24/01/2014

Stephen Shaun Griffiths: O canibal da Besta


Stephen Shaun Griffiths nasceu em 24 de dezembro de 1969, Dewsbury, West Yorkshire. Ele é um assassino e canibal inglês, Stephen foi preso em maio de 2010 acusado de matar três prostitutas na cidade de Bradford, no norte da Inglaterra. Ele ficou conhecido com o "Canibal da Besta", por utilizar uma Besta em seus crimes.

História

Filho de pais divorciados, Stephen viveu boa parte da vida com a mãe, Moira, um irmão e sua irmã. Faziam cerca de 10 anos que ele não via mais o pai, Stephan, quando ele foi preso. Durante sua adolescência, Griffiths foi aluno na Queen Elizabeth Grammar School, Wakefield. Se formou em Psicologia pela Universidade de Leeds, e realizava estudos para sua pós-graduação em Criminologia na Universidade de Bradford na época em que foi preso sob a acusação de assassinato.


Os primeiros delitos

Aos 17 anos de idade Griffiths foi condenado a 3 anos de detenção por um ataque a faca, contra o gerente de um supermercado. Enquando se encontrava detido ele foi diagnosticado como um "sádico, psicopata esquizóide" e depois passou um tempo no hospital de alta segurança Rampton, mas não foi considerado doente mental. Nesse período em Rampton ele teria dito a funcionários da justiça, que ele imaginava tornar-se um assassino.

Em 1992, ele foi condenado a dois anos de prisão por tumulto e posse de uma arma de maneira ofensiva. Ele teria intimidado uma jovem segurando contra sua garganta uma faca. No ano seguinte, ele foi colocado em liberdade condicional por posse de uma faca em público e teve sua sentença de prisão suspensa.

Em 2009, Griffiths foi admitido na Universidade de Bradford para escrever um PhD em estudos de homicídio. Até dois anos antes de cometer seus crimes Stephen estava sendo observado pela polícia. Nesse período policiais averiguaram que Stephen estava envolvido com muitas leituras a respeito de desmembramento, mas nada podiam fazer contra ele, afinal ler não é crime. Ele teve também uma faca e uma besta de caça apreendidas por policiais nessa mesma época.

O mestrado em Criminologia

Stephen era fascinado por assassinos em série o que o levou a fazer seu mestrado em criminologia na Universidade de Bradford, baseado em uma tese sobre assassinos do século XIX, como "Jack, o estripador".

No MySpace, ele mantinha um perfil com o nome de Ven Pariah, figura mítica da demonologia, onde postava frases de assassinos notórios, serial killers, assassinos em massa, terroristas e criminosos de guerra, principalmente sobre nazistas. Ele fazia a apologia do castigo duro contra "aqueles que sujam a sociedade". No mesmo perfil, encerrado pela polícia, havia referências a Peter Suttcliffe, o Estripador de Yorkshire, que foi comprovado ter assassinado 13 prostitutas na década de 70. 

Os crimes

Stephen Griffiths foi acusado da morte de 3 prostitutas de Bradford, crimes cometidos entre os anos de 2009 e 2010. Investigações estão sendo realizadas, tentando provar o envolvimento de Stephen em outros três crimes cometidos em 1999, nos arredores de onde Stephen costumava atacar. Existem cerca de 14 outros crimes não solucionados, cometidos contra profissionais do sexo, que poderiam ter sido cometidos por Griffiths. Pelos assassinatos de Susan Rushworth, 43 anos; Shelley Armitage, 31 anos e Suzanne Blamires, de 36 anos, Stephen recebeu a pena de prisão perpétua em 21 de Dezembro de 2010.



Susan Runsworth
Shelley Armitage
Suzanne Blamires

Prisão

Stephen Griffiths foi detido em 24 de maio de 2010, acusado do assassinato de Suzanne Blamires, que foi vista pela última vez em 21 de maio, no bairro de prostituição de Bradford, e cujo corpo apareceu boiando no rio Aire, em Shipley. Suzanne havia sido morta com disparos de Besta e seu ultimo cliente teria sido Stephen Griffiths.


Mais de 80 policiais participaram do cerco e invasão ao apartamento de Griffiths após checarem um vídeo de segurança que o incriminava. A este caso somam-se os desaparecimentos de outras duas prostitutas: Shelley Armitage, com paradeiro desconhecido desde Abril, e Susan Rushworth, que ninguém viu desde Junho de 2009. Outro tecido humano encontrado no mesmo rio que Blamires foi encontrada estabeleceu-se mais tarde pertencer a Armitage.


No vídeo de segurança citado acima, Stephen aparecia desferindo um disparo de besta contra Suzanne Blamires. O vídeo foi exibido durante o julgamento, o que causou grande comoção e revolta entre os jurados. O vídeo mostra ainda Suzanne sendo arrastada por Stephen, que depois aparece carregando sacos de lixo. Ao perceber que estava sendo filmado, o assassino mostra o dedo do meio para a câmera.


Até esse momento Stephen Griffiths, sempre havia sido muito cuidadoso com relação ao ocultamento dos cadáveres, o que envolvia um ritual onde Stephen praticava canibalismo, mas como ele havia sido flagrado pela câmera de vigilância, ele não precisou ter tanto cuidado no caso do assassinato de Suzanne, afinal a prisão seria algo certo, tanto que ele esperou com certa paciência pela polícia.


Após a detenção Griffiths afirmou que comera partes das duas primeiras vítimas, cozidas, e de Blamires, cruas. “É parte da magia”, comentara à polícia. No rio Aire foram encontrados 81 pedaços diferentes do corpo da vítima, e a sua cabeça cortada, com uma faca quebrada e uma flecha de besta na cabeça.


Durante o período em que Griffiths aguardava pela parte final do seu julgamento (dividido em 3 etapas realizadas em 24 de Maio, 07 de junho e 21 de Dezembro do ano de 2010), ele teria tentado cometer suicídio em diversas oportunidades.




Vídeo da movimentação do assassino:


Fonte: Telegraph, Wikipédia, Murderpedia e Memórias Assombradas.

Quando amanhecer, você já será um de nós...

Não deixe de dar uma conferida nas redes sociais do blog Noite Sinistra...

 Siga o Noite Sinistra no Twitter   Noite Sinistra no Facebook   Comunidade Noite Sinistra no Google +   Noite Sinistra no Tumblr
Links Relacionados:
Thomas Quick: O serial killer fabricado.
Richard Chase: O vampiro de Sacramento.
Policial alemão é suspeito de matar e esquartejar adepto de canibalismo.
Jarno Elg: O canibal finlandês.
Özgür Dengiz, o canibal de Ancara.
Daniel Camargo Barbosa, a besta dos manguezais.
Yoo Young-Chul: O Canibal sul coreano.
John Wayne Gacy: O palhaço assassino.
Os estripadores de Chicago.
Jerome Brudos, o assassino luxurioso.
Armin Meiwes, o canibal de Rotemburg.
Nikolai Dzhumagaliev: O canibal do Cazaquistão.
Albert Fish, o devorador de criancinhas.
Enriqueta Matrí: A vampira de Barcelona.
Joachim Georg Kroll: O devorador Alemão.
Bela Kiss: O monstro húngaro.
Leonard Lake e Charles Ng: Assassinos e torturadores.
Canibalismo em família.
Winnie Ruth Judd: A mulher tigre.
Harvey Murray Glatman: O Assassino de Beldades.
Dennis Andrew Nilsen, o assassino gentil.
Peter Bryan: O canibal inglês.
Nicolas Claux: O vampiro de Paris.
Issei Sagawa - O canibal japonês.
Vince Weiguang Li - O canibal do ônibus.
0 Comentários
Comentários
Nenhum comentário :

Página do Facebook

Publicidade 1

Noite Sinistra no YouTube

Postagem em destaque

O misterioso perfil do Facebook de Karin Catherine Waldegrave