29/04/2014

Os mistérios da Serra do Roncador


Saudações galera atormentada...Hoje voltaremos a falar de "Histórias e Lendas brasileiras", sempre salientando que os amigos e amigas podem participar enviando dicas e sugestões de assuntos relacionados com mitos, lendas, histórias de assombração, etc...que tenham referências com nosso país, para o e-mail fernando.sg83@gmail.com. O texto de hoje abordará um local de grande beleza e cercados de mistérios que se localiza no estado de Mato Grosso.

A Serra do Roncador é uma região que se localiza no ponto mais central do Brasil, no estado do Mato Grosso, mais especificamente entre o rio das Mortes e o rio Araguaia a leste, e o rio Xingu e Kuluene a oeste, chegando a atingir até 700 metros de altitude em alguns pontos.


A região da Serra do Roncador é, até hoje, a mais desconhecida da selva sul-americana. Uma imensa cordilheira da era plutônica que se ergue como divisor de águas do Araguaia e do Xingu. Estende-se por cerca de 800 km, aproximadamente, desde Barra do Garças, no Mato Grosso até as proximidades da Serra do Cachimbo, no estado do Pará.


O nome "roncador" vem do fato do vento passar pelos paredões rochosos durante a noite, produzindo um som grave que se assemelha ao ronco de uma pessoa dormindo.

Um local misterioso

A história da Serra do Roncador é marcada por aventuras, lendas e mistérios, e atrai expedições do mundo inteiro. A origem da civilização inca, o paralelo 16, o templo de Ibez, o caminho de Ió, Agartha, Shamballah, Paititi, o chakra do planeta, o Portal de Aquário, vulcões extintos, fósseis de dinossauros e discos voadores são atrativos para cientistas, curiosos e místicos de toda parte. A cidade é conhecida mundialmente como santuário místico e metafísico.

Pedra na qual muitas pessoas veem a silhueta de um rosto humano
A Serra do Roncador se estende por uma área de mais de mil quilômetros, e possui vários sítios arqueológicos ainda pouco explorados por pesquisadores.

Misticismo

Os místicos fundaram o "Monastério Teúrgico do Roncador", e eles acreditam que lá exista um portal, e que quando ocorre um determinado alinhamento astral, o portal será aberto, permitindo à entrada. Nesse “mundo” as pessoas são muito desenvolvidas, tanto espiritualmente, quanto tecnologicamente e que sobrevivem porque existe um sol interior que ilumina o centro da Terra.


Fenômenos Ufológicos

Alguns ufólogos acreditam que a Serra do Roncador é o lugar ideal para fazer contato com extraterrestres. Lá existe o "Núcleo Araguaia de Pesquisas Ufológicas do Roncador", que sempre realizam vigílias.

Em 1999 um vídeo foi gravado nas proximidades de um local conhecido como Lagoa Encantada, nele um suposto OVNI teria sido registrado.



Caverna dos Pezinhos

Através de uma trilha do Parque estadual da Serra Azul, chega-se a entrada de caverna, bloqueada por rochas. Nesta entrada, tanto nas paredes quanto no teto, várias marcas de pegadas de animais e humanas, muitas delas com três, quatro e seis dedos, podem ser contempladas por algumas poucas pessoas, afinal a visitação desse local é controlada pela Aeronáutica. O estranho é que uma agência do governo relacionada com o espaço aéreo controla o local, ao invés de uma agência de proteção ambiental. Esse fato gera muitas desconfianças, principalmente em meio aos ufólogos, que acreditam que algumas das pegadas gravadas no local, podem representar indícios de presença, antiga ou atual, de extraterrestre no local.


As marcas e essa estranha restrição por parte da aeronáutica fazem surgir questionamentos a respeito da Caverna dos Pezinhos. O que significam? Como foram parar nas paredes e no teto? Seriam pegadas ou inscrições? Por que a visitação é restrita pela Aeronáutica?



Civilizações Intra-terrestres

Segundo as teorias, são sobreviventes de Atlântida e do Império Inca. Ambas civilizações, previram catástrofes e perdas, e lendas afirmam que sacerdotes de ambas civilizações resolveram se refugiar no interior da Terra. Esses grupos teriam se tornado um auto suficientes, com uma população numerosa e um alto grau de desenvolvimento mental e espiritual. Lendas a respeito de pessoas que vivem no interior do planeta são bem comuns, e se os amigos clicarem AQUI, poderão conhecer uma lenda que fala do assunto e que afirma que existem portas de entrada para esse mundo no estado de Santa Catarina.

Segundo a lenda, existem inúmeros túneis sob o Brasil, que se abrem para a superfície. O mais famoso deles fica na Serra do Roncador. O local onde acredita-se que seja a abertura do túnel é protegida pelos índios Xavantes, que não permitem a aproximação de estranhos.

Um desses portais seria a lagoa Encantada, ela se encontra em território indígena e é muito profunda. Apesar da imensa quantidade de água, não existe nenhuma forma de vida nela. A lagoa situa-se à entrada de uma caverna, também muito profunda e inexplorada. Os índios não entram na lagoa por medo de não poderem mais sair do local, e apenas cacique é autorizado a entrar na caverna, pois eles acreditam que a mesma é habitada por seres. Algumas pessoas acreditam que sob as águas da caverna, pode-se encontrar um portal que daria acesso ao continente perdido de Atlântida, ou ao menos, onde os antigos membros dessa civilização se refugiaram.



Gruta Seca

Uma ampla câmara inicial se abre em vários túneis e outras câmaras. Uma destas câmaras abriga um mobiliário de pedra muito interessante, semelhante aos altares modernos. Outra delas tem no centro uma formação de estalactites e estalagmites com forma de imensa árvore, com uma espécie de parlatório no alto e um dos túneis não se consegue chegar ao final, pois qualquer forma de iluminação utilizada se apaga a se aprofundar demais dentro da gruta.


Cel. Percy Fawcett

Foi o explorador inglês, o coronel Percy H. Fawcett, que deu fama a Serra do Roncador como sendo um local místico e especial, revestido de profundos mistérios, quando organizou uma expedição à região, em 1925. O coronel, inspirado por uma visão espiritualista e iniciado em rituais tibetanos, acreditava que a cidade perdida de Atlântida estava sob as montanhas que formam o Roncador. Aventurou-se pela serra e desapareceu misteriosamente.


Uns dizem que Fawcett foi morto e enterrado pelos índios Xingu, enquanto outros contam que ele teria encontrado a tal civilização, através de um portal que se abre em certas ocasiões, como o alinhamento de astros, e nunca mais voltou.

Em 1951, o sertanista Orlando Villas Boas chegou a divulgar que havia encontrado seus ossos, mas tratava-se de um engano. Uma dúzia de expedições já falharam em encontrá-lo e mais de 100 pessoas já morreram tentando.

O sobrinho-neto do coronel, Timothy Fawcett, foi por duas vezes para a Serra do Roncador para rastrear os caminhos do tio-avô, através dos relatos contidos nas cartas que mandava para sua esposa Nina. Timothy dizia que os relatos oficiais de Fawcett eram diferentes dos relatos contidos nas cartas, ele teria feito isso para despistar outros pesquisadores que poderiam estar tentando "roubar" os créditos das descobertas que ele estava prestes a revelar, e que a família conhece a verdade. Ao final de sua pesquisa, Timothy afirmava que o último vestígio do tio-avô seria na Gruta Seca.

Pedra S. S. Arraya

A pedra que hoje se encontra em exibição no Porto dos Pioneiros tem a ver com a fundação da cidade, colonizada por garimpeiros atraídos pela história de uma garrafa de diamantes enterrada sob ela, no leito do Rio Araguaia. Os garimpeiros acabaram tendo que fugir por conta dos ataques realizados pelos índios. Quando retornaram para buscar a garrafa, o rio estava mais cheio e escreveram na pedra o nome de um deles, para facilitar a busca mais tarde. O curioso é que quando a pedra foi retirada do rio para ser exposta, várias outras marcas foram observadas, muito mais antigas, vários círculos concêntricos, como nas pedras de altares incas. Estas inscrições existem em outras pedras no rio, no mesmo local de onde esta pedra foi retirada.



Os Xavantes protegem a região e se consideram guardiões da “terra sagrada”. Eles falam com medo de grandes bolas de fogo no céu ou focos de luz do céu iluminando a aldeia à noite.

Expedição Nayan Roncador

Em julho de 2013 um grupo de pesquisadores da Universidade Livre Nayan de Araçoiaba da Serra, São Paulo, realizaram uma Expedição Espiritual à Serra do Roncador a seguir os caminhos vividos pelos nossos ancestrais e com isso realizar conexões internas através de meditações, também aprender com a rica natureza, em planos mais elevados de consciência.

Caverna da Gratidão

Nesta expedição descobriu-se uma caverna, até então desconhecida na era moderna, designando-a com o nome de "Caverna da Gratidão". A sua abertura é uma fenda estreita e alta, com aproximadamente 60 m de profundidade e em alguns pontos uma altura de uns 12 m. A largura na entrada é de aproximadamente 50 cm e variando de 40 cm até 1,5 m.





Jardim do Silêncio

Outro local descoberto por esta expedição foi um espaço oculto por trás de um enorme bloco de rocha, conhecido como portal. Este portal somente era visto do alto de um mirante a alguns quilômetros do local. Da pousada, no pé da Serra do Roncador caminharam por quase dois dias para chegarem ao local. A pedra chamada de portal tem um formato retangular, medindo aproximadamente 50 metros de altura por uns 30 metros de largura e uns 10 metros de espessura Este bloco, visto de longe, de um mirante ao longe, parecia cravado ou colado na montanha como apenas um alto relevo, porém ao se aproximar de sua lateral, avistou-se uma grande passagem e ali um grande espaço medindo aproximadamente 15 metros por 20 metros, todo plano, e pouca vegetação. Algumas árvores longas, com suas copas a uns 10 metros de altura, sem galhos até a copa. Este local, atrás do portal tem portanto duas aberturas em suas laterais e olhando para o alto, em seu interior, tem-se a visão do gigantesco bloco encostado na parede de rocha da montanha. Nas paredes rochosas pode-se ver as camadas formada pelo tempo. Este local, de muita paz foi designado pelo grupo da Universidade Nayan como "Jardim do Silêncio".

Bloco de rocha chamado de Portal do Roncador, atrás do qual se encontrou um espaço chamado Jardim do Silêncio
Pátio formado atrás do Portal do Roncador, chamado de Jardim do Silêncio
Fontes: Filosofia Imortal, Wikipédia e Verdade Mundial

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr
9 Comentários
Comentários
9 comentários:
  1. Bom dia Fernando.
    Vindo conferir os mistérios da serra do roncador.
    Achei deveras interessante aquele caminho de pedra suspensa. Como a natureza conseguiu deixar esta maravilha desta forma sem cair.
    É simplesmente fascinante.
    Grata por compartilhar sempre que postar me indique que eu gosto de participar de matérias como esta, qual fiquei puramente deslumbrada com tantos mistérios. Abraços sempre.
    ClaraSol.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Clara...esteja sempre convidada a retornar e participar do blog...

      Excluir
  2. Nossa que lugar mais lindo!! Amei!! Ótimo texto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma das tantas belas e misteriosas paisagens brasileiras...valeu pela participação Bruna...

      Excluir
  3. Ótima matéria quanta coisa sem resposta quanto mistério !
    Será que existe um portal ? Pra onde ? Quem gravou nas pedras ? Quem colocou a pedra gigante ? Porque os Xavantes dizem que pode aparecer luzes no céu e bolas de fogo ? Em fim, muito interessante !!!

    Parabéns !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecido pela participação...

      E será que algum dia essas tantas perguntas serão respondidas de maneira satisfatórias para todos os lados? Tomara que sim...

      Excluir
  4. Corrigindo, a lagoa encantada fica no município de Campinápolis (Não citado), não no de Nova Xavantina (muitos acham) e não tem nenhum serra do roncador perto dela.

    ResponderExcluir
  5. Boa noite , adorei a matéria exposta por vós! E sim ,se forem permitidos, breve teremos a respostas. Pax et Lux !

    ResponderExcluir

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave