tb...na verdade o Brasil é repleto de lugares incríveis e cheios de lendas, mitos e energias...

      Excluir
  3. Foi passeando nesses locais, nessa região, que o famoso escritor inglês sir Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes, teve a inspiração para escrever a obra "O Mundo Perdido".



    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave